Conecte-se Conosco

Municípios

Mocajuba recebe primeira agência do Banco do Estado do Pará

Publicado

em

Agora, o Banpará possui 119 agências, sendo 15 na capital e 104 no interior. Helder Barbalho foi a Mocjuba

O município de Mocajuba, localizado no nordeste paraense, recebeu, sábado (9), a primeira agência do Banco Estado do Pará (Banpará) da cidade. A 119ª unidade da instituição foi inaugurada pelo Governo e contou com a presença do chefe do Executivo estadual, Helder Barbalho; do vice-governador Lúcio Vale; do presidente do Banpará, Braselino Assunção; da prefeita de Mocajuba, Fátima Braga; e do presidente da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), Daniel Santos. O novo prédio representa um investimento de mais de R$ 350 mil.

Secretários estaduais e municipais, vereadores, funcionários, clientes e moradores da cidade também participaram da cerimônia de entrega. O governador destacou que nenhum outro banco possui este quantitativo de agências no Estado e afirmou que, até o final do mandato, o Banpará estará nos 144 municípios paraenses.

Ainda de acordo com Helder Barbalho, o Banco estará não apenas para servir aos colaboradores e servidores públicos, mas também poderá ser utilizado para pagamento em folha, permitindo a movimentação dos créditos consignados para os servidores. O objetivo da agência é ainda cumprir a função de instituição que contribui com o desenvolvimento do município, oferecendo microcrédito para os produtores para gerar renda e oportunidades.

“O produtor rural de Mocajuba pode vir aqui no Banpará e conseguir um empréstimo para aumentar a sua lavoura, aumentar e qualificar a sua produção e ampliar a sua renda. O comércio local também poderá pegar um empréstimo para melhorar sua estrutura, comprar equipamentos, veículos, para que possa, portanto, potencializar a sua atividade econômica. Nós precisamos fazer isso. As pessoas querem ter o direito a trabalhar, ao sustento, a partir do seu suor garantir a renda para os seus familiares. Por isso, o Banpará tem essa missão e nós estaremos fortalecendo o banco para que ela possa ser executada com pleno êxito”, declarou Helder Barbalho.

Serviços – A agência ofertará todos os serviços do Banpará, como: abertura de contas, produtos de investimentos, serviços de crédito e atendimento ao público em geral. Além disso, a unidade foi toda construída nos padrões e requisitos de acessibilidade.

Em seu discurso, o presidente da instituição financeira pontuou que a entrega da nova unidade é mais um grande passo que o governo dá em favor da população. “Esta agência de Mocajuba oferecerá todos os serviços de uma grande agência. O que se faz em uma grande agência de Belém, se fará aqui em Mocajuba. O banco chega para oferecer produtos, créditos, serviços de qualidade e fomentar a economia”, explicou Braselino Assunção.

Agora, ao todo, o Banpará possui 119 agências, sendo 15 na capital e 104 no interior do Estado. O banco de Mocajuba, inaugurado neste sábado, irá beneficiar, além dos moradores da cidade, a população que reside em municípios próximos, como Baião, Cametá, Moju e Oeiras do Pará.

Facilidades – Maria de Nazaré dos Santos, de 80 anos, não escondeu a felicidade por não ter mais que ir a outra cidade receber sua aposentadoria. “Com essa nova agência ficou mais fácil. Antes eu tinha que ir até Baião para poder pegar minha aposentadoria. Agora vou poder fazer isso aqui, e rápido”, disse, entusiasmada, a mocajubense.

A prefeita de Mocajuba, Fátima Braga, falou que o momento é de muita alegria e honra para todos os moradores da cidade, e destacou que hoje o Pará tem um governador presente, que conhece a realidade dos municípios paraenses. Além disso, Fátima acredita que Mocajuba está saindo do castigo, porque há dois anos que não recebia absolutamente nada do Estado.

“É muito importante para Mocajuba a inauguração de uma agência bancária. O município estava há dois anos sem agência e esse banco tem a característica do fomento, do atendimento ao comércio. Então, ele tem um impacto que vai muito além de uma agência bancária, do próprio desenvolvimento econômico, uma vez que as pessoas da cidade que têm vida econômica ativa estavam indo aos municípios vizinhos, em especial em Baião, para fazer as suas compras, saques, para receber salários. Então vai ser extremamente positivo para a cidade”, afirmou a prefeita.

Segurança – Durante seu pronunciamento, o governador relembrou que, em um mês de trabalho, já conseguiu reduzir o número de homicídios no Estado – 31%, comparando os índices de janeiro de 2018 com os deste ano. Além disso, as ações intensificadas na área da segurança alcançaram um resultado positivo também nas estatísticas de roubo, que diminuíram 32% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Mas Helder Barbalho ressaltou que há muito a ser feito, e desejou às Polícias Militar e Civil um trabalho exitoso no ato de servir e trazer paz à população. Particularmente, para a agência que foi inaugurada, pediu que fosse protegida, pois, segundo ele, lamentavelmente, a explosão de agências se transformou em uma das práticas criminosas mais comuns no Estado, como aconteceu com o prédio do Banco do Brasil de Mocajuba.

O investimento na nova ag~encia foi de R$ 350 mil

“Nós tivemos uma operação no Acará nessa semana que passou. Sete bandidos iam explodir duas agências lá, e a Polícia Civil, de maneira preventiva, conseguiu agir antes do assalto, fez o bloqueio do bando, o enfrentamento. Lamentavelmente, os suspeitos resolveram reagir e a polícia deu o devido tratamento, levando a óbito os sete. Eu fiz questão de premiar esses policiais, porque vamos trabalhar de forma preventiva, mas também de forma ostensiva e repressiva, dando o tratamento adequado dentro das regras e da lei para proteger a nossa sociedade. Portanto, muito sucesso, um belo trabalho e que nós possamos dar à população de Mocajuba muita paz e tranquilidade”, finalizou o governador Helder Barbalho.

Serviço – A agência do Banpará em Mocajuba fica na rua Manoel de Souza Furtado, nº 872, bairro Centro.

Continue lendo
Clique para comentar

Municípios

Curionópolis afunda em desemprego, por culpa do prefeito Adonei Aguiar

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Blog Ze Dudu

Que o prefeito municipal de Curionópolis, Adonei Aguiar, gosta de festejar, disso todos têm conhecimento. Sua passagem pelo município é regada a comemorações e festas caras, que deixam tímidos os eventos realizados em Parauapebas, município 11 vezes mais populoso e 16 vezes mais rico — e este, sim, tem bala na agulha para gastar com festas. Agora, o que muitos não entendem são as razões das celebrações, uma vez que Curionópolis está afundado em desemprego.

No mês passado, de acordo com números recém-divulgados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, 25 habitantes de Curionópolis perderam emprego em março. No entanto, esse número é inacreditavelmente irrisório quando comparado ao volume de desempregados desde que Adonei Aguiar pisou os pés na prefeitura. Entre janeiro de 2017 e março de 2019, o município acumula 1.036 desempregados, um volume assustador diante do atual número de empregos formais, que não ultrapassa 2.500 vínculos, de acordo com a Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Hoje, os maiores empregadores municipais são as mineradoras Vale, titular do projeto de ferro Serra Leste, e Avanco, que detém o projeto de cobre Antas, além da própria prefeitura. Qualquer mexida nessa estrutura, fragiliza o mercado de trabalho, que já é tacanho. Mas se faltam empregos para a população de Curionópolis, sobra disposição do prefeito Adonei para viajar e, quando está no município, programar festas.

Comemorar o quê?

O aniversário do município, que fará 31 anos no próximo dia 10 de maio, está à porta e, ao que tudo indica, só Adonei terá o que comemorar com pompa e circunstância. Os milhares de reais que serão gastos com fuzarca — e ainda sem qualquer indicação no Portal da Transparência — são mera continuidade daquilo que o Blog do Zé Dudu já havia destacado com grande repercussão aqui, ocasião em que discriminou os gastos exagerados de Adonei com festas.

Aliás, por falar em transparência, esse não parece ser o forte do referido gestor, tendo em vista que o portal que se atém à prefeitura passa dias e meses sem atualização. Até as 11 horas desta quinta (25), o portal de transparência do governo de Adonei havia sido atualizado pela última vez no dia 14 de março, portanto, há mais de um mês.

Por ser um município pequeno, pouco populoso, muita coisa passa batido em Curionópolis, sempre alheio ao olhar de órgãos fiscalizadores. Adonei aproveita-se disso para festejar à vontade, com shows que arrastam multidão financiados com milhares de reais em recursos do tesouro municipal que, a rigor, deveriam bancar o desenvolvimento social e econômico local. Festejar um “país de maravilhas” em meio a destroços no mercado de trabalho, que mensalmente perde trabalhadores com carteira assinada, é a verdadeira celebração da desgraça social, e um rei, do alto de seu camarote, precisa ser alertado por seus súditos.

Continue lendo

Municípios

Capacidade do aeroporto de Marabá foi ampliada em 25%

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Infraero

A Infraero entrega, na próxima terça-feira (23/4), às 9h30, as obras de reforma e ampliação do Aeroporto de Marabá/João Corrêa da Rocha (PA). Com investimento total de R$ 11,4 milhões, os trabalhos aprimoraram os níveis de segurança e conforto do terminal paraense, com mais comodidade aos usuários e passageiros. A cerimônia de entrega das obras contará com as presenças da presidente da Infraero, Martha Seillier, do Secretário Nacional de Aviação Civil (SAC) do Ministério da Infraestrutura, Ronei Saggioro Glanzmann, além de outras autoridades.

As obras como um todo, foram realizadas em duas etapas distintas. Esta segunda e atual etapa foi conduzida pela Orcon Engenharia e Perfurações Eireli. No conjunto das duas etapas, houve um aumento de 40% na área do terminal, que passou de 1.248,95 m² para 1.756,60 m². A capacidade de passageiros também foi ampliada em 25%. Antes, o terminal podia receber cerca de 1,2 milhão de viajantes anualmente. Após a conclusão das obras, são 1,5 milhão de passageiros.

O aeroporto ganhou novos balcões de check-in, totalizando 16 unidades, além de novos carrosséis de restituição de bagagens, somando duas unidades. Os banheiros também foram totalmente reformados e ampliados; e toda a edificação foi adequada para atendimento às normas de acessibilidade.

Para o superintendente do aeroporto de Marabá, Wigson Diego Saturnino Santos, a entrega das obras simboliza um novo momento para a cidade. “Estamos entregando um aeroporto moderno, à altura da cidade de Marabá. Com isso, esperamos que o terminal, além de servir bem à sociedade, contribua ainda mais com o desenvolvimento da região”, afirmou.

Localizado na cidade conhecida como um dos principais centros administrativos e econômicos do Pará, o terminal cumpre papel fundamental na integração e acesso às cidades vizinhas, além de ligar a cidade a outros quatro destinos nacionais, com oito voos diários: Belém, Parauapebas (PA), Brasília (DF), e Belo Horizonte (MG), por meio das companhias aéreas Azul, Gol e Latam.

Com funcionamento 24 horas por dia, o aeroporto registrou no ano passado a movimentação de quase de 280 mil viajantes, entre embarques e desembarques. Neste ano, até março, já foram registrados mais de 61 mil passageiros.

Continue lendo

Municípios

Em São Miguel do Guamá, condutor de balsa irregular é preso em flagrante

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Pará

Policiais civis prenderam em flagrante, nesta terça-feira (09), em São Miguel do Guamá, nordeste do Estado, Admilson Silva Sidônio, por crime de atentado contra a segurança do transporte marítimo. Ele pilotava uma balsa que transportava seixo. A equipe da Delegacia de São Miguel do Guamá constatou que a embarcação estava com documentação vencida e os tripulantes não possuíam habilitação para conduzi-la. Em decorrência dos fatos, a balsa foi apreendida e o condutor foi preso.

Conforme o delegado Edson Azevedo, da Delegacia de São Miguel do Guamá, a balsa teria encostado na ponte no momento em que o piloto manobrava embaixo da estrutura que liga a cidade de São Miguel do Guamá ao município de Irituia, na mesma região. Na ocasião, os policiais civis verificaram que o responsável pela balsa não possuía a habilitação técnica necessária para pilotar a embarcação.

Segundo apurou o delegado, na balsa estavam, além do piloto, três tripulantes – um prático, um marinheiro de máquinas e um cozinheiro. O seixo transportado na embarcação foi extraído no município de Irituia, e estava sendo levado para a cidade de Barcarena. A balsa pertence a uma firma particular. O piloto foi apresentado na Delegacia para responder pelo crime de atentado contra segurança de transporte marítimo, com base no artigo 261 do Código Penal.

O delegado informou ainda que técnicos do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) foram acionados para avaliar as condições da ponte, já que, segundo moradores da região, a balsa teria encostado em um dos pilares. A Capitania dos Portos foi acionada para fazer o trâmite referente à ilegalidade da documentação da embarcação.

Policiais civis da Dema (Divisão Especializada em Meio Ambiente) foram até São Miguel do Guamá verificar as responsabilidades cíveis, administrativas e criminais a respeito da carga de seixo transportada na balsa.

Por Walrimar Santos

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaques

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com