Conecte-se Conosco

Eleições 2018

Número de milionários eleitos deputados estaduais cresce no Brasil, mas patrimônio médio cai

Publicado

em

Spread the love
Por Thiago Reis e Leandro Oliveira, G1

Mais de um terço dos deputados estaduais e distritais eleitos para a próxima legislatura é formado por milionários. É o que mostra levantamento feito pelo G1 com base em dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). São 388 políticos que declaram ter patrimônio superior a R$ 1 milhão (37% dos 1.059 eleitos).

O número é o maior já registrado. Em 2014, foram 375 políticos milionários eleitos para as Assembleias. Em 2010, eram 297. Em 2006, havia 205. Em 2002, eram 114.

Milionários nas Assembleias — Foto: Betta Jaworski/G1

O deputado estadual mais rico do país é Berlanda (PR-SC). Ele declara possuir R$ 64,8 milhões, em sua maioria quotas de capital de empresa, aplicações e investimentos. Há ainda um apartamento de R$ 1,4 milhão. Berlanda é dono de uma das maiores redes de varejo de móveis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos de Santa Catarina, que leva seu nome.

Logo atrás aparecem José Dias (PSDB-RN), com R$ 48,8 milhões, José Gomes (PSB-DF), com R$ 33,8 milhões, Dilmar Dal Bosco (DEM-MT), com R$ 22,3 milhões, e Inácio Franco (PV-MG), com R$ 21,9 milhões.

No total, os parlamentares declaram um patrimônio de R$ 1,5 bilhão – o que representa uma média de R$ 1,424 milhão para cada um. O patrimônio médio é ligeiramente inferior ao da última eleição (R$ 1,446 milhão).

Além disso, há 63 políticos que declaram patrimônio “zero” ao TSE – número maior que o verificado há quatro anos (55).

Apesar do aumento de milionários eleitos, os dados contrariam a expectativa de mais parlamentares ricos eleitos no geral, assim como na Câmara dos Deputados. Essa foi a primeira eleição geral após a reforma eleitoral de 2015. Com o fim do financiamento empresarial, não houve um limite para a autodoação (a não ser o estipulado para o cargo), o que favoreceu a entrada de políticos com mais dinheiro na disputa. O resultado, porém, mostra que não houve diferença significativa em relação ao pleito anterior.

Continue lendo
Clique para comentar

Eleições 2018

Ibope: No 2º turno, Bolsonaro tem 59% dos votos válidos e Haddad, 41%

Publicado

em

O cálculo considera apenas os votos válidos, ou seja, exclui os nulos, brancos e indecisos.
Spread the love

Candidato do PSL abre 18 pontos de vantagem desde o primeiro turno, realizado em 7 de outubro, aponta pesquisa

 

A menos de duas semanas para o segundo turno da eleição presidencial, o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, tem 59% das intenções de voto, contra 41% do petista Fernando Haddad, segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo divulgada nesta segunda-feira, 15.

O cálculo considera apenas os votos válidos, ou seja, exclui os nulos, brancos e indecisos. Levando em conta o eleitorado total, Bolsonaro lidera por 52% a 37%. Há ainda 9% dispostos a anular ou votar em branco, e 2% que não souberam responder.

Bolsonaro abriu 18 pontos porcentuais de vantagem nos votos válidos desde o primeiro turno, realizado no dia 7, quando ficou à frente do principal adversário por 46% a 29%.

Além de perguntar aos entrevistados quem é seu candidato preferido, o Ibope procurou medir o potencial de voto de cada um dos concorrentes. Após citar o nome de cada um dos candidatos, os entrevistadores perguntaram aos eleitores se votariam em cada um com certeza, se poderiam votar ou se não votariam de jeito nenhum.

Bolsonaro é o que tem mais simpatizantes convictos: 41% votariam nele com certeza, e 35% não votariam de jeito nenhum. Haddad é o que tem a maior rejeição: 47% não o escolheriam em nenhuma hipótese, e 28% manifestam certeza na escolha.

O Ibope ouviu 2.506 eleitores nos dias 13 e 14 de outubro. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%. Isso significa que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro. O registro na Justiça Eleitoral foi feito sob o protocolo Nº BR-01112/2018. Os contratantes foram o Estado e a TV Globo.

Continue lendo

Eleições 2018

Bolsonaro diz que ‘quem vai mandar no Brasil são os capitães’

Publicado

em

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro Foto: Wilton Junior/Estadão
Spread the love

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, foi à sede do Batalhão de Operações Especiais (Bope), nas Laranjeiras, no Rio. ‘Podem ter certeza, em chegando (à presidência), teremos um dos nossos lá em Brasília’

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, foi à sede do Batalhão de Operações Especiais (Bope), nas Laranjeiras, na manhã desta segunda-feira, 15. Bolsonaro chegou e saiu sem falar com a imprensa. Segundo um assessor do presidenciável, a agenda no batalhão foi uma “visita a amigos”. Bolsonaro e Fernando Haddad, do PT, disputam o segundo turno das eleições 2018 no próximo dia 28 de outubro.

Durante o encontro, que durou aproximadamente duas horas, Bolsonaro discursou brevemente e tirou selfies com homens do Bope. “Podem ter certeza, em chegando (à Presidência), teremos um dos nossos lá em Brasília”, afirmou. “Fizemos a segunda maior bancada em Brasília, sem televisão. Isso vem de gente como vocês. Então a gente tem que acreditar e tentar mudar, buscar fazer a coisa certa. Eu acho que isso é possível, afinal de contas não temos outro caminho.”

Jair Bolsonaro encerrou sua fala com o grito de “caveira”, tradicional entre os homens do Bope. No fim, ainda brincou com um coronel que foi cumprimentá-lo. “Tô dando continência pro coronel, mas quem vai mandar no Brasil serão os capitães”, disse, fazendo referência a sua patente como militar.

Antes de deixar a sede do Bope, Bolsonaro ainda almoçou com o pelotão.

 

Continue lendo

Eleições 2018

Doxa/A PROVÍNCIA: Vantagem de Helder Barbalho sobre Márcio Miranda cai para 7,4% no 2º turno

Publicado

em

Spread the love

A primeira pesquisa realizada pelo Instituto Doxa sobre  intenção de votos no segundo turno da eleição para governo do Pará e presidente da República,  aponta, no caso do Estado,  uma vantagem de apenas 7,4 pontos percentuais do candidato do MDB, Helder Barbalho,  sobre o candidato do DEM, deputado Márcio Miranda.

Estimulada

Na pesquisa estimulada, Helder  obteve 46,8% das intenções de voto; Márcio Miranda  ficou com 39,4%. Indecisos somam 6,6%; e os que pretendem votar branco ou anular o voto são 7,2%.

A pesquisa está registrada no TRE-PA sob o protocolo PA-07843/2018 e foi realizada no período de 10 a 13 de outubro com 1.896 eleitores, entrevistados nas seis (6) mesorregiões do Estado.
O nível de confiança utilizado é de 95% e a margem de erro estimada de 2,25% para mais ou para menos.

A pesquisa foi encomendada pela Gravasom Editora Ltda., responsável pela publicação de A Província do Pará. 

Espontânea

Na espontânea, Helder obteve 39% contra 31,5% dados a Márcio Miranda. E 17,9% não souberam ou não quiseram responder, Os que disseram que anulariam o voto ou votariam em branco, chegaram a 11,5%.

Presidente

Para presidente, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) está com 47,8%,  e Fernando Haddad (PT) ficou com 37,7%. Os indecisos são 4,9% e os que pretendem anular ou votar em branco somam 9,5%.

 

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaques