Conecte-se Conosco

Cidade

A Província do Pará chega novamente aos leitores

Publicado

em

Spread the love

O casal de  empresários Carlos e Aline Santos  foi obviamente, quem  primeiro  recebeu e a folheou e leu a primeira edição do jornal A PROVÍNCIA DO PARÁ,  jornal centenário, fundado por JoAquim José de Assis, o famoso dr. Assis; e por Francisco de Souza Cerqueira, e o mais lendário de todos, Antônio José de Lemos, que viria a ser o mais importante administrador da cidade de Belém, na passagem do Século XIX para o Século XX.

Fundado em 1876, o jornal foi incendiado em 1912 por inimigos de Lemos e correligionários de Lauro Sodré. Reapareceu, porém, em 1947, pelas mãos de Assis Chateaubriand e o seu império de comunicação chamado Diários e Emissoras Associados. Ficou com esse grupo até 1997, quando foi adquirido pelo empresário Gengis Freire,  do grupo Editora Cejup. Mas, em 2001, ele passou o controle do jornal pra Miguel Arraes, e logo esta fase de A PROVÍNCIA DO PARÁ chegaria ao fim, de maneira melancólica.

Entretanto, A PROVÍNCIA DO PARÁ não gosta de permanecer como cinzas. E encontrou no empresário Carlos Santos e sua esposa Aline Santos, os sonhadores que precisava para ressurgir mais uma vez. E começou ressurgindo de forma modernar, jamais pensada por Lemos ou Chateaubriand: via online, no endereços www.aprovinciadopara.com.br,  podendo ser acessado o de qualquer parte do mundo.  O Grupo Marajoara, construído, já pode, agora ser chamado  de “Diários Associados” moderno, pois, Carlos Santos e Aline já controlam a Super Rádio Marajor, a TV Marajoara, veículos que foram originalmente dos Diários Associados, e agora o jornal A PROVÍNCIA DO PARÁ completando o círculo.

Por isso mesmo, Carlos Santos e Aline não podiam esconder a alegria quando receberam, nos estúdios da Super Rádio Marajoara os exemplares de A PROVÍNCIA DO PARÁ, cujo título eles conseguiram resgatar para devolver ao povo paranaense a  possibilidade de, finalmente, ter de volta um veículo imparcial, plural e com a credibilidade que só A PROVÍNCIA DO PARÁ conquistou, por sua posição equidistante  dos fatos, das pessoas e grupo econômicos ou políticos.

Carlos e Aline Santos examinam cuidadosamente o primeiro exemplar de A PROVÍNCIA , comentando cada detalhe e demonstraram alegria em poder dividir com o povo paraense essa grande conquista. A impressão é de primeira qualidade, com todas as páginas a cor. Tive a honra de ser convidado para participar desse momento histórico da imprensa paraense,  Esperam que gostem e valorizem a volta desse grande jornal, 16 anos depois especialmente porque dediquei 27 anos de minha vida profissional à redação de A PROVÍNCIA DO PARÁ. Conheci grandes e verdadeiros jornalistas, gente de fibra, coragem e competência. Espero conduzir esta nova fase do jornal na mesma linha que adotavam Frederico Barata, Milton Trindade, Roberto Jares Martins, Euclides Bandeira, Ribamar Fonseca, Carlos Gomes Lopes e tantos outros que ajudaram a construir o prestígio do jornal ao longo da sua história.

Antonio José Soares – Editor Resposável

Cidade

Márcio Miranda detona Fake News e diz que “Gordo do Aurá” foi usado por Helder Barbalho

Publicado

em

Márcio Miranda participou do Bate-Papo da Pólis, programa conduzido por Diógenes Brandão e que teve o jornalista Carlos Mendes
Spread the love

Por Diógenes Brandão
 
Na noite desta quarta-feira (16), a população paraense teve pela primeira vez, a oportunidade de ouvir uma conversa franca e provocativa com um dos candidatos que disputam o segundo turno destas eleições, para o governo do Estado.
Márcio Miranda participou do Bate-Papo da Pólis, programa conduzido por Diógenes Brandão e que teve o jornalista Carlos Mendes como convidado e este colaborou para uma entrevista contundente, de mais de uma hora, com o candidato que mais cresceu desde o início desta campanha eleitoral no Pará.

Com uma forte crítica ao que conhecemos como Fake News, Márcio Miranda revelou que sua campanha ganhou no TRE-PA, 26 direitos de respostas contra a campanha de Helder Barbalho, enquanto a campanha de Barbalho, mesmo pedindo, não conseguiu nenhum contra Miranda.

Um dos direitos de resposta que a justiça eleitoral concedeu a Márcio Miranda foi contra a peça publicitária e as matérias ‘jornalísticas’ amplamente veiculadas nos meios de comunicação da família Barbalho (Rádio, TV e Jornal) e n que ele foi aposentado antes do tempo e a outra foi a que um ator vestido de médico aparece recebendo um banho de lama, levando a ideia de que ele, Márcio Miranda é um ficha suja, o que o candidato conseguiu na justiça, que a peça publicitária fosse retirada da TV, mas ela continua circulando pelas redes sociais e no Whatsapp.

GORDO DO AURÁ

Ao ser indagado sobre o vídeo que vem sendo veiculado pela campanha de Helder Barbalho, através do horário eleitoral gratuito, no rádio e na TV, onde Márcio Miranda aparece ao lado do ‘Gordo da Aurá‘ e que foi amplamente viralizado nas redes sociais, o candidato foi enfático ao negar qualquer envolvimento com o ‘Gordo do Aurá’ e explicou que o vídeo em que aparece ao lado dele foi fruto de uma armação.

Foto do palco onde foi feito o lançamento da candidatura de Dr. Daniel (PSDB), candidato a deputado estadual, onde recebeu diversos parceiros de campanha, como o prefeito Manoel Pioneiro (PSDB), Coronel Osmar (PDT) e Márcio Miranda (DEM). Note que o “Gordo do Aurá” já não fazia mais parte dos que estavam na foto final do evento. Hoje, já eleito deputado estadual, o vereador Dr, Daniel declarou voto em Helder Barbalho (MDB).

“Foi má fé, baixaria”. 

Fui convidado para o lançamento da candidatura do Dr. Daniel (PSDB) e lá eles colocaram alguns convidados para falar. Eu tinha acabado de chegar. Maldosamente, em um evento que não era meu, que não foi feito por mim, que não era lançamento meu, colocaram alguns convidados para falar, entre eles, o ‘Gordo do Aurá’. A gravação original tinha o todo o palco inteiro, mas  para usarem as imagens na campanha, ele cortaram os demais e o número do Dr. Daniel. Além de Dr. Daniel, estavam o prefeito Manoel Pioneiro e diversas lideranças do PSDB, partido que apóia Márcio Miranda.

“Eu nunca tive problemas com a justiça”

“Não se tratava de um evento meu. Eu cheguei ao palco e ele (Gordo do Aurá) foi colocado para a falar ao meu lado, então não fiquei nem 8 segundos ao lado dele e me afastei, mas eles editaram o vídeo”, revelou Márcio Miranda.

O blog constatou que na base eleitoral do ‘Gordo do Aurá’, o candidato Helder Barbalho obteve 3.170, enquanto Márcio Miranda recebeu apenas 605 votos. Ou seja, Helder Barbalho teve 81% a mais de votos, que Márcio Miranda.

 

O candidato também disse que entende o desespero da família Barbalho, pois as pesquisas da DOXA mostraram o crescimento dele e o Helder “empacado” nos mesmos números com que começou a campanha. “Contrariando a pesquisa IBOPE, os eleitores votaram e me levaram ao segundo turno”. E ironizou: “Criaram um ambiente de que o Helder venceria no primeiro turno, mas eleitor compreendeu que foi enganado e o IBOPE e o Real Time Big alguma coisa”.
O bate-papo com Márcio Miranda abordou diversos outros temas, como a diferença de apenas 7,4% para o seu adversário, segundo ele, incomoda a família Barbalho.
Na questão da segurança, Márcio se comprometeu com diversas ações assim que assumir o governo: “Vou fazer Vilas Militares para os nossos policiais”, declarou ao lembrar que é policial militar e que conhece as dificuldades e a violência em que ficam expostos os militares paraenses.

“Sou Médico há 35 anos e nunca tive um processo se quer. Foi só eu crescer nas pesquisas e vieram inventar Fake News. Eles não contavam com o 2º turno. Eu era conhecido por apenas 29% da população, enquanto meu adversário já começou a campanha conhecido por 99% dos paraenses”, disse Márcio que iniciou a campanha com 2%, enquanto Helder Barbalho tinha 36%.

Na última pesquisa realizada pelo Instituto DOXA, Helder Barbalho tem 46,8% e Márcio Miranda 39,4% das intenções de votos.

O programa bateu recorde de audiência e foi transmitido ao vivo para os blogs e rede sociais de jornalistas e ativistas digitais com as maiores audiências no Estado do Pará.
Assista o programa Bate Papo da Pólis com Márcio Miranda:
Gostou da matéria e do blog? Então clique na imagem abaixo e vote emDiógenes Brandão/AS FALAS DA PÓLIS, na categoria BLOGUEIRO DO ANO, do Prêmio Sistema Fiepa de Jornalismo, na modalidadeProfissionais do Ano.

Continue lendo

Cidade

Ana Botafogo e Carlinhos de Jesus, atrações no Fida no Theatro da Paz, a partir de hoje

Publicado

em

Ana Botafogo e Carlinhos de jesus são atrações especiais no Festival de Dança da Amazônia
Spread the love

A famosa bailarina Ana Botafogo será uma das principais atrações da edição 2018 do Festival Internacional de Dança da Amazônia ( Fida), realização da professora paraense de danças, Clara Pinto, que começa nesta quarta-feira (17), no Theatro da Paz. Ana Botafogo  vai comandar uma das oficinas do evento e também se apresenta, no palco do  centenário teatro.

 

Entre as estrelas do 25° Festival Internacional de Dança da Amazônia, Carlinhos de Jesus e sua partner, Michele Barreto de Castro, prometem um grande espetáculo no Theatro da Paz.

Balé

Cecília Kerche, bailarina e atual diretora do balé oficial do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, é uma das convidadas de honra de Clara Pinto para o Fida 2018.

Dança

Clara Pinto comemora os 25 anos do Fida com novidades. Além de reunir o maior número de estrelas da dança no Brasil, como Ana Botafogo e Carlinhos de Jesus, vai premiar em dinheiro os grupos de dança paraenses que mais se destacarem no festival.

O Fida 2018 vai homenagear, o empresário Carlos Santos, presidente do Grupo Marajoara de Comunicação, ao qual se inclui o jornal A Província do Pará, a Super Rádio Marajoara, a Rádio Guarani (Soure), a Rádio Ximango da Amazônia (Monte Alegre), a Mix FM e a TV Marajoara Digital, Canal  50.1. A homenagem é um reconhecimento ao apoio que Carlos Santos e sua esposa,Aline Santos, sempre deram ao festival e às atividades artísticas em geral, no Pará.

Continue lendo

Cidade

Espaço do cidadão: Incivilidade sem limites em frente ao Shopping Pátio Belém

Publicado

em

Spread the love

Fracisco Sidou*

Em frente ao shopping popular “Portuense” (foto), na Padre Eutíquio, a calçada, que deveria ser de uso público, abriga também um estacionamento privativo de táxis em meio a uma parada de ônibus, talvez a mais movimentada de Belém, pelo grande fluxo de passageiros no entra e sai do Shopping Pátio, no lado oposto da rua. Em razão de arraigados e impunes maus usos e costumes do espaço público, que entendem como propriedade privativa de suas cooperativas, alguns taxistas (não todos) sobem com seus carrões na calçada quase atropelando os pedestres que ali esperam seus ônibus, entre os quais pessoas idosas que já não podem correr quando os “donos do pedaço” chegam buzinan do , em razão dos achaques naturais da idade avançada. Não por acaso, os amigos taxistas do bem também perdem clientes para os aplicativos modernos, em razão desse comportamento incivilizado de alguns maus colegas de profissão. Ao Ministério Público, salvo engano, diante da omissão ou conivência da Semob, caberia impedir o uso de calçadas públicas como estacionamento, mesmo sendo de táxis, pois não ?

*É jornalista

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaques