Conecte-se Conosco

CINEMA

O relançamento do “film noir”

Publicado

em

Por Pedro Veriano

A expressão “film noir” vem do crítico francês Nino Frank que em 1946 achou uma analogia com o que as histórias policiais publicadas pela editora Fallimard chamadas de Série Noir (porque as publicações tinham capa preta e amarela). Na verdade o termo ganhou espaço no cinema quando críticos franceses como Andre Bazin viam liames do expressionismo alemão nos planos em que se reforçava o claro-e-escuro usando filtros amarelos nas lentes da filmagem em preto e branco. Os roteiros eram geralmente histórias de crimes e detetives sarcásticos com expressões caras a atores como Humphrey Bogart.
Hoje uma editora de DVD publica séries de “filme noir”.Repassa o que Hollywood fez nas décadas de 40 e 50 e já atinge produções francesas do mesmo período(adentrando pelos sessenta).
Muitos cineastas de filmes B faziam noir. Era a chance de sair dos seriados de aventuras e westerns de 6 rolos (1 hora de projeção).Se deu em muito lixo também deu obras meritórias. E diretores como John Huston e até mesmo Stanley Kubrick andaram pelo mundo noir. Nas coleções para ver em casa há um verdadeiro curso de cinema. Os fãs devem aproveitar. E lembro que artistas criadores como Edgar G.Ulmer andaram por este caminho. Gente que os novos amantes de cinema pouco conhecem. O editor brasileiro é o sr.Oceano da Versátil Home Video. Ele também edita os filmes de terror modestos e alguma coisa da ficção cientifica(ainda há muito a ver desse gênero). Procurem ver.

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual