Conecte-se Conosco

BRASIL GERAL

Além de bolão, outra assessora do PT ganha prêmio da loteria

Publicado

em

Outra assessora do PT conquistou a quadra da Mega Sena Foto: Reprodução

Além do bolão vencedor de 49 funcionários do PT, outra assessora do partido também receberá prêmio da Mega Sena. Ela acertou a quadra, que é bem mais comum, e receberá um montante baixo.

A assessora trabalha no Senado Federal e levará para casa R$ 461, bem abaixo dos R$ 120 milhões do prêmio principal. Ela avisou sobre o acerto em um grupo de mensagens da legenda.

Segundo informações do jornal O Globo, os vencedores estudam financiar um novo bolão para outros colegas do partido. Eles querem separa R$ 1 mil do prêmio de cada um para investir em uma nova aposta, sábado. Cada um dos vencedores do prêmio principal ficará com R$ 2,4 milhões.

BRASIL GERAL

Desmatamento está entre principais causas de surtos de doenças infecciosas em humanos

Publicado

em

Fonte: Verofato Foto: Reprodução

Sem as áreas naturais, insetos se proliferam com mais facilidade e migram para as regiões urbanas. Nas últimas três décadas, a presença de doenças transmitidas por mosquitos dobrou no Brasil

As mudanças de uso da terra, geradas principalmente pelo desmatamento, monocultura, pecuária em grande escala e mineração, estão entre as principais causas de surtos de doenças infecciosas em humanos e pelo surgimento de novas doenças no continente americano. Essa é uma das conclusões apontadas no Relatório da Biodiversidade da Organização das Nações Unidas (ONU), que analisou mais de 15 mil pesquisas científicas e informações governamentais durante três anos.

“Os bens e serviços fornecidos pela natureza são os fundamentos definitivos da vida e da saúde das pessoas. A qualidade do ambiente em que vivemos desempenha papel essencial na nossa saúde. Em ambiente natural, com florestas intactas, mamíferos, répteis, aves e insetos se autorregulam. O desmatamento, somado à expansão desordenada das áreas urbanas, faz com que os animais migrem para as cidades.

No caso dos mosquitos, que são vetores de muitas doenças, a crise climática e o aumento da temperatura também trouxeram condições favoráveis à reprodução desses indivíduos. Nas cidades, eles passam a se alimentar também do sangue das pessoas, favorecendo a transmissão de enfermidades”, explica a gerente de Conservação da Biodiversidade da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Leide Takahashi.

Nessa linha, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Convenção da Diversidade Biológica (CDB) reconheceram que a biodiversidade e a saúde humana estão fortemente interligadas e, durante a COP-13, em 2016, recomendaram uma série de ações. Segundo a OMS, ao menos 50% da população mundial corre o risco de contaminação por doenças transmitidas por mosquitos, chamadas de arboviroses.

No Brasil, o Ministério da Saúde estima que o número de arboviroses tenha dobrado nas últimas três décadas. Algumas delas, como malária, dengue, febre amarela e zika, já causaram surtos em áreas urbanas.

Doutora em Ciências Florestais, Leide destaca ainda que a conservação do patrimônio natural é importante para o controle de outras doenças, especialmente as mentais. O contato com a natureza é capaz de diminuir a ansiedade e o estresse, contribuindo com o bem-estar da população.

A natureza nos fornece água, ar puro, alimentos e outros recursos essenciais para o nosso dia a dia. Precisamos encontrar um ponto de equilíbrio para que as pessoas aproveitem esses recursos de forma responsável, sem prejudicar a fauna e a flora e sem colocar as próximas gerações em risco”, afirma Leide, que também é membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza.

Continue lendo

BRASIL GERAL

Papa canoniza Irmã Dulce, a primeira santa brasileira

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: AFP

O Papa Francisco canonizou neste domingo (13), na Basílica de São Pedro, a Irmã Dulce, a primeira santa nascida no Brasil, em 1914.

A nova santa brasileira, cujo nome verdadeiro era Maria Rita Lopes, foi proclamada santa diante de inúmeros bispos, religiosos e missionários de seu país que atualmente participam do Sínodo para a defesa da Amazônia.

“Hoje agradecemos ao Senhor pelos novos santos, que andaram com fé e agora os evocamos como intercessores”, disse o Papa Francisco diante da multidão reunida na praça.

“Três são religiosos e nos mostram que a vida consagrada é um caminho de amor nas periferias existenciais do mundo”, acrescentou.

Um enorme retrato da missionária, bem como dos outros quatro santos canonizados na cerimônia deste domingo, foi exposto em frente à fachada da basílica.

Irmã Dulce devotou sua vida a servir os mais necessitados e desenvolveu um trabalho social em sua terra natal, Bahia, onde fundou vários hospitais de caridade e uma rede de apoio social que dirigiu até sua morte em 1992, aos 77 anos.

A nova santa alcança a glória dos altares, graças a duas curas inexplicáveis, de acordo com o processo de beatificação iniciado em 1999.

Ao “anjo da Bahia”, como era chamada pelos que a viam nas ruas de Salvador com seu hábito azul e branco, são atribuídos dois milagres: ter estancado a hemorragia de uma mulher após um parto e devolvido a visão de um homem que ficou cego durante 14 anos.

Sua canonização, 27 anos após sua morte, foi o terceiro processo mais rápido da história, atrás apenas do papa João Paulo II (2014) e da madre Teresa de Calcutá (2016).

– Candidata ao Nobel da Paz –

A freira conheceu o papa João Paulo II, com quem teve duas reuniões em 1980 e em 1991, quando foi hospitalizada por problemas de saúde em função de uma doença pulmonar crônica.

Seu humanismo e trabalho de caridade levaram o então presidente do Brasil, José Sarney, a candidatá-la em 1988 ao Prêmio Nobel da Paz.

Foi beatificada por Bento XVI em 2011 após a verificação de um primeiro milagre, conforme estabelecido pelas normas do Vaticano.

– Novos santos –

As outras novas santas proclamadas por Francisco neste domingo são a italiana Giuseppina Vannini (Judith Adelaide Agata), fundadora das Filhas de São Camilo, que morreu em 1911; a indiana Maria Teresa Chiramel Mankidiyan, fundadora da Congregação das Irmãs da Sagrada Família, falecida em 1926, e a leiga suíça Margarita Bays, da Terceira Ordem de São Francisco de Assis, que morreu em 1879.

Em seu discurso, ao se referir à Santa Margarita Bays, o sumo pontífice disse que “era uma costureira e nos [revelou] o quão potente é a oração simples, a tolerância paciente, a entrega silenciosa”, por meio do qual “o Senhor fez reviver nela o esplendor da Páscoa”.

São figuras emblemáticas da Igreja, assim como o cardeal britânico John Henry Newman, o primeiro santo inglês a não ser um mártir desde a Reforma.

“É a santidade do cotidiano, à qual se refere o santo cardeal Newman, quando diz que ‘o cristão tem uma paz profunda, silenciosa e escondida que o mundo não vê’”, declarou o papa.

Em artigo de opinião divulgado no jornal “Osservatore Romano”, o periódico do Vaticano, o príncipe Charles, da Inglaterra, apontou que o exemplo do cardeal Newman “é mais do que nunca necessário, pela maneira como soube defender, sem acusar, discordar sem faltar ao respeito e talvez, sobretudo, pela maneira como conseguiu ver as diferenças como lugares de encontro, e não de exclusão”.

Nascido em Londres em 1801, Newman foi ordenado sacerdote da igreja anglicana, da qual foi pastor em Oxford. Por um longo tempo, ele foi um crítico da Igreja católica, que chegou a acusar de heresia.

No entanto, anos depois, em meados do século XIX, converteu-se ao catolicismo na Inglaterra.

Para a ocasião, o príncipe Charles – que um dia deverá liderar a Igreja da Inglaterra – representou o Reino Unido.

Continue lendo

BRASIL GERAL

Brasileiros recebem mensagem do Papa Francisco pelo dia de Nossa Senhora Aparecida

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Estadão Conteúdo

Neste sábado, 12 de outubro, o papa Francisco gravou uma mensagem aos brasileiros lembrando o dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. O vídeo foi captado durante encontro fechado do Sínodo dos Bispos Sobre a Amazônia e divulgado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Francisco começou saudando os brasileiros e concluiu pedindo para que a santa ajude os brasileiros em momentos de “tantas limitações políticas ou sociais ou ecológicas”.

“No dia de Nossa Senhora Aparecida, trago no coração o povo brasileiro e envio uma saudação. Que Ela, pequenina e humilde, continue os cobrindo e os acompanhando em seu caminho: caminho de paz, de alegria, de justiça. Que Ela os acompanhe em suas dores, quando não podem crescer por tantas limitações políticas ou sociais ou ecológicas, e de tantos lugares provêm. Que Ela os ajude a crescer e a se libertar continuamente. Que os abençoe”, disse o sumo pontífice – a transcrição foi feita pela CNBB.

Em julho 2013, quando visitou o Brasil por conta da Jornada Mundial da Juventude que ocorreu no Rio de Janeiro, Francisco reservou um dia para visitar Aparecida, no Vale do Paraíba, onde demonstrou apreço e devoção especial pela padroeira do Brasil.

Na ocasião, ele chegou a deixar no ar a possibilidade de retornar ao País em 2017, para as comemorações do terceiro centenário do aparecimento da santa. Contudo, Francisco acabou não retornando ao Brasil – oficialmente, por problemas de agenda.

Continue lendo

Destaque

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital