Conecte-se Conosco

EDUCAÇÃO

Alunos do cursinho Pré-vestibular de Belém alcançam mais de 900 pontos na redação do Enem

Foto: Reprodução / Fonte: Agência Belém

Publicado

em

A jovem estudante Jamara Oliveira, de 18 anos, moradora do conjunto Sideral, no bairro Parque Verde, está entre os muitos alunos do cursinho Pré-vestibular Municipal de Belém, que alcançou mais de 900 pontos na redação do Exame nacional do Ensino Médio (Enem), divulgado nesta sexta-feira, 17, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Ela, que teve a nota 960 pontos na redação, pretende cursar Terapia ocupacional.

“O cursinho municipal foi ímpar na minha vida. Os professores são excelentes. As aulas de redação com filosofia, sociologia e direto constitucional ajudaram a aumentar o meu repertório sociocultural. A caminhada foi muito árdua, não foi fácil chegar nessa pontuação. As aulas de matemática básica também me ajudaram bastante. Sou muita grata por essa oportunidade que tive de estudar no cursinho municipal. Agora é só espera o resultado das universidades”, conta Jamara, que saía às 6 horas de casa, todos os dias, e ressalta que por ser de família de baixa renda, a mãe dela não teria condições de pagar um curso preparatório. Jamara será a primeira da família a entrar numa universidade pública.

Outra estudante Karine Coelho de Souza, de 20 anos, moradora do Tapanã, também tirou 960 na redação e pretender cursar Direito.

“Eu sabia que tinha feito uma boa prova, e ainda assim estava aflita para saber minha nota. Fique muito satisfeita e realizada, tanto com a minha nota na redação, quanto nas outras disciplinas. O pré-vestibular foi a melhor escolha que eu fiz, porque me senti acolhida pelos professores, que me ajudaram bastante na resolução de exercícios e na correção da redação. A professora Sueanne me ajudou a lapidar a minha redação”, comenta Karine, que ia para aula, almoçava no cursinho e depois das aulas ia para a biblioteca do cursinho reforçar o conteúdo.

As duas estudantes ficaram surpresa com o tema da redação, que foi “Democratização do Acesso ao Cinema no Brasil”, mas se sentiram preparadas. Jamara buscou argumentar a construção sócio espacial, a má distribuição de renda da população citando o artigo 3 da Constituição do Brasil e a filósofa Hannah Arendt que diz que “a essência dos direitos humanos é o direito de ter direitos”.  Karina também utilizou todo o seu aprendizado das aulas de redação, citando noções de direito, argumentos históricos e citações.

Cursinho – O cursinho Pré-Vestibular Municipal é uma iniciativa da Prefeitura de Belém que, por meio da Fundação Escola Bosque (Funbosque). Desde 2015, quando teve início e era ligado à Secretaria de Educação (Semec), vem realizando o sonho de muitos alunos das escolas da rede pública de entrar para a universidade pública, por meio do vestibular. 

O grande diferencial do curso preparatório é o projeto Pró 1000, que trabalha a redação de uma forma global, incluindo noções de direito constitucional, filosofia, sociologia, biotecnologia e artes. E, ainda, o projeto Pró Mais que reforça a matemática básica aos alunos. O cursinho atende a cerca de 1200 alunos.

“Estamos muito felizes. Os nossos alunos mais uma vez estão arrebentando nas notas de redação, este ano. Muitos já comunicaram que tiraram nota acima de 900 pontos, que corresponde ao percentual de 2% do Brasil, ou seja, onde ficam as notas mil. Para nós não é novidade, porque foi um tema que eles ficaram muito à vontade para dissertar, comentar e produzir o texto com tranquilamente. Eles estão confiantes com esse número expressivo e estamos muito felizes com os resultados, principalmente, com as notas da redação” comenta a coordenadora de Linguagens do cursinho Pré-Vestibular Municipal, Sueanne Freitas, professora de redação.

Durante a sexta-feira, a professora Sueanne recebeu várias ligações de alunos do cursinho, agradecendo por conquistar boas notas no exame.

Enem – No Brasil foram cerca 4 milhões de participantes no Enem 2019. Para conferir a nota da redação e a pontuação de cada uma das quatro áreas de conhecimento, Linguagens, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática, o estudante deve acessar o site https://enem.inep.gov.br/participante ou no aplicativo do Enem. É preciso fazer o login com o CPF e a senha cadastrada.

Texto: Tábita Oliveira

EDUCAÇÃO

Resultado da inscrição para Fies e P-Fies sai nesta quarta

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Agência Brasil

Os estudantes que desejam cursar uma graduação, mas não têm condições de arcar com as mensalidades das faculdades saberão amanhã (26) se foram pré-selecionados para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e para o Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies). O Ministério da Educação (MEC) divulgará o resultado no endereço eletrônico ou nas instituições para as quais se inscreveu.

As inscrições para as duas modalidades começaram em 5 de fevereiro e terminaram no dia 14. De quinta-feira (27) até segunda-feira (2), os alunos pré-selecionados em chamada única deverão complementar as informações da inscrição no FiesSeleção, no endereço eletrônico , para contratação do financiamento. Quem ficou na lista de espera deve enviar informações até três úteis depois da divulgação da pré-seleção.

Na primeira modalidade, o novo Fies oferta vagas com juros zero para estudantes de renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos. Nessa modalidade, o aluno começará a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda, fazendo com que os encargos a serem pagos pelos estudantes diminuam consideravelmente.

Destinado aos estudantes com renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos, o P-Fies tem juros que variam de acordo com o banco e a instituição de ensino superior. Essa modalidade funciona com recursos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento e com os recursos dos bancos privados participantes.

As inscrições para o Fies têm chamada única e lista de espera, na qual os estudantes assumem o lugar de candidatos pré-selecionados desistentes. Já o resultado do P-Fies é apenas divulgado em chamada única. Segundo o MEC, cabe ao estudante consultar o resultado da seleção.

Critérios

No Fies, os candidatos serão classificados no grupo de preferência para o qual se inscreveram, atendida a prioridade indicada entre as três opções de curso, de turno e de local de oferta escolhidas, A seleção obedece a uma ordem decrescente de acordo com as notas do Enem, observada a seguinte sequência. A chamada única listará os candidatos classificados conforme o número de vagas disponíveis no grupo de preferência.

Em primeiro lugar, estão os candidatos que não tenham concluído o ensino superior e não tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil. Em seguida, os candidatos sem conclusão do ensino superior, mas que já tenham sido recebido financiamento estudantil e o tenham quitado. Em terceiro, estão os candidatos que já concluíram o ensino superior e não tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil. Por fim, vêm os estudantes com conclusão do ensino superior, tenham recebido financiamento estudantil e o tenham quitado.

No P-Fies, os estudantes serão classificados conforme a nota no Enem no grupo de interesse escolhido, dentre as opções de curso, de turno e de local de oferta indicados pelo candidato. É necessária a pré-aprovação do financiamento por pelo menos um agente financeiro operador de crédito. Sem a pré-aprovação, a inscrição será automaticamente cancelada; e a vaga, repassada ao próximo classificado no grupo de interesse escolhido.

A pré-aprovação do financiamento no P-Fies é de responsabilidade exclusiva dos agentes financeiros com relação jurídica estabelecida com as mantenedoras das instituições de ensino superior participantes. O MEC informa que não atua nesse procedimento.

Por: Valéria Aguiar

Continue lendo

EDUCAÇÃO

Saiba como participar da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

Publicado

em

Fonte: portal mec Foto: Reproducao

As inscrições para a 16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) já estão abertas. As escolas são as responsáveis por inscrever os estudantes na competição. Mas como os alunos podem solicitar que a escola os inscreva?

De acordo com o Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), organizador da competição, o aluno deve procurar os responsáveis pela escola — diretor, coordenador pedagógico ou professor de matemática — para informar sobre o interesse em participar. Outra dica é conversar com pais ou responsáveis para que eles consultem a escola.

A inscrição das escolas é feita somente no site da Obmep. Cada escola indicará, no momento da inscrição, o número total de alunos para cada nível da Olimpíada. As escolas podem inscrever quantos alunos desejarem.

Para as escolas públicas, a inscrição é gratuita. Para as privadas, a adesão será feita mediante pagamento de uma taxa que varia de acordo com o número de alunos inscritos. Confira os valores no regulamento do prêmio.

Olimpíada – Criada em 2005, a Obmep tem o objetivo de estimular o estudo da matemática, identificar jovens talentos na área e contribuir para a melhoria da educação básica. A competição é destinada a estudantes do 6º ano do ensino fundamental a 3ª série do ensino médio.

Em 2019, a 15ª edição da Obmep registrou mais de 18 milhões de alunos inscritos, de 54,8 mil escolas. Um total de 99,71% dos municípios brasileiros teve ao menos um jovem concorrendo. A premiação concedeu 575 medalhas de ouro, 1.725 medalhas de prata, 5.175 de bronze e 51,9 mil menções honrosas.

A Olimpíada é realizada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e promovida pelos ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) também apoia a competição.

Continue lendo

EDUCAÇÃO

MEC abre processo para instituir cinco novos polos de inovação

Publicado

em

Foto: Agência Brasil / Fonte: Ministério da Educação

Governo Federal vai credenciar cinco novos polos de inovação no Brasil. As inscrições para o processo de seleção já estão abertas. Podem participar do processo as Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica de todo o País. Os polos de inovação atuam no desenvolvimento de pesquisas e inovação para aumentar a competitividade e produtividade da economia nacional. As instituições da Rede Federal vão poder apresentar propostas até 27 de março no site da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). O resultado do processo de seleção está previsto para 10 de julho.

Os polos contribuem também na formação de alunos de educação profissional e tecnológica. A ação do Ministério da Educação (MEC) é fruto da parceria com a Embrapii.

De acordo com secretário de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC, Ariosto Culau, a implementação dos polos é uma das ações previstas no programa Novos Caminhos, lançado em outubro de 2019. “Estamos começando o ano já materializando metas e desenvolvendo o eixo de empreendedorismo e inovação para estruturar e trazer referenciais bem-sucedidos”, disse.

As instituições selecionadas poderão solicitar até R$ 3 milhões, ao longo de três anos, para desenvolver e executar projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação em parceria com empresas industriais.

Programa Novos Caminhos

Lançado em outubro de 2019, o programa Novos Caminhos engloba um conjunto de ações para o fortalecimento da política de Educação Profissional e Tecnológica no País. O projeto prevê apoiar as redes federais e instituições de ensino, no planejamento da oferta de cursos alinhada às demandas do setor produtivo e na incorporação das transformações produzidas pelos processos de inovação tecnológica.

O Novos Caminhos visa, ainda, contribuir para o alcance da meta definida no Plano Plurianual 2020-2023, que é de elevar em 80% o total de matrículas em cursos técnicos e de qualificação profissional, alcançando 3,4 milhões de matrículas até 2023. Essa ampliação contribuirá para a inserção socioprodutiva de milhões de jovens e trabalhadores e também para alavancar a produtividade e competitividade de diversos setores da economia.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital