Conecte-se Conosco

BELÉM

Apenas quatro estabelecimentos conseguiram permissão para funcionar no Combu

Todos os outros estabelecimentos foram fechados por falta de documentação

Foto: Oswaldo Forte/ Fonte: O Liberal

Publicado

em

De todos os restaurantes do Combu, apenas quatro conseguiram permissão para funcionar no último final de semana (18 e 19), o terceiro do mês de julho. Todos os outros estabelecimentos foram fechados e orientados a legalizar a documentação necessária para o funcionamento regular. As informações são do Governo do Estado, que encerrou no último domingo (19), durante a Operação Prevenção Combu, a primeira parte das ações de conscientização, fiscalização e orientação na ilha, localizada na orla fluvial de Belém. O objetivo da operação, que contou com a atuação integrada de órgãos de segurança, era coibir o funcionamento de bares e restaurantes com documentação irregular.

No sábado (18), dois estabelecimentos descumpriram as recomendações e foram fechados. No dia seguinte, domingo (19), outros três locais iniciaram as atividades sem permissão e também foram fechados por irregularidades.

Foi feito ainda um procedimento criminal por risco à segurança da navegação. Um condutor de jet-ski foi autuado por embriaguez e encaminhado ao Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPCRC) para perícia. Agentes da Companhia de Polícia Militar mantêm a fiscalização na localidade para acompanhar o fechamento dos bares e restaurantes que funcionam até as 19h do domingo. Durante a semana, as ações continuam com as patrulhas de rotinas na região.

ATUAÇÃO

A Operação Prevenção Combu faz parte da Operação Verão 2020, que visa garantir segurança com responsabilidade à população paraense. Ao todo, 70 agentes participaram da ação, de sexta-feira (17) a domingo (19). Entre os órgãos que atuaram na ilha, estiveram o Grupamento Fluvial (GFlu), vinculado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado (Segup), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Diretoria de Polícia Administrativa (DPA) e Delegacia de Polícia Fluvial (DPFlu), as duas pertencentes à Polícia Civil, Companhia Independente de Polícia Fluvial (CIPIFlu), da Polícia Militar, além da Guarda Municipal e Ordem Pública.

De acordo com o diretor do Grupamento Fluvial, delegado Arthur Braga, o saldo das primeiras ações é positivo. “Encerramos a primeira parte da mobilização da força-tarefa voltada para a área do Combu com saldos positivos. Desde sexta-feira (17), estamos atuando na fiscalização dos bares e restaurantes que ficam nas ilhas da região. O resultado foi muito satisfatório, pois iniciamos a incursão das equipes com orientações, seguindo com as ações integradas dos órgãos de segurança que agiram na fiscalização, coibindo e orientando os estabelecimentos para que possam atuar de forma regular no local”, informou o delegado, acrescentando que nenhum acidente foi registrado durante o final de semana e a segurança de turistas e frequentadores foi garantida.

Vale lembrar que as ações foram intensificas depois que o trapiche de um restaurante desabou na ilha do Combu, no domingo (12), e vitimou 15 pessoas, deixando cinco feridas. Todos foram socorridos por equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Paprá (CBMPA) com apoio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Dois mais graves foram encaminhados para hospitais em Belém. 

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual