Conecte-se Conosco

MUNICÍPIOS

Artur Brito contrata perícia para abrir caixa preta das contas da Prefeitura de Tucuruí

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Blog Ze Dudu

A empresa Engenho Assessoria Contábil tem até o final deste ano para periciar praticamente toda a estrutura administrativa e financeira da Prefeitura de Tucuruí, uma das mais ricas do Pará, com receita de R$ 305,5 milhões por ano. É que o prefeito Artur de Jesus Brito a contratou em janeiro deste ano, por R$ 441 mil em processo de inexigibilidade, para consubstanciar tomadas de decisão em nível administrativo, financeiro e jurídico, já que, segundo consta, a prefeitura não possui quadro técnico para tal empreitada — conta apenas com um contador concursado.

As informações foram publicadas ontem (15) no mural de licitações do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e podem ser conferidas aqui. No entanto, a ideia de contratação de uma pessoa jurídica para o serviço começou no dia 7 de janeiro deste ano e, 18 dias depois, já no dia 25, foi dada a publicidade da contratação em alguns meios, como o Diário Oficial da União (DOU).

De acordo com parecer da Secretaria Municipal de Fazenda de Tucuruí, o procedimento visa ao levantamento, ao exame, à investigação, à indagação e à avaliação da aplicação de receitas e da execução de despesas da estrutura da Prefeitura de Tucuruí para “embasamento de procedimentos administrativos e ou processos judiciais em que o município figure e ou figurará como parte”.

Brito ressuscita gestão Jones

No texto de justificativa para endossar a contratação da assessoria jurídica, a atual gestão faz acusações contra a administração de Jones William, prefeito eleito de Tucuruí assassinado no dia 25 de julho de 2017. “Faz-se necessário dar continuidade aos trabalhos de perícia iniciados durante o período de 2017, nos quais ficaram claramente demonstradas situações de dilapidação do erário municipal”, diz trecho do parecer, que é assinado por Jaqueline Rodrigues, titular da pasta da Fazenda.

Segundo a atual administração, foram identificadas “situações de prováveis desvios do erário e outros que levam prejuízo ao município” entre 1º de janeiro e 27 de julho de 2017, período da gestão de Jones, e entre 14 de novembro de 2017 e 4 de maio de 2018, período durante o qual o vereador Bena Navegantes, então presidente da Câmara de Tucuruí, ocupou o comando do Poder Executivo local.

No entendimento da gestão de Artur Brito, a investigação é necessária porque, ainda em 2017, foi identificada “assinatura do então prefeito Jones William, falsificada, constatação verificada e descrita em laudo grafotécnico”, e a perícia contábil pode revelar “quais pessoas poderiam estar vinculadas nessas operações, bem como seus beneficiários e montantes financeiros apropriados de forma indevida”. Além disso, a Prefeitura de Tucuruí diz querer evitar demandas trabalhistas e judiciais com erros em cálculos de direitos, daí por que contratar uma assessoria contábil para tal finalidade.

A escolha da Engenho Assessoria Contábil deu-se, segundo a Prefeitura de Tucuruí, pela qualificação de seu técnico responsável, Kleber da Cunha Ota, que, na visão da administração de Artur Brito, é “o único profissional contábil do Pará com notória especialização em prestação de contas e contas públicas dos municípios do estado”.

Continue lendo
Clique para comentar

SANTARÉM

Comunitários de Alter do Chão aprovam retirada de hippies da praça 7 de Setembro

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: O Estado Net

Em reunião realizada na noite de seguna-feira(11), em Alter do Chão, entre comunitários, comerciantes, Policia Militar e Prefeitura de Santarém ficou acertado que a partir desta terça-feira(12) está proibida a permanencia de hippies e demais vendedores que naõ tenham autorização da prefeitura para venda de alimentos e artesanato.

Segundo Junior Souza, a medida foi tomada devido às constantes reclamações de comunitários e visitantes, que se sentiam importunados pela presença e comportamento inadequado de hippies, que ocupavam o espaço de lazer de crianças, consumiam bebida alcoólica e, às vezes, tinham comportamento agressivo com alguns turistas.

Durante a reunião, que contou com a presença de representantes da PM e da Prefeitura de Santarém, foram apresentados relatos de comerciantes e de comunitários sobre a ocupação irregular de hippies e demais vendedores na praça 7 de Setembro,e os prejuízos para o lazer das famílias que têm crianças, ao mesmo tempo em que o ambiente ficou propício à ocorrência de cenas de violência.

Ainda segundo o relato de Junior Souza, a partir desta segunda-feira, os hippies e vendedores não autorizados serã comunicados da decisão, e a partir de quarta-feira(13) haverá apreensão dos produtos que estiverem sendo vendidos sem autorização da prefeitura na Praça 7 de setembro, em Alter do Chão.

Continue lendo

PARAUAPEBAS

Prefeitura de Parauapebas interdita ponte, incendiada em ato de vandalismo

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Blog Ze Dudu

Pessoa até o momento não identificada, ateou fogo, na manhã de hoje, segunda-feira (11), na ponte do City Park, no Rio Parauapebas. Embora o autor – ou autores – do ato de vandalismo ainda não seja conhecido, parte da população daquela área da cidade aproveitou-se do fato para protestar contra a administração municipal.

Vários moradores dizem que o equipamento público, construído em ferro e madeira há mais de 30 anos, se encontra em situação que oferece perigo, não tem mais condições de tráfego. Eles reivindicam que a prefeitura construa ali uma ponte de concreto.

Ouvido pelo Blog do Zé Dudu, o major Hugo Cardoso Ferreira, comandante do 23º Grupamento Bombeiro Militar, de Parauapebas, disse que era por volta das 9h recebeu chamado da Defesa Civil e da Polícia Militar, dando conta do incêndio na ponte.

O oficial contou que, quando chegou ao local, notou que havia um clima de protesto, mas não procurou saber o motivo, concentrando-se em apagar o fogo, o que foi feito à distância, com mangueiras, mas com sucesso, dada a impossibilidade de chegar junto do foco do incêndio.

Hugo Ferreira disse que, devido a parte de madeira da ponte ter sido destruída pelo fogo, não há mais condições de trafegabilidade. Afirmou que, embora seja impossível fazer um laudo técnico rapidamente, o que só pode ser elaborado por um especialista, ele considerou por bem recomendar a interdição, baseado na análise de risco, pela qual constatou que, após incendiada, a ponte oferece risco iminente de acidentes.

Prefeitura informa que nova ponte já está sendo projetada

Procurada pela Reportagem do Blog, em nota, a Secretaria Municipal de Obras, por meio da Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Parauapebas informa que a ponte do Rio Parauapebas, localizada nas proximidades do clube City Park, “apesar do seu estado de conservação, não apresentava risco, tendo em vista que foi reformada no ano passado”.

“Agora, em função dos atos de vandalismo praticados no local, onde parte da estrutura de madeira foi queimada, será necessária a interdição da ponte”, afirma a nota.

O governo municipal – segue a nota – informa que antes desse episódio de vandalismo, já trabalhava para a substituição da estrutura de madeira por concreto na ponte, “obra que está em fase de elaboração dos projetos técnicos”.

Continue lendo

MARAJÓ

Multinacional chinesa pretende industrializar placas e baterias solares no marajó

Publicado

em

Multinacional chinesa pretende industrializa placas e baterias solares no marajó.

Os representantes da empresa chinesa Sinosolar estiveram em Breves para uma reunião com o prefeito Toninho Barbosa.
 A empresa é a terceira maior produtora de placas e baterias para produção de energia solar da China, ate o momento os produtos são importadas da China para o Brasil, a intenção da multinacional é fazer a produção industrial dentro do país, para atender o mercado nacional. O município escolhido foi Breves pôs já está com a proposta de emplastação do polo industrial em andamento.

Um outro fator foi a localização estratégica de breves no centro do marajó. nessa região tem mais de 118 mil famílias sem acesso a energia de qualidade, possibilitando um grande mercado para essa multinacional que ira oferecer equipamentos para energia solar a baixo custo.

O investimento da empresa nos próximos 3 anos em breves pode ultrapassar a caso dos 15 milhos de reais. sem conta os empregos diretos que a empresa ira gerar dentro do município.

A empresa

A Sino Solar foi criada em janeiro de 2006 e está localizada no Parque Industrial de Binhang, na cidade de Okhuan, que pertence ao Top 100 da província de Zhejiang.

Com a política da empresa de “A boa qualidade vem em primeiro lugar”, a Shino Solar recebeu a qualidade ISO e a certificação ambiental. Ele recebeu várias certificações internacionais, como Brasil (INMETRO), Austrália (CEC) e Reino Unido (MCS). Faz 12 anos que a Sino Solar é entregue em países europeus como Espanha, Alemanha, Suíça e Bélgica ou em mercados sofisticados, como Japão, Coréia e Austrália.

Além de uma garantia de 25 anos, a Sinosola oferece seguros da maior companhia de seguros da Ásia – People’s Property Insurance Company (PICC).

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital