Conecte-se Conosco

MUNDO

Assassino só é pego por morte de vizinho após se gabar em vídeo

Corpo da vítima foi encontrado com o rosto virado para baixo em um rio em abril de 2007

Foto: Reprodução / Fonte: O Liberal

Publicado

em

Um ex-trabalhador da empresa Tesco, no Reino Unido, foi considerado culpado pelo assassinato de um vizinho, 13 anos depois. Ele estrangulou a vítima uma gravata e jogou o corpo em um rio.

David Roustoby, 48, foi condenado pelo assassinato de John David Clarke, 43, ocorrido em abril de 2007, depois que um vídeo de confissão foi divulgado. Seguro de que não seria pego, ele foi flagrado em vídeo contando vantagem aos amigos de como escapou impune de um assassinato. E disse que matou o vizinho porque ele era um “criminoso sexual”.

O corpo de Clarke foi encontrado com o rosto para baixo no rio Foss, em Towthorpe, York, por um médico aposentado que passeava com seu cachorro em 18 de abril de 2007.

No vídeo, Roustoby se gaba de ter dado bebida a Clarke, que morava no apartamento acima dele, antes de drogá-lo com comprimidos e estrangulá-lo com uma gravata.

O ex-funcionário da Tesco negou o assassinato, mas foi unanimemente considerado culpado por um júri de seis mulheres e seis homens no Tribunal da Coroa de York, em sessão no dia 15 de outubro, em Leeds.

Richard Wright QC, promotor, disse: “Alegar que David Clarke era um criminoso sexual foi uma perversa autojustificação da coisa terrível que ele [Roustoby] fez.”

Depois do veredicto, em um julgamento de sete dias, Roustoby foi visto com as mãos na cabeça, e depois gritou “Sinto muito”, antes de ser retirado do tribunal.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/aprovincia/public_html/wp-includes/functions.php on line 4552