Conecte-se Conosco

MEIO AMBIENTE

Bairro chileno proíbe consumo de cigarro em parques e praças

Quem infringir a norma terá de pagar sanções de até US$ 345 - algo em torno de R$ 1,3 mil Foto: Foto: AFP

Publicado

em

Multa pode chegar a R$ 1,3 mil; no Chile, mais de 30% da população é fumante

 

Santiago – O bairro Las Condes, em Santiago, tornou-se o primeiro no Chile a proibir o fumo em parques e praças, medida que se une às duras restrições tomadas no país ao consumo de tabaco.

Las Condes, um bairro rico de 300 mil habitantes, decidiu  pela proibição do consumo de cigarro em mais de 500 praças e parques.

Áreas com mais de três hectares estabeleceram locais específicos para o consumo de cigarro, segundo Joaquín Lavín, prefeito de Las Condes.

“Esta norma é pioneira no Chile, mas provavelmente muitos bairros vão adotar”, afirmou Lavín, após apresentar a nova regulamentação.

A medida segue normas adotadas em outras cidades, como Nova York, e a sua finalidade é tirar os fumantes das áreas onde crianças jogam e praticam atividades esportivas.

A proibição terá um período de teste de um mês, quando serão aplicadas multas simbólicas. Após esse período, quem infringir a norma terá de pagar sanções de até US$ 345 – algo em torno de R$ 1,3 mil.

Nos últimos cinco anos, as autoridades chilenas têm tomado medidas restritivas em relação ao consumo de cigarros, como a proibição de fumar em locais fechados ao público, como casas noturnas ou restaurantes. Também têm sido endurecidas as regras para publicidade de marcas de tabaco.

No Chile, 30,1% da população – cerca de 17,5 milhões de pessoas – fuma. O hábito provoca a morte de 45 pessoas todos os dias e é responsável por mais de 20 mil infartos e internações por enfermidades cardíadas, segundo dados do Ministério da Saúde.

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual