Conecte-se Conosco

MUNICÍPIOS

Barcarena mantém dois representantes na Alepa: Ana Cunha e Renato Ogawa

Ana Cunha foi relatora da Comissão de Estudos sobre a Lei Kandir na Assembléia Legislativa

Publicado

em

Renato Ogawa e Ana Cunha conseguiram se reeleger como representantes do Baixo Tocantins

Renato Ogawa é cumprimentado por Márcio Miranda na Alepa

Barcarena conta novamente com dois deputados na próxima legislatura. Forsm reeleitos Ana Cunha (PSDB) e Renato Ogawa (PR). Ana estava afastada das funções legislativas, para abrir espaço para o suplente Hildegardo Nunes, mas continuou trabalhando a sua base. Já Ogawa, também Natural de Barcarena, teve desempenho dinâmico na Assembleia Legislativa, de 2014 a 2018, em seu primeiro mandato.  Conseguiu emendas (recursos) para diversos segmentos produtivos do Baixo Tocantins, mas notadamente Barcarena.

Por isso obteve 71.689 votos, ficando entre os mais votados.

Foi vereador de Barcarena e presidente da câmara municipal.

Na gestão do então prefeito Laurival Cunha, irmão de Ana Cunha, assumiu a Secretaria de Obras, onde realizou uma gestão dinâmica. Em vez de ficar no gabinete, ia todos os dias visitar as comunidades, conversando com moradores, com líderes comunitários. Renato é pessoa de confiança da família Vale (Anivaldo e Lúcio Vale).

Wladimir defendeu tanto o presidente Temer que acabou saindo do jogo político

Wlad é carta fora do baralho

Já o deputado federal Wladimir Costa, do Solidariedade (SD), disputou vaga no Senado. Mas não levou. Na página do TRE – Tribunal Regional Eleitoral do Pará – os votos para Wlad estão zerados. Ele sonha muito em ser prefeito de Barcarena, mas foi por causa de Barcarena que ele se queimou.

A Justiça Eleitoral deve ter vetado a candidatura dele, por ter sido impugnado, embora, depois, tenha tido seu registro validado. Há um processo rola contra ele. Trata-se de um projeto envolvendo curso de canoagem, que seria realizado em Barcarena. Ficou no papel, apenas. Mas o recurso público (para custear o curso) foi liberado pela SEEL – Secretaria de Esporte e Lazer – do governo do Estado. Valor: R$ 200 mil.

Na suplência de Wlad, se eleito, constava o nome de Lucimar da Costa Rabelo, sua mãe.

Yorram Costa, iniciante na política – e filho de Wladimir – não foi eleito deputado federal. É do SD.

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual