Conecte-se Conosco

ENTRETENIMENTO

Belém das Ilhas faz um convite para conhecer o melhor de Belém no verão

Publicado

em

A estrada que vamos pegar a partir desta segunda-feira, 1º de julho, é pelo rio. Os sons de buzinas serão trocados pelos dos pássaros, os que gostam de desbravar os furos dos rios, neste verão, o rio de Belém, das ilhas de Belém.

A Prefeitura de Belém, por meio da Coordenadoria de Comunicação Social (Comus), inicia a partir desta segunda-feira, começo do Verão 2019, uma série de reportagens especiais mostrando alguns dos rios que cercam a capital paraense e traz, ainda, opções de lazer com igarapés, restaurantes e trilhas.

Série especial – Uma cidade cercada por rios, com 39 ilhas ao redor, a capital paraense ganhou destaque nacional e internacional por apresentar paisagens paradisíacas, que nesta série foram capturadas pelo repórter fotográfico Fernando Sette, que eternizou, em cada imagem, os pontos escolhidos para a série especial. “Redescobrir lugares próximos a Belém é uma experiência fantástica. A cada restaurante visitado era um susto que eu tomava, ao ver a estrutura e o quanto as pessoas podem curtir em ilhas próximas, como a do Combu”, destaca Sette, que traz no currículo premiações em concursos da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa) e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/PA).

Para a estudante de jornalismo, Jamyla Magno, que participou de cada visita às ilhas, a oportunidade foi incrível. “Foi a primeira vez em que tive a oportunidade de ir ao Combu e eu fiquei encantada com tudo que vi e conheci”, lembra. “Quando eu vi Belém, pela primeira vez, do meio do rio, as perguntas que eu tinha em mente mudaram. Eu queria saber mais sobre os serviços que os restaurantes oferecem, queria conhecer as pessoas que moram nas comunidades”, disse a estudante.

Durante os próximos dias, o internauta vai poder conhecer mais sobre o deslocamento às ilhas, saber quais opções de restaurantes podem ser encontrados do outro lado do rio, dicas de passeio e opções de trilhas guiadas por ‘seu’ Ladir, um senhor de 77 anos, que conduz turistas pelo terreno da família, localizada da ilha de Boa Vista. E, ainda, depoimentos dos que moram próximos ao rio, como a estudante Belisa Amaral, de 24 anos, graduanda de jornalismo.

“A minha descendência indígena me permitiu ter uma relação mais intimista com o rio, acredito nas lendas contadas pela minha avó e acho muito legal que seja o turismo seja valorizado para perto das comunidades ribeirinhas, mas sem invadir o espaço delas e sem que seja vendido como um espaço exótico apenas para lucrar”, comentou Belisa.

Fabiana Cabral, gestora da Comus, acredita que a série será um meio convidativo para quem ainda não conhece as ilhas que rodeiam Belém, ter a oportunidade de conhecer. “Tem gente que pensa que Belém tem apenas a ilha do Combu, mas temos muito mais que isso. Temos outros espaços tão atrativos quanto o Combu e com opções fantásticas para o lazer”, disse.

Continue lendo
Clique para comentar

ENTRETENIMENTO

Show da dupla Sandy e Junior: Nossa história

Publicado

em

Foto: Fábio Tito/G1

Sandy e Jr. chegam a Belém neste sábado (14) para o show da turnê “Nossa História”. Fãs estão ansiosos pela apresentação .

Data: Sábado dia 14.
Hora: 20h30.
Local: Hangar – Centro de Convenções – Dr. Freitas.

Continue lendo

ENTRETENIMENTO

Hoje tem! carimbó e mostra de cachaças paraenses são atrações na Estação

Publicado

em

O próximo final de semana em Belém promete ser agitado. É que, nesta quinta-feira (12), a Estação das Docas dá início às atividades culturais do mês de setembro, com shows de Priscila Moreno e banda Acordalice, de 17h às 19h. Na sexta (13), tem Projeto Pôr do Som, com o Grupo Muiraquitã, às 18h30, e domingo (15), a cantora Ana Selma e a Banda Sonora fecham as apresentações de abertura da programação.

Todas as programações serão realizadas na Orla, com entrada franca. Além da programação musical, na sexta-feira (13) também ocorre a abertura da 1ª Mostra das Cachaças Paraenses, que seguirá aberta ao público até o dia 15, no Armazém 02 do complexo. Das 18h às 22h, os visitantes poderão degustar a bebida tradicional e saborizada, com os sabores que só o Pará tem, como as famosas cachaças de jambu, bacuri e açaí. O evento é gratuito e direcionado para maiores de 18 anos.

A programação cultural da Estação das Docas segue até o fim de setembro, com shows gratuitos todas as quintas e domingos, sempre de 17h às 19h. O Projeto Pôr do Som também terá apresentações de vários grupos parafolclóricos ao longo do mês, das 18h30 às 20h. Confira a programação completa:

Programação Cultural

Shows gratuitos às quintas e domingos de setembro, das 17h às 19h

12/9 – Priscila Moreno e Acordalice

15/9 – Ana Selma e Banda Sonora

19/9 – Rota Linear e Jorginho Gomes

22/9 – Serginho Nóbrega e Kleber Tayrone

29/9 – Diego Cavaco e Jade Lima

Projeto Pôr do Som

Apresentações gratuitas todas as sextas-feiras, das 18h às 20h

06/09 – Grupo Encantos do Curió

13/9 – Grupo Muiraquitã

20/9 – Grupo Paracuri

27/9 – Grupo Amazônia

1ª Mostra das Cachaças Paraenses

Armazém 02, 18h às 22h. Entrada franca

13 a 15/9 – Seis expositores apresentarão o melhor da cachaça paraense. Evento para maiores de 18 anos

Projeto Teatro ao Pôr do Sol

Todo último domingo do mês, às 17h30

29/9 – Contação “Círio de Nazaré, a festa da fé” e oficina de dedoche de N. Senhora

Continue lendo

ENTRETENIMENTO

Goo Goo Dolls vem pela 1ª vez no Brasil

Publicado

em

Por Gabriela Sarmento, G1

Durante o sucesso de “Iris” no final dos anos 90, o Brasil não entrou na rota das turnês do Goo Goo Dolls. Era culpa do “péssimo” empresário da banda, avalia o vocalista John Rzeznik.

Após demitirem o cara responsável por isso, a banda americana estreia no Brasil em setembro. Tocarão no Rock in Rio e em outros três shows com Bon Jovi (veja mais abaixo).

Apesar do auge no começo dos anos 2000, quando o pós-grunge romântico dominava rádios e paradas, Rzeznik e Robby Takac lançam nesta sexta (13) o disco “Miracle Pill”.

As 11 faixas começaram a ser escritas pelos dois, os únicos da formação original, na turnê de 20 anos do álbum “Dizzy Up The Girl”.

O single que dá nome ao disco foi escrito a partir das observações do vocalista nos últimos anos. “Estamos todos confusos, um pouco assustados, descontentes e buscando por soluções instantâneas que pareçam novas. Eu também”, conta Rzeznik ao G1, por telefone.

Aos 53 anos, ele também fala sobre parceria com o produtor Sam Hollander (Panic! At The Disco, One Direction, Katy Perry) nas composições.

O convite para abrir shows do Bon Jovi em Recife, Curitiba e São Paulo foram como um “presente”, define o vocalista. A oportunidade veio após participação no cruzeiro de Jon Bon Jovi no Mar Mediterrâneo:

“Tenho tanto respeito por esse cara, ele é a pessoa mais inteligente que eu já conheci no mercado da música.”

Quando perguntado sobre os problemas com álcool, Rzeznik afirma que é alcoólatra, mas que está há 5 anos sem beber. “Levei um tempo para ficar bem e tenho que trabalhar nisso todos os dias.”

Continue lendo

Destaque