Conecte-se Conosco

BELÉM

Belém registra mais de 400 incêndios em 2020

Foto: Reprodução / Fonte: Roma News

Publicado

em

No mês de março um incêndio de grandes proporções atingiu um supermercado no bairro de Val-de-Cães, em Belém. O prédio ficou completamente destruído e por sorte, não houveram vítimas fatais. Esse foi apenas um dos 669 incêndios registrados em todo o estado de janeiro a setembro desse ano.  

Somente em Belém, foram 412 ocorrências em edificações, um aumento de aumento de 2,74% em relação ao mesmo período do ano passado. Os demais registros ocorreram em Santarém, Altamira, Castanhal, Paragominas, Marabá e Parauapebas.

Mesmo com maior incidência na capital, os números indicam uma redução no número de incêndios no Pará, em comparação ao mesmo período do ano passado. Em 2019 foram registrados 724 ocorrências, o que representa uma queda de 7,60%.  

A diminuição de ocorrências se deve a presença das pessoas por mais tempo em suas residências, durante o período da pandemia, possibilitando uma intervenção imediata nas situações que pudessem provocar os incêndios.  A observação é do perito do Corpo de Bombeiros, capitão Israel Souza.

Prevenção

A população pode adotar algumas medidas para reduzir as possibilidades de incêndios. Uma delas é não utilizar extensão elétrica ou benjamim para a ligação de vários aparelhos eletroeletrônicos, evitando a sobrecarga do dispositivo.

Não fazer ligações clandestinas ou as famosas “gambiarras” é outra orientação pertinente para manter a residência em segurança. “Orientamos sempre contratar pessoas qualificadas para realizar instalações e manutenções elétricas”, ressalta o perito.

O superaquecimento de equipamentos eletroeletrônicos também é uma das causas que pode levar a incêndios residenciais. Para se prevenir a regra é manter sempre limpos os ventiladores para que não haja acúmulo de resíduos, travando e gerando problemas no aparelho. Outra orientação é sempre desligar equipamentos eletroeletrônicos que não estiverem em uso.

Por fim, estar sempre atento ao fogão e velas acesos dentro de casa e, ao sair do imóvel trancar as portas de todos os cômodos, pois caso ocorra um incêndio — na ausência de pessoas — as portas servirão como barreiras retardando a propagação do incêndio.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual