Conecte-se Conosco

Esportes

Brasil disputará amistoso com Arábia Saudita em cidade alvo de mísseis de guerra

Publicado

em

Convocação da Seleção para os amistosos contra a Argentina e Arábia Saudita. Tite. (Crédito: Lucas Figueiredo/CBF)

A seleção brasileira deixa Londres, na Inglaterra, e viaja nesta quarta-feira para Riad, capital da Arábia Saudita, para amistosos contra a seleção local e a Argentina, em meio ao clima de tensão no Oriente Médio. A guerra civil no Iêmen, vizinho à Arábia Saudita, fez com que o Ministério das Relações, por exemplo, emitisse aos cidadãos brasileiros a recomendação de que viajassem ao país “com alto grau de cautela”. Riad, local do jogo contra a Arábia Saudita, sexta-feira, já foi alvo de sete ataques por mísseis desde novembro do ano passado de acordo com a Embaixada do Brasil no país – um cidadão egípcio morreu em decorrência de um destroço que caiu sobre sua casa.

O último ataque com mísseis contra Riad disparados pelos rebeldes houthis, do Iêmen, ocorreu em 24 de junho. Como já se passaram mais de três meses desde aquele episódio, a Embaixada do Brasil em Riad acredita ser possível que a força de coalizão liderada pela Arábia Saudita de combate aos houthis em território iemenita tenha conseguido eliminar as plataformas de lançamentos.

Isso, no entanto, não elimina o estado de atenção. A maior preocupação está na região sul da Arábia Saudita, sobretudo nas províncias de Jizan, Asir e Najran, que fazem fronteira com o Iêmen, onde se desenrola o conflito há três anos e meio.

Flavio Marega, embaixador do Brasil na Arábia Saudita e no Iêmen, diz que não existe, a princípio, nenhuma ameaça ou perigo real à seleção brasileira, mas alerta para “ataques esporádicos de mísseis contra Riad” lançados pelos houthis. “As condições de segurança em Riad e demais grandes cidades da Arábia Saudita são excelentes, devido ao fato de ser um país ostensivamente policiado. Não existem assaltos e o número de homicídios é muito pequeno, visto que o porte de armas é absolutamente controlado pelas autoridades. O único problema, naturalmente, decorre dos ataques esporádicos de mísseis contra Riad”, disse Marega ao Estado.

A situação de tensão na Arábia Saudita, inclusive, fez com que a Embaixada em Riad e os ministérios das Relações Exteriores e da Defesa no Brasil elaborassem um plano de evacuação emergencial da comunidade brasileira na Arábia Saudita no caso de guerra ou crise humanitária. Entre as recomendações de segurança a brasileiros na Arábia Saudita, o Itamaraty orienta que os cidadãos do País, em caso de ataques, procurem locais seguros, com suprimentos de emergência, lanternas e meios de comunicação, incluindo telefone.

ROTEIRO – Após três dias de treinos em Londres, a seleção chegará a Riad na madrugada de quinta-feira. O time treina no estádio da Universidade King Saud e, no dia seguinte, às 15 horas (de Brasília), enfrenta a Arábia Saudita no mesmo local.

Após a partida, a delegação embarca para Jeddah, onde fará dois treinos no estádio Prince Mohammed Bin Abdullah Al Faisal (sábado e domingo). Na segunda-feira, o treinamento será no estádio King Abdullah Sports. Na terça-feira, a seleção joga contra a Argentina, também às 15h, no estádio.

CBF NÃO SE PREOCUPA – A CBF não vê problemas em relação à segurança da seleção durante a estada na Arábia Saudita. A entidade informou que todos os integrantes da delegação receberam as orientações necessárias a fim de evitar qualquer incidente e que a empresa responsável pela marcação dos amistosos tomou todas as providências para garantir a segurança dos brasileiros. “O clima é de total tranquilidade quanto à estrutura disponibilizada para a realização das partidas”, garantiu a CBF, por meio de sua assessoria de imprensa.

Questionada sobre se pediu apoio à embaixada brasileira em Riad para a delegação, a CBF disse que seu secretário-geral, Walter Feldman, teve “uma conversa muito boa com o embaixador Flávio Marega, que demonstrou total tranquilidade quanto à estada da seleção no país”. A CBF afirmou que embaixador relatou haver grande expectativa do povo árabe em relação à presença da seleção brasileira.

Sobre os motivos que levaram à marcação dos dois amistosos da seleção em território saudita, a CBF argumentou que “os adversários escolhidos preenchem os requisitos desejados pela comissão técnica” e ressaltou que “a empresa detentora dos direitos dos amistosos é responsável por providenciar toda a parte de logística e segurança junto às autoridades locais”.

Fonte: Estadão Conteúdo

Continue lendo
Clique para comentar

Esportes

Jogos de hoje definem adversário do Brasil nas quartas de final

Publicado

em

REUTERS/Henry Romero/direitos reservados

As duas partidas de hoje (24) do grupo C definirão o adversário do Brasil nas quartas de final da Copa América. Isso porque a seleção brasileira enfrentará o terceiro colocado do grupo B ou C. Japão joga contra o Equador, no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, enquanto Uruguai enfrenta o Chile, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Os jogos serão às 20h.

Dependendo dos resultados, os brasileiros podem enfrentar o Japão, Equador, Uruguai ou o Paraguai (terceiro colocado no grupo B) na próxima fase.

Se Japão e Equador empatarem hoje, por exemplo, o Paraguai se classifica. Japoneses e paraguaios teriam 2 pontos, mas o Paraguai tem um saldo de gols melhor. Se o Equador vencer, por qualquer placar, se classifica em terceiro e enfrenta o Brasil.

No caso de o Japão vencer a partida, há duas hipóteses. O mais provável é que, em caso de vitória do Japão, que tem 4 gols negativos de saldo, a seleção asiática se classifique em terceiro lugar no grupo e enfrente o Brasil.

Se o Japão, no entanto, golear o Equador e/ou o Uruguai (que tem saldo de 4 gols positivos) perder de goleada do Chile, o Japão pode se classificar até em segundo colocado no grupo. Nesse caso, o adversário do Brasil será o Uruguai.

O Chile tem 6 pontos e só precisa de um empate para terminar na primeira posição. O Uruguai tem 4 pontos e precisa da vitória para se classificar em primeiro. Se empatar, fica em segundo lugar.

Se o Uruguai perder, pode terminar em segundo ou terceiro colocado no grupo, dependendo dos placares de seu jogo contra o Chile e da partida entre Japão e Equador.

O único confronto já definido das quartas de final é entre Argentina (segundacolocada do grupo B) e Venezuela (segunda colocada do grupo A).

A Colômbia (primeira colocada do grupo B) enfrenta a segunda colocada do grupo C (que pode ser Chile, Uruguai ou Japão).

O primeiro colocado do grupo C (que pode ser Chile ou Uruguai) enfrenta o Peru (terceiro colocado do grupo A). O Brasil espera seu adversário para jogar pelas quartas de final às 21h30 de quinta-feira (27), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Continue lendo

Esportes

Marta pede às jovens: “Chorem no começo para sorrir no fim”

Publicado

em

Marta em jogo contra a França Foto: EFE/EPA/Srdjan Suki

A jogadora Marta enviou uma mensagem às meninas brasileiras depois de consumada a eliminação da Seleção nas oitavas de final da Copa do Mundo Feminina de futebol neste domingo (23).

– Não vai ter uma Formiga para sempre, não vai ter uma Marta para sempre, não vai ter uma Cristiane para sempre. O futebol feminino depende de vocês para sobreviver. Então pensem nisso. Valorizem mais. Chorem no começo para sorrir no fim – disse a capitã da Seleção Brasileira, emocionada e olhando fixo para a câmera.

A jogadora pediu às mais jovens que avaliem o atual momento do futebol feminino e as encorajou a “querer mais e treinar mais”, para estarem prontas “para jogar 90 minutos e mais 30 minutos, quantos minutos for”.

Marta disse também que a Seleção Brasileira deve “continuar em frente, com a cabeça erguida”, depois de ser eliminada pela França na prorrogação, pelo placar de 2 a 1.

– Demos o melhor de nós. Todas as jogadoras deram o seu máximo. Foi uma grande partida. Não conseguimos a vitória. A outra equipe foi melhor na definição. Agora é preciso seguir em frente, com a cabeça erguida. Estou muito orgulhosa desta equipe – concluiu Marta.

*Com informações da Agência EFE

Continue lendo

Esportes

Após 2 anos no clube, Daniel Alves está de saída do PSG

Publicado

em

Foto: Reprodução / *Folhapress

O Paris Saint-Germain confirmou o desligamento do lateral Daniel Alves, que anunciou sua saída do clube francês em texto publicado no Instagram na madrugada deste domingo (23).

Em seu site oficial, o PSG afirmou que as duas partes chegaram num comum acordo e decidiram não renovar o contrato que terminaria no próximo dia 30.

O clube agradeceu a Daniel Alves “por trazer sua imensa experiência e profissionalismo ao longo da sua passagem pela capital” e lembrou dos feitos do lateral no time.

Daniel Alves foi o 30º brasileiro a vestir a camisa do clube e, durante os dois anos que defendeu o PSG, marcou oito gols, deu 18 assistências e ajudou a conquistar dois Campeonatos Franceses, uma Copa da França, uma Taça da Liga Francesa e uma Supercopa Francesa.

Nasser Al-Khelaifi, presidente do clube, também deixou seu agradecimento ao lateral brasileiro.

“Há dois anos, depois de suas experiências na Espanha e na Itália, Dani escolheu o Paris Saint-Germain quando teve a oportunidade de embarcar em um novo desafio. Estamos satisfeitos que este grande jogador deixe Paris com vários troféus com as nossas cores. Desejo-lhe o melhor nos próximos desafios que estão à frente no caminho”, declarou o mandatário.

Daniel Alves está com a seleção brasileira para a disputa da Copa América. Na partida de ontem, o lateral marcou um dos cinco gols da goleada sobre os peruanos, na Arena Corinthians.

Em suas redes sociais, o atleta também confirmou que está deixando o clube.

 

Continue lendo

Destaque