Conecte-se Conosco

MEIO AMBIENTE

Câmara Técnica viabilizará redução do desmatamento

O projeto Mercados Verdes e Consumo Sustentável é uma estratégia para reduzir o desmatamento na Amazônia por meio do uso sustentável da terra. Foto: Cláudio Santos/ Ag. Pará

Publicado

em

O Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRS) aprovou nesta quarta-feira (21), a proposta de criação da Câmara Técnica de Comercialização, Agroecologia, Produção Orgânica e Sociobiodiversidade (CTCapos) que vai viabilizar a implantação, no Pará, do projeto Mercados Verdes e Consumo Sustentável. O projeto é realizado pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead/MDA) com apoio da agência alemã de cooperação GIZ.

O objetivo é permitir acesso aos mercados para os produtos da sociobiodiversidade e da agroecologia vindos de associações e cooperativas de agricultores familiares e dos povos tradicionais de quatro Estados da Amazônia: Pará, Acre, Amazonas e Amapá. A proposta do Plano Nacional de Produção Orgânica (Planapo) é que as Câmaras Técnicas Estaduais atuem na logística de armazenamento e escoamento da produção e na consolidação das cadeias de produtos.

O projeto Mercados Verdes e Consumo Sustentável é uma estratégia para reduzir o desmatamento na Amazônia por meio do uso sustentável da terra. Segundo levantamento da GIZ, mais de 250 mil famílias vivem no meio rural amazônico e foram identificadas 747 associações e cooperativas de agricultores nos quatro Estados. Entre os produtos da sociobiodiversidade levantados estão o açaí, castanha do Pará, cacau, cupuaçu, borracha, fibras, peixes, óleos e essências vegetais como andiroba, pau rosa, cumaru, copaíba e buriti.

Na reunião, realizada na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), a secretária executiva do CEDRS, Martha Pina, fez um balanço das atividades da Câmara Técnica de Crédito Rural (CTCR), que nos últimos dois anos atuou nos entraves econômicos na região do Marajó. Entre as ações, a redução da inadimplência no Crédito Rural e fortalecimento da assistência aos produtores, por meio de convênio com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).

Nesta quinta-feira, 22, uma nova reunião irá definir a agenda da CTCapos para 2019 e aprovar a composição da câmara que deverá reunir representantes de oito instituições do governo, oito da sociedade civil e mais nove convidados permanentes para discutir os encaminhamentos ao CEDRS.

 Leni Sampaio / Agência Pará

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual