Conecte-se Conosco

MUNICÍPIOS

Canaã dos Carajás tem 64% de crescimento no número de ligações de energia elétrica

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Pará

Um dos indicadores paraoficiais de aumento no número de habitantes dos municípios pode ser expresso por meio das unidades consumidoras de energia elétrica de clientes residenciais nas áreas urbanas. E nesse quesito Canaã dos Carajás está no pelotão de frente do Pará por apresentar, entre 2014 e 2018, avanço de 64% na quantidade de consumidores residenciais, atrás apenas da taxa de crescimento de Chaves (94,3%), Almeirim (85,2%) e Anapu (73,9%).

As informações foram levantadas com exclusividade pelo Blog do Zé Dudu, que observou os números consolidados de 2018 da Celpa dispersos no Anuário Estatístico do Pará 2019, organizado pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa). A cidade de Canaã viu o número de unidades consumidoras pular de 12,4 mil para 20,4 mil em apenas quatro anos.

Canaã tem hoje o 18º maior número de consumidores residenciais de energia entre os 144 municípios paraenses, embora o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ínsita em dizer que o tamanho da população é apenas a 61ª no ranking. É um número de consumidores de energia tão grande que bate o de lugares ditos com mais de 100 mil habitantes, como Cametá, Tailândia, Breves e São Félix do Xingu.

Os dados da Celpa reforçam a constatação de que os números do IBGE para a “Terra Prometida” estão inteiramente fora da realidade. A prefeitura local, no entanto, tem apenas a semana que vem para se posicionar oficialmente contra a última estimativa populacional do instituto, que dá a Canaã apenas 37.085 habitantes.

Números do Pará

O Blog do Zé Dudu levantou que o Pará fechou o ano passado com 2,27 milhões de consumidores residenciais de energia, 20,8% a mais que em 2014, quando eram 1,88 milhão. As cidades com os maiores volumes de unidades consumidoras são Belém (501,8 mil), Ananindeua (182,6 mil), Santarém (100,1 mil), Marabá (93 mil), Parauapebas (85,7 mil), Castanhal (71,7 mil), Marituba (42,3 mil), Altamira (41,8 mil), Paragominas (34,5 mil) e Bragança (32,8 mil).

Em termos de crescimento líquido de 2014 para cá, as cidades de Belém (73,4 mil), Ananindeua (28,8 mil), Santarém (28 mil), Parauapebas (22,4 mil), Marabá (14,1 mil), Altamira (10,8 mil), Castanhal (9,8 mil), Marituba (8,8 mil), Canaã dos Carajás (8 mil) e Itaituba (7,3 mil) largam na frente.

Magalhães Barata foi a única cidade a apresentar decréscimo no número de consumidores residenciais de energia, despencando de 3.136 unidades em 2014 para 2.674 em 2018, o correspondente a 14,7% de retração. Já as cidades que crescem menos no estado foram Goianésia do Pará, que avançou apenas 2,33%; Curionópolis, 1,97%; e a lanterninha Portel, 1,91%.

O município com menos consumidores residenciais no Pará é Bannach, com 708 unidades. Não por acaso, é o menos populoso do estado. Confira o ranking preparado pelo Blog do Zé Dudu das 20 maiores praças de consumo de energia residencial no estado!

Continue lendo
Clique para comentar

MARAJÓ

Projeto social de igreja esta recuperando dependentes químicos no Marajó

Publicado

em

O centro de recuperação da igreja evangélica PAIXÃO POR ALMAS esta conseguindo transformar pessoas que estavam perdidas no mundo das drogas. A igreja fundada na cidade de breves a pouco mais de 4 anos custei ( com ajuda de parceiros) todas as despesas de um sitio onde os dependentes ficam internados ate a sua recuperação.

O projeto é o único em pleno funcionamento no Marajó. Os desafios são enormes para recuperação de um drogado, mas o pastor presidente da igreja Alex Ferreira acredita que a historia dessas pessoas pode ser mudada se a sociedade se unir em busca de soluções para essa problemática.

Continue lendo

PARAUAPEBAS

Prefeitura de Parauapebas estica prazo para construção de passarela na PA-160

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Blog Ze Dudu

O contrato da empresa F & F, que está responsável por construir uma passarela no perímetro urbano da rodovia PA-160, interligando o Residencial Alto Bonito ao Bairro Casas Populares 2, acaba de receber uma dose de oxigênio. É que foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (15) um aditivo de 90 dias para a execução do contrato de número 20190057, para cujos serviços a Prefeitura de Parauapebas está pagando R$ 1.530.249,05. O valor, no entanto, não sofreu alteração (veja a publicação do DOU (aqui).

De acordo com a Secretaria Municipal de Obras (Semob), que organizou a licitação da passarela, o perímetro em frente ao Residencial Alto Bonito tem grande fluxo de pessoas por se tratar de local densamente povoado. Além disso, é elevado o tráfego de veículos pesados, como caminhões e carretas bitrens, o que dificulta o livre deslocamento de pedestres com segurança.

Para quem mora em bairros adjacentes, a PA-160 se tornou um “deus nos acuda”, já que é preciso transpor a rodovia com a máxima atenção para acessar equipamentos públicos, como posto de saúde, escola, creche e estação do transporte coletivo. “A passarela é um anseio da comunidade local, que, por diversas vezes, procurou a Semob pedindo a sua construção”, observa Wanterlor Bandeira, secretário de Obras. “Esse serviço tem em vista propiciar condições de fluidez do tráfego para pedestres e veículos, de modo a diminuir os riscos de acidente e proporcionar segurança e conforto aos usuários do perímetro urbano da PA-160”, completa o titular da Semob.

Continue lendo

SANTARÉM

Primeira licença ambiental online é emitida pela Semma

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: O Estado Net

Já está disponível ao empreendedor do ramo da construção civil, a primeira Licença de Instalação (LI) emitida pelo Sistema Web de Licenciamento Ambiental. O documento autoriza a instalação de um prédio no bairro Diamantino. Lançado em agosto desse ano, a nova plataforma foi implantada pela Prefeitura de Santarém, via Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma).

“É mais um avanço na gestão ambiental do município de Santarém. Antes, todo o processo era manual. O empreendedor precisava vir à Semma. Agora, pode fazer todo o procedimento de onde estiver, de forma online”, ressalta a secretária Meio Ambiente, Vânia Portela.

O Sistema Web permite que todo o processo de solicitação, acompanhamento e emissão seja via internet. O empreendedor pode acessar o portal da Prefeitura de Santarém, clicar no banner “Licenciamento Ambiental”, cadastrar um login e dar a entrada.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaque

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital