Conecte-se Conosco

BRASIL GERAL

Celulares adiantam hora em dia de Enem mesmo sem horário de verão

Publicado

em

Foto: CB/D.A Press / Fonte: Correio Braziliense

Pela segunda vez em menos de um mês, o relógio de alguns telefones celulares adiantou automaticamente em uma hora neste domingo (3/11). A mudança aconteceu mesmo sem a adoção do horário de verão em 20119. 

A confusão repercutiu nas redes sociais. No Twitter, o assunto ficou em primeiro lugar nos Trending Topics nas primeiras horas da manhã. Vários usuários relataram que muita gente chegou com antecedência aos compromissos deste domingo.

A mudança no sistema de hora dos celulares acontece justamente no primeiro fim de semana de provas do Enem. O  Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) publicou um comunicado reforçando que a prova acontece no horário de Brasília e que não há horário de verão neste ano.

O mesmo problema já havia sido registrado no fim de semana de 19 e 20 de outubro, data padrão da mudança. O Google havia publicado, na última sexta-feira, um anúncio oficial em que recomendava que usuários do sistema Android no Brasil alterassem as configurações automáticas de data e hora. A sugestão é que a desativação seja mantida até o dia 16 de fevereiro, quando o horário de verão chegaria ao fim, caso estivesse em vigor.

Confira o passo a passo para corrigir o erro:

Passo 1: Entre na internet e digite no Google “hora certa”;
Passo 2: Em Aplicativos, procure as “Configurações” e selecione a opção “Sistema”;
Passo 3: Dentro dessa tela clique em “Data e hora” e em seguida desmarque a opção “Data e hora automáticas”
Passo 4: Clique em “Definir data e hora” e atrase o relógio para o horário correto.

Horário de verão

O horário de verão foi criado em 1931 com o intuito de economizar energia, a partir do aproveitamento de luz solar no período mais quente do ano, e tem sido aplicado no país, sem interrupção, ao longo dos últimos 35 anos.

Normalmente, o horário de verão ocorre entre outubro e fevereiro, quando os relógios devem ser adiantados em uma hora. A suspensão do horário de verão este ano foi anunciada pela Presidência da República em abril deste ano. 


BRASIL GERAL

Brasil estuda implementar sistema de alerta por TV digital

Publicado

em

Agência Brasil

Governo estuda usar tecnologia usada no Japão para avisar a população em casos de deslizamento de terra, enchentes e rompimento de barragem

O governo federal poderá no próximo ano criar um sistema de alerta via TV digital (sinal aberto) para repasse de informação imediata à população sobre de riscos como deslizamento de terraenchentes e rompimento de barragem. Ainda não há cronograma de implantação.

O propósito é “usar a robustez da radiodifusão e a capilaridade que essa estrutura tem por todo o país para trafegar alertas de emergência”, explicou André Fonseca, coordenador geral de televisão digital do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). 
“O sistema tem o intuito de evitar maiores consequências da catástrofe. Os objetivos são velocidade e complementariedade aos alarmes existentes, para que a população receba as informações o mais rápido possível”, disse.
Segundo Fonseca, a ideia em discussão é aproveitar o sinal da TV Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), para veicular mensagens por escrito nas telas dos televisores, monitores e celulares. “A gente teria preferência por trafegar o alerta pela EBC por ser uma emissora da União.”

A adoção do sistema será conduzida pelo ministério, que além dos estudos de viabilidade de implantação, deverá elaborar normas de funcionamento. A iniciativa depende do estabelecimento de uma política pública elaborada em conjunto pelo ministério e outras áreas do governo, como o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, o Instituto Nacional de Meteorologia e o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (SGI).

Sistema japonês

Fonseca assistiu na sede da EBC, em Brasília, a apresentação do sistema EWBS, desenvolvido pelo Japão para alertas de tsunamis, terremotos e outras situações de risco. Brasil e Japão assinaram no ano passado um memorando de cooperação nas áreas de televisão digital terrestre e tecnologias de informação e comunicação.
De acordo com André Fonseca, a adoção do EWBS seria viável pois o modelo brasileiro de TV digital é baseado no modelo japonês. “Os conversores e atuais aparelhos de TV digital já conseguem entender a mensagem”, disse, assinalando a necessidade de atualização de software para transmissão aos receptores de TV. A mensagem enviada via TV Brasil seria repassada pelas demais emissoras.
O ministro-conselheiro da Embaixada do Japão em Brasília, Naoki Hikota, informou que o sistema EBWS é utilizado em 20 países. Segundo ele, assim como o sistema de alerta, o Japão deseja “avançar com o Brasil agenda em segurança cibernética e comunicações 5G”.


Continue lendo

BRASIL GERAL

Justiça determina retorno dos radares móveis em rodovias

Publicado

em

Radar móvel retornará ao funcionamento Foto: Divulgação/PRF

A Justiça Federal de Brasília determinou, nesta quarta-feira (11), que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) volte a usar radares móveis nas rodovias do país. A decisão suspende um despacho do presidente Jair Bolsonaro que revogou a fiscalização eletrônica de velocidade.

A decisão é do juiz Marcelo Gentil Monteiro, da 1ª Vara Federal Cível. O magistrado atendeu a um pedido liminar do Ministério Público Federal e argumentou que a falta de fiscalização colocava em risco a sociedade.

– A urgência é patente, ante o risco de aumento do número de acidentes e mortes no trânsito em decorrência da deliberada não utilização de instrumentos escolhidos, pelos órgãos técnicos envolvidos e de acordo com as regras do Sistema Nacional de Trânsito, como necessários à fiscalização viária – decidiu o juiz.

Os radares móveis deixaram de funcionar desde agosto, quando Jair Bolsonaro determinou que fossem revogados atos administrativos que tratavam da fiscalização eletrônica em estradas federais.

Continue lendo

BRASIL GERAL

Força Nacional vai garantir segurança de povos indígenas no Maranhão

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Com informações da Agência Brasil

A portaria do Ministério da Justiça, que autoriza o uso da Força Nacional de Segurança Pública em apoio à Fundação Nacional do Índio (Funai) na Terra Indígena de Cana Brava Guajajara, localizada no estado do Maranhão, está publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (10).

A medida tem por objetivo “garantir a integridade física e moral dos povos indígenas, dos servidores da Funai e dos não índios” na região pelo prazo de 90 dias, contados a partir do dia 10 de dezembro e podendo ser prorrogado, se necessário.

De acordo com a portaria, o contingente será definido pelo ministério, de acordo com planejamento a ser realizado pela pasta.

No último sábado (7), um atentado contra líderes indígenas Guajajara, na BR-226, entre as aldeias Boa Vista e El Betel, resultou em duas mortes.

As mortes foram confirmadas pela Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular do Maranhão. Segundo a secretaria, há dois índios feridos em decorrência do ataque.

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital