Conecte-se Conosco

Cidade

Cerca de 1.100 condutores foram autuados pelo DETRAN, por uso de celular ou fone de ouvido ao volante

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Pará

Cerca de 1.100 condutores foram autuados pelo Departamento de Trânsito do Pará (Detran) por dirigirem utilizando fones de ouvido conectado ao aparelho de som do carro ou celulares nos três primeiros meses deste ano. Segundo o órgão, os acessórios não podem ser utilizados pelos motoristas e a infração é considerada média, de acordo com o o artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), tendo como penalidade uma multa estipulada em R$130,14.

O administrador Danilo Castro conta que já usou fones de ouvido enquanto estava dirigindo e quase sofreu um acidente. “Quando estava dirigindo minha moto, eu tinha o costume de usar fones de ouvido. Por causa disso, uma vez quase sofri um acidente, pois não escutei o carro se aproximar. Depois disso parei de usar”, afirma o motociclista.

O coordenador de planejamento do Detran, Valter Aragão, explica que o condutor deve ter a todo momento o domínio do veículo, sempre dirigir com atenção e cuidados para a segurança. “A atenção tem que estar voltada não só para a condição da visão dele, mas de uma maneira periférica, do que acontece, antever situações para que ele se antecipe, freie ou desvie. Então é ter o domínio do veículo em todos os sentidos”, diz.

Estudos – O uso de fones de ouvido já era uma preocupação há dez anos. Uma pesquisa feita por um grupo de estudos da Universidade Carnegie Mellon, nos Estados Unidos, mostrou que ouvir uma pessoa falando enquanto dirige reduz em 37% a atividade cerebral associada à direção. Isso significa que os motoristas ficam dispostos a cometer um erro tanto quanto uma pessoa que dirige sob influência de álcool.

Como o artigo 252 do CTB não especifica qual tipo de veículo, então todos os tipos estão sujeitos a serem multados. “O artigo 252 diz assim: ‘dirigir veículo’. A bicicleta é um veículo, a motocicleta também. Porém, o ciclista não pode ser multado, nós temos uma legislação própria pra multar pedestres e ciclistas, só que ela foi temporariamente suspensa pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito) para que se faça mais estudos em cima da forma de aplicação de multa para pedestres e ciclistas”, explica Valter Aragão.

O Detran alerta ainda que os ciclistas também precisam estar atentos aos sinais sonoros e tudo o que acontece na via, e o fone pode causar distração e ocasionar acidentes.

Por Carlos Vilaça

Continue lendo
Clique para comentar

Cidade

Justiça Federal revoga último embargo de produção da Hydro-Alunorte

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Ver-o-fato
O embargo de produção da refinaria de alumina Alunorte, desta vez na área criminal, foi suspenso nesta segunda-feira, 20, por decisão do juiz federal Arthur Pinheiro Chaves, o mesmo que na quarta-feira passada, 15, havia revogado o embargo no processo civil. Com a decisão de hoje, a Alunorte, do grupo Norks Hydro, deverá retomar a totalidade de sua produção, que funcionava pela metade desde fevereiro do ano passado. O Depósito de Resíduos de Bauxita (DRS2), onde são armazenados os rejeitos da alumina, porém, continua sob embargo.
A produção na mina de bauxita da Hydro em Paragominas, segundo nota enviada pela empresa ao Ver-o-Fato, será ampliada conforme a velocidade da retomada de produção na Alunorte. A decisão de aumentar também a produção na planta de alumínio primário Albras, da qual a Hydro é acionista, é esperada em breve.
“Estou satisfeita e encorajada por ver os grandes esforços de nossos empregados na Alunorte, na Albras e em Paragominas, em cooperação com as comunidades e autoridades locais. A retomada da produção na Alunorte é um passo importante para a produção normal em nossas operações estrategicamente importantes no Pará e uma base para nossa agenda para fortalecer a robustez e a lucratividade em toda a cadeia de valor”, afirma a presidente e CEO Hilde Merete Aasheim.
De acordo com John Thuestad, vice-presidente executivo da área de negócios de Bauxita e Alumina, a decisão federal “é muito importante para nossos empregados, comunidades locais, contratados e clientes. É a confirmação final de que a Alunorte pode operar com segurança e significa que reiniciaremos toda a cadeia de valor do alumínio, o que é positivo tanto para nós quanto para o estado do Pará”.
Ele disse ainda que a empresa vai se concentrar em elevar a produção de forma segura, após vários meses de operações interrompidas, bem como continuar trabalhando para também retirar os embargos da nova área de depósito de resíduos de bauxita, o DRS-2”.
Aumento de capacidade
A Alunorte, que tem capacidade de produção anual de 6,3 milhões de toneladas, deverá atingir 75-85% da capacidade dentro de dois meses. A previsão é que um filtro prensa adicional entre em operação no terceiro trimestre de 2019, aumentando ainda mais a capacidade.
Com o embargo da Justiça Federal que impede a Alunorte de usar sua nova área de Depósito de Resíduos de Sólidos – DRS2 permanece em vigor, a Alunorte continua a utilizar o depósito DRS1com a moderna tecnologia do filtro prensa.

Continue lendo

Cidade

Avião que caiu em Belém era do Ex- prefeito de Ulianópolis

Publicado

em

Davi Resende Soares, dono da aeronave, morreu afogado em uma pescaria no rio Xingu em outubro de 2014.

O avião modelo Sesna 210, prefixo PR-DVR, que caiu na tarde de domingo, 19, em uma residência no centro de Belém, pertencia ao fazendeiro e ex-prefeito de Ulianópolis, Davi Resende Soares, que morreu afogado quando participava de uma pescaria no rio Xingu, em novembro de 2014. Dois anos antes, a aeronave já havia caído em uma região de mata de Altamira. A época, o avião era pilotado pelo ex-prefeito, que ficou com sequelas na cabeça.

Em contato com a reportagem do Portal Pará News, o advogado Walter Almeida disse que o avião estava fazendo revisão em Belém e que seria vendido para o empresário que estava dentro da aeronave na hora da queda. “Ele estava testando o avião para efetivar a compra, que seria sacramentada nesta segunda feira”. Disse Walter.

Tragédia- A trajetória da família Resende, natural do Espirito Santo e erradicada no município de Ulianópolis é rodeada de tragédias. Em 2011, dois anos antes da morte do ex-prefeito, o filho dele, o também pecuarista Liamar Resende Soares, morreu em um acidente aéreo, depois que o avião pilotado por ele caiu na região de Breu Branco, no sudeste paraense. Por coincidência, na hora do acidente, dois mecânicos viajavam na aeronave, e também morreram no acidente.

Continue lendo

Cidade

Chacina do Guamá: 5 vítimas foram identificadas

Publicado

em

Foto: Whatsapp / Fonte: Com informações O liberal

– Maria Ivanilza Pinheiro Monteiro, conhecida como “Wanda” e proprietária do bar;

– Leandro Breno Tavares da Silva, 21, DJ do estabelecimento;

– Paulo Henrique Passos Ferreira, 25, funcionário do bar;

– Raquel da Silva Franco, 33, conhecida como “Rayca”

Um dos sobreviventes da chacina, Anderson Gonçalves dos Santos, conhecido como “Neguinho”, foi socorrido e encaminhado para a UPA da Terra Firme.

O Instituto Médico Legal (IML) já foi acionado para fazer a remoção dos corpos. Os detalhes da chacina ainda estão sendo apuradas pela polícia. Além da Polícia Militar, agentes da Força Nacional também estão no local.

Continue lendo

Destaques

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com