Conecte-se Conosco

ECONOMIA

Cerca de 2,4 milhões de pessoas ainda não sacaram o abono salarial

Fonte: r7 Foto: Reproducao

Publicado

em

O PIS/Pasep referente ao ano base de 2019/2020 começou a ser pago em 25 de julho de 2019 e fica disponível para saque até 29 de maio

A um mês do fim do prazo para a retirada do PIS/Pasep referente ao ano base de 2019/2020, cerca de 2,4 milhões de pessoas com direito ao abono salarial não sacaram o benefício. O número representa 11% do total. Segundo a Caixa, o valor não retirado e que está disponível para o saque é de R$ 1,6 bilhão.

O pagamento do último lote foi em 19 março. Mas o trabalhador terá até o dia 29 de maio para sacar. Quem perder a data continua a ter direito ao benefício. A Secretaria de Trabalho, do Ministério da Economia, afirma que é assegurado o prazo prescricional de 5 anos para ter acesso ao abono salarial.

O que fazer

Para isso, quem tem direito e ainda não sacou o benefício deverá  buscar orientações em uma das unidades de atendimento da Secretaria de Trabalho ou entrar em contato com a central de atendimento 158, para se informar sobre as medidas que deverá tomar.

Enquanto isso, o dinheiro não retirado vai para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), fonte usada para pagamento de benefícios como o abono e o Seguro-Desemprego.

Quem tem direito

O benefício começou a ser liberado em 25 de julho de 2019. Desde então, 19,4 milhões de trabalhadores já receberam, num total de R$ 15,4 bilhões.

O abono salarial é um benefício garantido aos trabalhadores que estão cadastrados no fundo PIS/Pasep por pelo menos cinco anos, que receberam remuneração mensal de até dois salários mínimos (R$ 1.996 em 2019) durante o ano-base, ter trabalhado por pelos menos 30 dias no período e ter os dados informados pelo empregador no RAIS (Relação Anual de Informações Sociais).

O PIS (Programa de Integração Social) é pago aos trabalhadores da rede privada, enquanto o Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) é o fundo destinado aos servidores públicos. Todos os recursos vão ficar disponíveis para saque até o dia 29 de maio de 2020. O próximo calendário, referende a 2020/2021, começa em 16 de julho deste ano.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual