Conecte-se Conosco

Tecnologia

Como checar se o seu nome está sujo no Serasa

Publicado

em

Foto: Reprodução

Na hora de aprovar uma transação financeira, o estabelecimento pode consultar o nome do comprador no Serasa, sistema que faz verificações sobre possíveis dívidas em aberto. Veja a seguir como consultar o seu nome Serasa por conta própria.

Por uma questão de segurança, abaixo estão listados apenas serviços e sites oficiais, já que o usuário precisa inserir dados importantes, como o CPF, para realizar a tarefa.

No computador

  1. Acesse este link para entrar no site Serasa Consumidor;
  2. Na tela inicial, digite o número do seu CPF e clique em “Consultar agora”;

    Reprodução

  3. Caso não possua um registro no site, faça o cadastro com os dados solicitados;

    Reprodução

  4. Confirme o método de ativação para o cadastro;

    Reprodução

  5. Role a tela para abaixo até chegar na parte “Suas dívidas em aberto” e veja se o seu nome está sujo ou não.

    Reprodução

No Android ou iOS

A única mudança do processo para consultar o seu nome no celular, é que será usado o App oficial no lugar do site. Veja como usar:

  1. Faça o download do aplicativo SerasaConsumidor na Google Play ou App Store;
  2. Prossiga com a explicação de como o app funciona e clique em “Entrar”;

    Reprodução

  3. Caso não tenha realizado o cadastro como mostrado acima, faça-o pelo celular. Na guia “Seu nome”, verifique se o seu CPF está sujo ou não.

    Reprodução

Além de realizar as consultas em seu nome, o serviço Serasa Consumidor também traz opções interessantes para você se prevenir de fraudes, receber ofertas de crédito de acordo com seu perfil e até pagar dívidas.

Fonte: Olhar Digital

Continue lendo
Clique para comentar

Tecnologia

Caixa lança site para quem quer apostar na Mega-Sena pela internet

Publicado

em

Foto: Reprodução

Agora é possível apostar na loteria pela internet. A Caixa lançou um site que permite jogar na Mega-Sena e diversas outras modalidades de loterias federais para qualquer pessoa, independentemente de ser ou não cliente do banco.

O serviço é aberto para qualquer cidadão com mais de 18 anos. Para fazer apostas pela internet, é preciso realizar um cadastro com um número de CPF e depois selecionar os jogos desejados. O pagamento é feito via cartão de crédito com processamento feito pelo Mercado Pago, e os valores permitidos para apostas começam em R$ 30 e vão até R$ 500.

As modalidades oferecidas pelo site são Mega-Sena, Lotofácil, Quinta, Lotomania, Timemania, Dupla Sena, Loteca, Lotogol e Dia de Sorte. É possível salvar apostas favoritas para serem refeitas no futuro.

Apesar do site funcionar 24 horas por dia, as regras de encerramento de apostas vão ser as mesmas das casas lotéricas.

No futuro, a Caixa planeja lançar um aplicativo para permitir apostas pelo celular, e estuda também oferecer o pagamento dos jogos via cartão de débito, e não apenas de crédito.

A Caixa já permitia apostas pela internet, mas de maneira bem limitada: era possível jogar só na Mega-Sena, e apenas correntistas do banco.

Fonte: Olhar Digital

Continue lendo

Tecnologia

Brasil receberá nova base para expandir sistema de geolocalização russo

Publicado

em

Foto: Reprodução

O Glonass, o sistema de geolocalização russo criado durante a Guerra Fria como uma resposta ao GPS, está ficando melhor, graças ao Brasil. Isso porque será instalada na região Norte do país a quinta estação do sistema como fruto de uma parceria entre a Agência Espacial Brasileira e o governo russo.

As bases deverão ser construídas em um período de seis a oito meses, embora não haja previsão de quando as obras começarão, como informou à Folha de S. Paulo o coordenador da agência Rodrigo Leonardi.

Atualmente, o Glonass utiliza 24 satélites para determinar a geolocalização de algum objeto na Terra. Esse sistema de triangulação depende, no entanto, de equipamentos no solo para uma calibragem adequada, o que fez com que a Rússia procurasse parceiros em outras latitudes além de seu território. O Brasil já se tornou o país com mais bases do Glonass fora da Rússia, sendo a nova estação a quinta.

O Glonass, sigla em russo para Sistema de Navegação Global por Satélite, foi criado na época da Guerra Fria como uma alternativa ao GPS justamente para que a então União Soviética pudesse evitar a utilização de tecnologia controlada pelo seu adversário Estados Unidos. Após a dissolução do bloco soviético, a tecnologia foi praticamente abandonada até 2001, quando passou a ser ativamente desenvolvida novamente, ao ponto de hoje praticamente todos os smartphones contarem tanto com GPS quanto com o Glonass.

E o que o Brasil ganha com isso, no fim das contas? Como explica a Folha, acesso à tecnologia de geolocalização, podendo contar com um segundo sistema além do GPS, já que não há condições de lançar seu próprio conjunto de satélites.

A matéria também indica que, em outros lugares, houve preocupações relacionadas à espionagem, especialmente pelo sigilo envolvido nas instalações das bases. No entanto, Leonardi explica que esses equipamentos não têm capacidade de coleta de informação, e, além disso, eles podem ser tranquilamente desligados se houver qualquer tipo de preocupação relacionado à segurança nacional.

Fonte: Olhar Digital

Continue lendo

Tecnologia

Como remover os apps de fábrica do seu Android sem root

Publicado

em

Foto: Reprodução

A maioria das fabricantes de smartphones com Android opta por colocar programas próprios no sistema, que visam melhorar a experiência de seus consumidores. Entretanto, alguns desses aplicativos são mal otimizados, causam lentidão e consomem espaço.

Outro grande problema, é que estes apps não podem ser removidos tão facilmente do aparelho como é feito para programas baixados pela Google Play. A seguir, confira como remover aplicativos de fábrica do celular sem precisar fazer root.

Importante

O método mostrado abaixo é universal e foi testado em mais de um aparelho. Apesar disto, algumas versões mais antigas do Android e celulares de determinadas marcas possuem proteções contra ele.

Mais um aviso necessário: remover aplicativos de fábrica podem violar a garantia do aparelho. Também, escolha com cautela os apps que deseja remover, pois alguns deles podem ser necessários para um bom funcionamento do sistema. Se você não sabe o que um aplicativo faz, evite removê-lo.

Preparando o aparelho

A parte principal deste tutorial é realizada no computador, mas é necessário fazer algumas etapas no celular antes de prosseguir para ele. Veja:

  1. Acesse a tela de “Configurações do aparelho” e vá em “Sobre o dispositivo”. Dê 7 toques em “Número da versão”. Isso é necessário para ativar as opções de desenvolvedor do celular;

    Reprodução

  2. Volte ao menu principal das “Configurações do aparelho”, entre em “Opções do desenvolvedor” e habilite o item “Depuração USB”.

    Reprodução

No computador

Para começar no computador, será necessário realizar a instalação de alguns drivers adicionais e da ferramenta ADB. Seguem os passos:

  1. Realize o download dos drivers ADB por este link e instale-os;
  2. Então, faça o download das ferramentas ADB e extraia o conteúdo do arquivo ZIP para uma pasta de fácil acesso. Se possível, crie uma pasta chamada “adb” na raiz do C:\;
  3. Conecte o celular ao computador e deixe-o no modo de transferência de arquivos;

    Reprodução

  4. Abra o “Prompt de comando” como administrador pelo “Menu iniciar”;

    Reprodução

  5. Entre com o seguinte comando para acessar a pasta onde estão as ferramentas do ADB: cd c:\adb\platform-tools;

    Reprodução

  6. Para ter certeza que o celular está sendo reconhecido como deve no computador, entre com o comando: adb devices. Caso apareça a palavra “unauthorized”, desbloqueie o celular e conceda a permissão para ser feita a depuração USB;
  7. Agora, inicie a ferramenta ADB com o comando: adb shell;

    Reprodução

  8. Para listar os aplicativos que vem instalados de fábrica no seu aparelho, entre com o comando: pm list packages | grep ‘nome da fabricante’. Se necessário, troque o nome da fabricante pelo aplicativo que deseja buscar;

    Reprodução

  9. Depois de encontrar o aplicativo que deseja remover na lista, é necessário entrar com este comando: pm uninstall -k nome do pacote.

    Reprodução

Caso você se depare com a mensagem “failure” após o último comando, pode ser necessário desabilitar os administradores do celular. Esta configuração é feita na tela de “Configurações do aparelho” na opção “Segurança”.

Reprodução

Feito! Agora o seu celular já não tem mais aquele aplicativo que não poderia ser desinstalado por padrão. Apesar disto, ao fazer um reset de fábrica do smartphone, os programas estarão de volta.

Fonte: Olhar Digital

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaques