Conecte-se Conosco

BRASIL GERAL

Companhias aéreas poderão ter de reservar assento para menores de 14 anos ao lado dos pais

Foto: Reprodução / Fonte: Agência Senado

Publicado

em

Crianças e adolescentes menores de 14 anos terão direito a assento, em companhias aéreas, próximas aos pais sem que para isso seja cobrada taxa adicional. Também estarão sujeitas às mesmas regras as pessoas com deficiência e seus acompanhantes. É o que determina o projeto de lei (PL) 3.815/2019 aprovado na quarta-feira (4) na Comissão de Direitos Humanos (CDH). O texto segue agora para votação, em decisão final, da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

De autoria da senadora Leila Barros (PSB-DF), a proposta altera o Código Brasileiro de Aeronáutica e prevê que, caso os bilhetes das crianças e de seus responsáveis, bem como das pessoas com deficiência e seus acompanhantes, tenham sido adquiridos em classes distintas, as companhias aéreas possam acomodá-los naquela mais barata, desde que procedam ao ressarcimento da diferença de preços entre as classes.

Leila explicou que apresentou o projeto após receber informações de que companhias aéreas vêm cobrando taxas adicionais pela marcação antecipada de assentos, induzindo, segundo ela, pais ou responsáveis a pagar essas taxas para evitar que fiquem separados de suas crianças.

“As empresas aéreas estão separando crianças de até quatro anos de idade de seus pais, numa tentativa torpe de exigir destes a marcação antecipada de assentos na aeronave, de forma a não caírem numa marcação aleatória em que sejam separados. Ora, entendemos lícito às empresas cobrarem por essa marcação dos passageiros que desejem a reserva antecipada de um lugar específico, seja ele à janela, junto ao corredor, ou à frente da aeronave, mas não há escusas ou justificativas para separar crianças tão pequenas de seus pais”, exemplificou.

Ainda conforme a senadora, o projeto não diz onde pais e filhos devem ser acomodados, apenas que não podem ser separados. “Assim, caso desejem lugares específicos, ainda terão de marcar seus assentos previamente, e pagarem por esse serviço. Caso não marquem, poderão ser assentados onde a empresa determinar, desde que juntos entre si, e sem custos adicionais”, acrescentou.

Relatório

Como relator, o senador Telmário Mota (Pros-RR) reconheceu o mérito da matéria e recomendou a sua aprovação. Ele fez alterações por meio de duas emendas sugerindo que a regra atenda crianças e menores até 14 anos, quando o texto original previa até 12 anos. Além disso, ele incluiu também nas mesmas normas as pessoas com deficiência e seus acompanhantes. Ele explicou que muitas vezes as pessoas com deficiência necessitam do apoio de um acompanhante. Telmário também apresentou dispositivo para que as pessoas com deficiência tenham sua autonomia respeitada com o direito, e não o dever, de viajar acompanhadas, sendo proibida a recusa de embarque por falta de acompanhante.

“Recente episódio ocorrido no Aeroporto de Guararapes, no Recife, no qual uma empresa aérea recusou o embarque de uma passageira autista, adulta e capaz, por estar desacompanhada, exigindo, ainda, atestado médico de sua condição, demonstrou total desprezo pela lei. Não se trata, infelizmente, de um caso isolado. Esse tipo de violação também deve cessar”, opinou.

A senadora Zenaide Maia (PROS-RN) leu o relatório durante a reunião da CDH.

BRASIL GERAL

Movimento na web ajuda mulheres que têm vergonha de expor o corpo em público a curtir o verão

Publicado

em

Fonte: Globo Foto: Reproducão

Movimentos Body Positive e Body Neutrality ajudam mulheres a curtir o verão sem vergonha do corpo.

Você é do tipo que vai à praia ou piscina de biquíni, numa boa, não tem o menor problema em expor o corpo? Ou você morre de vergonha e é capaz de perder um programa, para não se sentir desconfortável? A boa notícia é que vem crescendo nas redes sociais um movimento que está ajudando muita gente a se aceitar e parar de se importar com a opinião dos outros.

Parte disso é graças ao movimento Body Positive ou Positividade Corporal, que surgiu nos Estados Unidos e que significa ter um olhar amoroso sobre o seu corpo do jeito que ele é.

“Não é apologia à obesidade, é apologia a você ser livre. Em nenhum momento, quando a gente fala de você aceitar o seu corpo do jeito que ele é, se fala sobre você comer só fast food ou ‘não faça exercícios’, muito pelo contrário”, conta Alexandra Gurgel, responsável pelo perfil @alexandrismos no Instagram. Ela criou um passo a passo de como mulheres podem voltar a usar biquíni e viralizou.

Na esteira do Body Positive, surgiu também o Body Neutrality ou Neutralidade Corporal, onde a ideia é: se você não amar o seu corpo, tudo bem, não precisa. Mas não o odeie, aparência não é tudo. O Fantástico também ouviu Joana Canabrava e Carla Lemos, do @paposobreautoestima. Joana acrescenta: “A gente está se comparando, sofrendo e adoecendo em busca de um corpo que não existe porque ele foi feito na pós-edição em muitos casos.”

View this post on Instagram

“O corpo feminino é objeto histórico de comentários. Está magra demais. Não cansa de tirar fotos pelada. Está gorda e tem uma coragem enorme de se mostrar. Parece um homem de tanto que malha, entre outros. Corpos femininos são objeto da cirurgia plástica, da arte, da religião, da moda, mercado de consumo. Existem modelos hegemônicos de corpos femininos e corpos que “insistem” em desviar desse padrão. O corpo é o que somos? Com certeza. Mas é também o que nos escapa, o que transcende e que é objetificado e deixa de nos pertencer. • (…) Vejo mulheres lindas (eu considero todas as mulheres lindas) buscando padrões inalcançáveis. E vejo também todo um tribunal de julgamentos pelas fotos postadas nas redes sociais. Nossos corpos são um lugar pelo qual deveríamos nos comunicar com o outro, e o outro conosco. E quando o outro valoriza padrões de corpos, ele nos comunica. Comunica que somos incompletas, insuficientes e nem a estrela da novela basta, quando ela decide mandar no próprio corpo. • Será que realmente a culpa da nossa baixa autoestima é das redes sociais? Será que é da vida líquida? Ou será que é dessa sensação de insatisfação gerada por padrões alcançados por poucos e a custa de muita saúde mental. Será que responsabilizar as tecnologias não é mais fácil do que olhar para dentro de nós e ver que parte nos cabe na construção de uma sociedade mais afetiva? • Se entendo que meu corpo, público e privado, é um conjunto de signos, produto de representações posso também utilizá-lo como forma de manifestação, um ato político de me conhecer e de dizer quem sou eu. Muito prazer, mulher em construção, ponto de ebulição, se prepara para segurar essa pressão.” • Como por aqui os dias foram de muita loucura, pegamos trechos do texto de @carla.pepe75 para nosso blog, para enriquecer mais ainda os conteúdos dessa semana aqui no #paposobreautoestima | até porque o que não faltam são nossos textões sobre isso!

A post shared by PAPO SOBRE AUTOESTIMA (@paposobreautoestima) on

Com a ajuda das meninas, a escritora Fabiana topou o desafio de ir à praia pela primeira vez em muito tempo. De biquíni. “Eu tenho uma filha de 4 anos e foi mais ou menos esse o período que eu deixei de vir à praia porque foi quando ganhei muito peso. E ela veio à praia pouquíssimas vezes comigo. Isso me deixa muito chateada porque fui uma criança que frequentei a praia desde sempre e tirei isso dela por causa da minha insegurança”, desabafa Fabiana.

Continue lendo

BRASIL GERAL

‘Vi o olhar do demônio’, diz corretora agredida por modelo em restaurante de luxo em SP

Publicado

em

'Vi o olhar do demônio', diz corretora agredida por modelo em restaurante de luxo em SP Fonte: G1 Foto: Reproduçao

Milka Borges fez duas cirurgias e levou 90 pontos no rosto. Vídeos mostram a modelo Fernanda Bonito brigando com uma outra mulher, numa casa noturna de São Paulo, em 2016.

Uma confusão num restaurante de luxo em São Paulo quase termina em tragédia. Segundo testemunhas, uma modelo tentou furar a fila do banheiro. Descontrolada, ela atacou uma mulher com um copo de vidro. A vítima ficou com o rosto desfigurado. Ela recebeu o Fantástico e falou sobre a agressão brutal que sofreu.

Era sábado, 11 de janeiro passado. A corretora Milka Borges nunca imaginou que sairia de um restaurante com o rosto todo machucado por causa de uma agressão: “Eu vi o olhar do demônio ali, querendo acabar com a minha vida”.

Ela recebeu a equipe do Fantástico na quinta-feira passada. “ tomando muitos remédios para que isso seja dissolvido, fazendo drenagens”.

A agressora é a modelo Fernanda Bonito, de 27 anos. Milka estava na fila do banheiro do restaurante quando Fernanda apareceu. “Ela empurrando todas as cabines para ver se tinha alguma solta, livre. Todas alertaram. “Estão ocupado todos os banheiros. Tem uma fila, moça”, conta Milka.

A enfermeira Danielle Bezerra, que não conhecia Milka nem Fernanda, também estava no banheiro: “As meninas começaram a questioná-la: “Poxa, você está furando fila’. Ela começou a falar que não ia esperar fila, que ela era dona do estabelecimento. A Fernanda estava alterada. Estava visivelmente bêbada”.

Fernanda é namorada de Rodrigo Lima, um dos sócios do restaurante. O nome dele aparece no registro da junta comercial de São Paulo.

Milka fez duas cirurgias e levou 90 pontos no rosto.

Em nota, o restaurante informou que “os funcionários atuaram para acalmar os ânimos, bem como oferecer assistência inicial à Milka, para conduzi-la ao hospital. Disse ainda que “Fernanda Bonito não é sócia do negócio e deverá responder pela consequência de seus atos”.

Vídeos mostram a modelo brigando com uma outra mulher, numa casa noturna de São Paulo, em 2016. O motivo: Fernanda também teria tentado furar a fila do banheiro. Nesse caso, a vítima não prestou queixa.

Continue lendo

BRASIL GERAL

Brasil reforça segurança na fronteira após fuga de presos do PCC

Policiamento se concentra na região de Ponta Porã, que é próxima a Pedro Juan Caballero, no Paraguai, onde estavam detidos membros da facção

Publicado

em

Operação da Polícia do Paraguai após fuga de presos de facção Ministério do Interior/Paraguai

O Brasil reforçou a segurança por terra e por ar na fronteira com o Paraguai, principalmente na região de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, após a fuga neste domingo (19) de 75 presos, a maioria do PCC (Primeiro Comando da Capital), da penitenciária de Pedro Juan Caballero. Apenas um foi recapturado.

Um túnel foi encontrado no local, mas o governo não descarta a possibilidade de que os presos tenham escapado pela porta da frente com a cumplicidade de funcionários da prisão. 

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, Antonio Carlos Videira, disse ao portal “MS EM FOCO” que “todos os homens disponíveis foram colocados de prontidão, além das equipes do Departamento de Operações de Fronteira e da Polícia Militar Rodoviária que já estavam trabalhando dentro da Operação Hórus”. Ele completou afirmando que “outros efetivos já estão em deslocamento na região para evitar que os marginais em fuga entrem no território brasileiro”.

Até mesmo um helicóptero da Secretaria de Segurança foi enviado para Ponta Porã para ajudar na localização dos presos e fiscalização na fronteira. 

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a Polícia de Ponta Porã encontrou três veículos queimados na BR-463, próximo ao distrito de Sanga Puitã, perto da fronteira que separa os dois países. O secretário destacou que 200 policiais foram deslocados para a região.

Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero
Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero – Google Maps

A fuga
À rede de televisão “Telefuturo”, o ministro do Interior, Euclides Acevedo, disse estar considerando a hipótese de que os detentos saíram pelos portões principais da prisão e que tinham o apoio dos agentes. Ainda segundo ele, o diretor da prisão, no departamento de Amambay, está de férias.

Acevedo afirmou também que está sendo investigada a possibilidade de que o túnel tenha sido construído como uma fachada para esconder a suposta cumplicidade dos funcionários.

A Polícia Nacional já iniciou uma operação de busca dos fugitivos na área de Pedro Juan Caballero, cidade localizada na fronteira com o Brasil e que é um dos centros de operações do PCC no país vizinho.

Em nota, o ministro do Interior afirmou ser possível que alguns dos internos já tenham escapado para o Brasil. “A maioria dos foragidos é de alta periculosidade”, declarou.

Em dezembro passado, a ministra da Justiça, Cecilia Pérez, afirmou ter informações de inteligência prisional apontando para um plano de fuga ou resgate dos líderes da facção criminosa, que forneceriam uma recompensa de US$ 80 mil pela operação.

Diante da ameaça, a Justiça chegou a anunciar o reforço da segurança nas penitenciárias, onde já existe uma presença policial e militar, conforme estabelecido pela Lei de Emergência das Prisões.

A norma foi sancionada pelo presidente do país, Mario Abdo Benítez, no dia 8 de setembro, após vários confrontos e tumultos nas cadeias do país. Porém, alguns dias depois, o chefe do Comando Vermelho no Paraguai, Jorge Samudio, escapou. À época, o chefe de governo denunciou que havia corrupção e dinheiro envolvidos na fuga.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital