Conecte-se Conosco

Eleições 2018 Pará

Coronel Neil: coligação com os Barbalho, nunca!

Publicado

em

O deputado Cel. Neil (PSD) negou enfaticamente, nesta quarta-feira8, que tenha ido procurar o candidato do MDB ao governo do Pará nas próximas eleições, com o objetivo de apoiar o ex-ministro. Neil disse que coligação com os Barbalho, nunca!”. Sua conversa foi com o ex-deputado e presidente da CDP (Companhia das Docas do Pará), Parcifal Pontes, que é membro do MDB.

“Fui lá tratar de coligações mas para defender os interesses do meu partido e dos meus companheiros. Eu e mais três deputados (o estadual Júnior Ferrari, o federal Joaquim Passarinho e o estadual Gesmar Costa, mora em Parauapebas, já estamos fechado com a candidatura de Márcio Miranda ao governo do Pará e nada vai mudar essa nossa posição”, disse o parlamentar. Ele reconhece que parte do PSD está apoiando Helder Barbalho, como é o caso do deputado federal Éder Mauro Barra  e do ex-vive-governador Helenilson Pontes,

Neil explicou ainda a sua conversa com Parcifal se fazia necessária, porque queriam fazer conosco o mesmo que fizeram com o ex-senador Mário Couto, cuja candidatura ao Senado foi boicotada pelos Barbalho, segundo ele mesmo disse em suas entrevistas, depois de ter sido sacado da chapa”.

Neil é membro da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura danos ambientais na bacia hidrográfica do rio Pará, na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa). Além dele, integram a comissão os deputados Celso Sabino, Carlos Bordalo, Miro Sanova, José Scaff, Jaques Neves e Renato Ogawa. Inclusive estiveram em Barcarena acompanhando a situação a entrega dos resultados dos exames realizados nos fios de cabelo de 90 moradores de 14 comunidades de Barcarena.

Viaturas para municípios

 

Neil tem uma intensa atividade parlamentar e atua em parceria com os municípios da Região Metropolitana de Belém (RMB) e outros.  Ainda no fim de maio entregou novas motocicletas para as Guardas Municipais de Ananindeua, Santa Luzia do Pará, Benevides, Igarapé-Miri, Tailândia, Almeirim, Marituba e Santa Izabel do Pará, fruto de emendas parlamentares de sua autoria.

“Fortalecendo as Guardas, podemos empregar os policiais militares nas rondas ostensivas preventivas”, afirma o deputado. O parlamentar lembra que “só para a segurança pública, em menos de três anos e meio, foram destinados mais de R$  4 milhões para aquisições de materiais, compras e substituições de viaturas, reformas de quartéis e delegacias, aquisições de armas, coletes e munições para melhor aparelhar os agentes de segurança pública”. Com essa atuação, Cel, Neil acredita que poderá dar um bom apoio eleitoralmente a Márcio Miranda, que é capitão reformado da PM.

 

Eleições 2018 Pará

Cármen Lúcia exalta Ficha Limpa

Publicado

em

Por Felipe Pontes/ Agência Brasil 

“A Lei da Ficha Limpa é de iniciativa popular, foi o conjunto de cidadãos que levou ao Congresso Nacional aquilo que lhe parecia próprio, uma lei considerada pela ONU [Organização das Nações Unidas] uma das melhores leis que existem, uma das três melhores do mundo”, ressaltou.

A declaração foi dada na abertura de um seminário sobre os desafios da democracia e das eleições, em uma universidade particular de Brasília, do qual também participaram o ministro Marco Aurélio Mello, do STF, e o ministro Tarcísio Vieira, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Governos legítimos

Em sua fala, Cármen Lúcia fez também uma defesa de governos que foram escolhidos em eleições diretas, mas que têm ou tiveram sua legitimidade contestada recentemente pela sociedade.

“Eu escuto agora falar que, no plano nacional e no plano estadual, o governo tal não tem legitimidade. Tem sim. Se foi eleito segundo as normas constitucionais e eleitorais, a pessoa que foi levada por nós, cidadãos, nós, eleitores, com a responsabilidade que temos com nosso país, é claro que nós temos uma legitimidade”, disse.

Continue lendo

Eleições 2018 Pará

Márcio Miranda: os Barbalho têm medo e querem ganhar com sujeira

Publicado

em

O presidente da Assembléia Legislativa do Pará, Márcio Miranda (DEM), candidato ao governo do Estado, num post em sua página oficial no Facebook, acusa diretamente a família Barbalho de querer ganhar a eleição para governador no “tapetão”.  Pede que os eleitores paraense comparem a sua história com a história de seus adversários e decidam quem é melhor para o Pará.

Márcio Miranda se diz vítima  uma falsa denúncia, formulada pelos veículos de comunicação dos Barbalho, tendo como carro chefe o jornal “Diário do Pará”, relativamente à sua ida para a reserva remunerada da Polícia Militar, quando ainda não teria tempo para tal.

“É um absurdo essa acusação da família Barbalho contra mim.

Eles colocam na manchete deste domingo do “Diário do Pará” que me aposentei com seis anos de serviço. É o velho diário da mentira. Eu não sabia antes que eu incomodava tanto a família Barbalho. Fui médico do interior, deputado estadual…Agora eu estou compreendendo que isto é fruto do medo. Ou eles estão com muito medo de mim ou eles têm pesquisa como eu do meu crescimento”.

Para Márcio Miranda, seus adversário estão com com medo do resultado da eleição porque sabem que o povo cansou da velha prática política de agressão, na tentativa de jogar todo mundo na lama, para ficar todo mundo igual. Quero deixar claro que não sou igual a eles. Nesse modelo deles, eles tentam levar para o mesmo campo deles todos que se opõem a eles. Não irei nessa direção, mas tenho que defendeu a minha família, a minha dignidade, a minha honra e dar uma satisfação aos meus amigos e a milhares de pessoas que têm aderido a mim”.

Márcio Miranda considera que as acusações pelo jornal que lhes são feitas pelos Barbalho é sinal do desespero da família que quer fazer governador, senador, deputados federal. Quer eleger a família toda e aí,  um medico do interior, aparece ganhando musculatura…Eles não estão sabendo lidar com isso. Eu quero que os eleitores vejam a vida deles e comparem com a minha”;

 

Continue lendo

Eleições 2018 Pará

Helder Barbalho tenta desqualificar pesquisa

Publicado

em

Por Diógenes Brandão/ Falas das Pólis
 
A busca por informações sobre a posição dos candidatos que disputam a preferência do eleitor paraense tem  causado muita especulação  sobre o quadro atual da política paraense, a posição em que se encontra cada candidato na disputa para uas duas vagas no Senado e, principalmente, a vaga de governador. Em uma postagem que circulou no início da semana, o jornalista e blogueiro Hiroshi Bogea publicou que  “Helder Barbalho tenta desqualificar pesquisa Doxa”.  Segue o texto da sua publicação:
“Em reunião ocorrida em Belém nos momentos que antecederam a realização das convenções partidárias, no último final de semana, o candidato ao governo Helder Barbalho recebeu das mãos do advogado Jarbas Vasconcelos (PV) resultado de uma pesquisa por este encomendada, feita ela Doxa.  
 
Ao ver os números que provavelmente não lhe seriam favoráveis, Barbalho disse ao presentes à reunião que a pesquisa não batia com a realidade.  
 
E passou a fazer críticas às pesquisas da Doxa, insinuando que o instituto do cientista político Dornélio Silva não refletia trabalhos de confiança.  
 
Rapidamente, alguns políticos sentados à sala reagiram, entre eles, a ex-governadora Ana Júlia, candidata a deputada federal pelo PCdoB, e o próprio Jarbas Vasconcelos, candidato ao Senado pelo PV.  
 
O ex-presidente da OAB-Pará pediu a Helder que não criticasse a empresa de Dornélio.  
 
Jarbas disse que conhece Dornélio de muitos anos,” chegamos a estudar juntos”, depositando total confiança no trabalho da Doxa.  Na mesma direção, reagiu Ana Júlia.  – “Não, Helder. Não é assim. A Doxa tem credibilidade, basta verificar  os resultados das pesquisas realizadas nas duas últimas eleições. Os números foram fieis aos resultados das urnas”.  
 
Na sala, havia pelo menos umas doze pessoas, incluindo Helder Barbalho.  
 
A reação nervosa de Barbalho, segundo palavras de um dos políticos que presenciaram o fato, deve ter sido alimentada, “provavelmente, pelos números da pesquisa, que mostraram sensível alteração no humor do eleitorado em relação às pesquisas realizadas até dois meses atrás”.
Logo depois Informação da divulgação destes diálogos, a caixa de comentários do blog de Hiroshi foi bombardeada de mensagens e ele as trouxe à luz do dia, publicando-as na linha do tempo do seu blog em outra postagem intitulada Post sobre desqualificação de pesquisa Doxa continua repercutindo.
 
Informação aqui divulgada sobre a reação do candidato ao governo do Pará Helder Barbalho ao resultado de uma pesquisa, realizada no Estado pelo Instituto Doxa, gerou discussões nas redes sociais e manifestações na caixa de comentários do blog.  
 
Numa delas, o jornalista José  Maria Piteira, assessor do candidato ao Senado Jarbas Vasconcelos, afirmou que a nota era invencionice do blogueiro.  
 
Certamente desconhecedor do respeito que o blog tem pelos seus leitores, e do cuidado em buscar a autenticidade das informações, Piteira foi logo, afobadamente, baixando o ´trezoitão´ na tentativa de desqualificar o post.  
 
A reunião alvo do texto ocorreu na residência do advogado Jarbas Vasconcelos, fato que o jornalista tentou esconder ao fazer o comentário publicado no blog, induzindo à leitura de que o resultado da pesquisa não teria sido mostrado aos participantes do encontro, já que a mesma seria exclusivamente de “consumo interno”.  
 
A pesquisa foi apresentada a Barbalho e, prontamente, seu resultado criticado pelo candidato emedebista.  
 
A fonte geradora da informação, sentada numa das cadeiras da sala residencial de Vasconcelos, pode ter se confundido em algumas palavras ouvidas, ao repassar o fato ao blogueiro, mas preservou o conteúdo principal da discussão, exatamente aquilo que nos interessa: houve uma discordância de Barbalho com os números Doxa.  
ANA JÚLIA EXPLICA
A ex-governadora Ana Júlia, candidata a deputada federal, enviou mensagem ao blog pelo whatsapp, confirmando sua presença na reunião, mas assegura que não disse exatamente as palavras aspadas no post.  
 
“Só disse que eu conhecia o Dornélio há muitos anos, eu e Jarbas militamos juntos, mas não fiz referências ao resultado de outras pesquisas”.  
 
Fica registrada a retificação da ex-governadora.  
 
Como também fica ratificado o conteúdo do post, e seus desdobramentos.  
 
Abaixo, print da mensagem de Ana Júlia enviada ao blogueiro.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaques