Conecte-se Conosco

POLÍCIA

Corpo de jovem é encontrado boiando às margens da Baía do Guajará, próximo ao Ver-o-Peso, em Belém

Corpo de jovem encontrado boiando próximo ao Ver-o-Peso, em Belém. — Foto: Reprodução/ TV Liberal Fonte: G1

Publicado

em

Segundo o Ciop, a vítima estava com um ferimento na cabeça. O irmão da jovem fez o reconhecimento do corpo no local do ocorrido.

O corpo de uma jovem foi encontrado na tarde desta sexta-feira (6) às margens da Baía do Guajará, próximo ao Ver-o-Peso, em Belém. De acordo com o Corpo de Bomebiros a vítima foi identificada como Adriani de Lima Pantoja, de 21 anos.

De acordo com o Centro Integrado de Operações (Ciop), a vítima foi encontrada com uma ferida na cabeça. Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) foi acionada para realizar a remoção do corpo. A polícia está investigando o caso.

POLÍCIA

Motorista de pick-up arrasta motocicleta após colisão e confusão no trânsito em Fortaleza

Publicado

em

Motorita de pick-up passa sobre motocicleta e arrasta veículo por vários metros após confusão de trânsito — Foto: Reprodução Fonte: G1

Dono de motocicleta registrou boletim de ocorrência, e Polícia Civil investiga o caso.

O motorista de uma Hilux arrastou uma motocicleta que estava sob a pick-up após uma colisão na Avenida Beira Mar, em Fortaleza, neste sábado (18). A reação do condutor da caminhonete foi filmada por populares.

A atitude surpreendeu quem viu a cena. Uma das testemunhas chegou a gritar “Meu Deus, ele bateu ali na frente”, se referindo ao condutor do carro ter colidido contra outro veículo, poucos metros adiante. De acordo com a Polícia Civil, foi registrado um Boletim de Ocorrência por dano, no 2º Distrito Policial.

Motorista passa sobre moto e arrasta veículo na Beira Mar de Fortaleza
Motorista passa sobre moto e arrasta veículo na Beira Mar de Fortaleza

A polícia informou que a “vítima teve a motocicleta danificada após uma discussão com o condutor do automóvel”. O proprietário da motocicleta, Nuan Nobre, utilizava a moto como ferramenta de trabalho. Nuan diz ter adquirido o meio de transporte há menos de um ano e relata todo o ocorrido.

“Eu estava no trânsito, na Beira Mar, em um engarrafamento e não tinha como passar entre os carros. Parei minha moto na frente do carro e ele encostou na minha traseira. Eu disse: ‘Você bateu na minha moto’, e ele botou o corpo pra fora do carro dizendo: ‘Você está atrapalhando o trânsito'”, afirma o motociclista.

“Nisso, ele botou o carro para frente e bateu na minha moto, travando, não dava para ir nem para frente nem para trás. Eu desci, ele subiu o vidro. Nesse momento, ele acelerou, derrubou minha moto e ficou debaixo do carro. Foi quando abri a porta do carro e pedi a ele pra descer. Ele disse que não ia descer e arrastou”, completa.

Conforme Nuan, quando ele viu a moto sendo arrastada, não teve reação: “Uma moça me deu carona e vi ele entrando em um condomínio. Liguei para a polícia. Se ele fez isso com a moto, poderia ter feito comigo em cima dela. Minha moto é para trabalho”, acrescentou.

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania de Fortaleza (AMC) informou que, ao chegar à Beira Mar, não havia mais nada no local e não foi notificada sobre o caso. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o caso segue sendo apurado pelo 2º DP.

Continue lendo

POLÍCIA

Corpo de mulher que morreu ao tentar fugir de assalto no Rio pulando de ônibus é enterrado

Publicado

em

Vítima que pulou de ônibus em movimento durante assalto é enterrada no Rio Fonte: G1 Foto: Reproducao

Tânia da Conceição Mota, de 62 anos, saltou do veículo em movimento para escapar dos bandidos, mas bateu com a cabeça no meio-fio e teve traumatismo craniano.

O corpo da costureira que morreu após pular de um ônibus em movimento para tentar escapar de um assalto foi enterrado neste domingo (19) no Cemitério de Inhaúma, na Zona Norte do Rio. Tânia da Conceição Mota, de 62 anos, segundo conhecidos, tinha um sorriso largo e um grande amor pela vida.

Parentes e amigos acompanharam o velório de Tânia — Foto: Lívia Torres/TV Globo

A mulher morava no Jacarezinho, comunidade na Zona Norte, e trabalhava na Cidade do Samba como costureira da escola de samba Unidos da Tijuca. Ela deixa dois filhos e uma neta.

Tânia costumava ir e voltar do trabalho de trem, mas decidiu mudar o caminho e pegou um ônibus da linha 298, que liga Acari ao Castelo, para fazer compras no Mercadão de Madureira. Na altura do Morro do Urubu, bandidos entraram no ônibus e anunciaram o assalto. O caso aconteceu na sexta-feira (17).

Emocionados, amigos e parentes se despedem de Tânia — Foto: Reprodução TV Globo

Tentando fugir, Tânia pulou com o veículo em movimento e acabou batendo com a cabeça no meio-fio, ocasionando um traumatismo craniano. Ela ainda foi levada ao Hospital Salgado Filho, no Méier, mas já chegou morta na unidade de saúde. Outras quatro pessoas também se machucaram, mas sem gravidade.

A Polícia Civil está com as imagens do circuito interno para tentar identificar os assaltantes e investiga se as vítimas foram obrigadas pelos bandidos a pularem do ônibus em movimento, ou se fizeram isso por desespero.

Continue lendo

POLÍCIA

Quadrilha roubava remédios de dentro de hospital público e revendia a outros órgãos públicos

Publicado

em

Quadrilha roubava remédios de dentro de hospital e revendia a outros órgãos públicos Fonte: Globo Foto: Reproducao

Entre os medicamentos, remédios de uso controlado, uso contínuo, antibióticos e até para tratamento de câncer.

Foi em uma casa de Nilópolis, na Baixada Fluminense, que a polícia descobriu um esquema criminoso de distribuição de remédios. No material apreendido, medicamentos roubados e material cirúrgico.

Entre os medicamentos, remédios de uso controlado, uso contínuo, antibióticos e até para tratamento de câncer, incluindo medicamentos caros. Em um dos cômodos, a polícia chegou a encontrar medicamentos vencidos.

A quadrilha tirava a identificação dos lotes dos medicamentos, dos produtos roubados, para dificultar a fiscalização e facilitar a revenda. Segundo a Polícia Civil, as planilhas apreendidas indicam que a quadrilha tinha mais de quatro mil clientes.

Na casa de Nilópolis funcionavam cinco das 19 empresas envolvidas no esquema, a maioria em nome de laranjas. Para parecerem sérias, as empresas da quadrilha tinham alvará de licença e até uma farmacêutica contratada — que se diz inocente, mas está sendo investigada.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital