Conecte-se Conosco

ECONOMIA

Crise sem fim: prejuízo da operadora Oi chega a R$ 5,7 bilhões

Publicado

em

A nada favorável situação da operadora brasileira Oi está ainda mais complicada do que se imaginava. Com atraso de alguns meses, a empresa divulgou nesta segunda-feira (2) que o prejuízo da companhia aumentou no terceiro trimestre de 2019 e chegou a R$ 5,78 bilhões.

Esse valor é 330% maior do que o prejuízo do mesmo período do ano passado, que já era um valor alto: R$ 1,3 bilhão. E, ao mesmo tempo em que a dívida aumenta, o faturamento caiu. Segundo o mesmo relatório, a receita líquida da empresa foi para R$ 5 bilhões, uma queda de 8,8% em relação a 2018 e 1,8% em relação ao segundo trimestre de 2019.

Além disso, a dívida líquida da companhia também aumentou: 34,1%, atingindo R$ 14,7 bilhões. Em relação aos negócios, as notícias também não são muito positivas. Os clientes de telefonia fixa, banda larga, TV paga em residências e clientes pré-pagos caíram neste trimestre. O setor mais valorizado foi o de investimentos em fibra, mas um aumento na quantidade de clientes pós-pagos também foi registrado.

Nada fácil

A Oi está em recuperação judicial desde 2016, quando entrou com o pedido para evitar a falência. Atualmente, a empresa está em negociações iniciais para vender a divisão de telefonia móvel. Uma das maiores interessadas é a Telefônica, dona da concorrente Vivo.

Continue lendo
Clique para comentar

ECONOMIA

Magazine Luiza está disposta a sacrificar margens para acelerar vendas

Publicado

em

A empresa teve margem líquida ajustada de 2,8% no terceiro trimestre, inferior aos 3,3% de um ano atrás (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker) Fonte/ moneytimes

Magazine Luiza (MGLU3) está disposta a abrir mão de sua margem para entregar um crescimento exponencial nas vendas, disse o presidente-executivo da rede de varejo, nesta sexta-feira

“Se precisarmos fazer ‘trade off’ das margens, nós vamos… Eu pensei que este trade off seria até maior, mas conseguimos segurar bastante e manter o nível de rentabilidade”, disse o presidente-executivo, Frederico Trajano, em um encontro com investidores e analistas em São Paulo.

A empresa teve margem líquida ajustada de 2,8% no terceiro trimestre, inferior aos 3,3% de um ano atrás.

Nesse contexto, a aquisição da Netshoes adicionou 6 milhões de clientes à base e cerca de 1.000 vendedores, acrescentou Trajano.

O processo de integração com a Netshoes deve começar em janeiro, segundo o diretor executivo comércio eletrônico do Magazine Luiza, Eduardo Benjamin Galanternick. “Envolveu 40 grupos de trabalho analisando mais de 380 processos de melhoria tanto na Netshoes quanto na Magalu”, disse ele.

A logística é outra prioridade para a varejista, que pretende estender os serviços de armazenagem e entrega para vendedores do marketplace em 2020, disse Decio Sonohara, diretor executivo de logística.

Atualmente, o Magazine Luiza entrega 66% de todas as vendas próprias em até 48 horas, utilizando principalmente sua própria frota.

Continue lendo

ECONOMIA

18 dicas para economizar energia em casa

Publicado

em

Veja como a decoração econômica pode ajudar você a reduzir os gastos mensais e a deixar seu lar mais belo e saudável

De uma certa forma, as contas de energia cada vez mais altas estão quase fazendo um favor à natureza. Combinadas com a preservação dos recursos ambientais, uma tendência cada vez mais forte cresce em todo o mundo: a decoração econômica.

Se economizar energia tornou-se imperativo no mundo moderno, a criatividade na decoração busca respostas cada vez mais sustentáveis e saudáveis, que beneficiam o bolso e o bem-estar. Quer saber como economizar energia em casa? Reunimos 18 dicas muito legais e eficientes para deixar o seu lar mais bonito e ao mesmo tempo gastar menos energia.

1 – Invista nas lâmpadas certas

Esse é um verdadeiro investimento que vale a pena para economizar energia em casa: trocar as lâmpadas eletrônicas pelas de LED.

Para se ter uma ideia, as lâmpadas de LED, que começaram a aparecer por aqui em 2009, não têm sua vida reduzida ao serem ligadas e desligadas constantemente e são duas vezes mais econômicas que as eletrônicas e seis vezes mais que as incandescentes.

Também podem ser encontradas em diversas cores, entre elas a branca e a branca morna, ideal para a iluminação indireta.

2 – Use cores claras

Usar cores claras nas paredes e no teto ajuda a refletir a luz natural que entra pelas janela. Assim os ambientes permanecem mais claros por mais tempo, ajudando a gastar menos energia. Se gostar de cores quentes, eleja apenas uma parede para isso.

3 – Invista na iluminação natural

Na hora de construir ou reformar, invista na iluminação natural colocando mais janelas e claraboias pela casa. Este tipo de decoração econômica reduz o consumo de iluminação artificial e ar condicionado, e também é muito mais saudável.

4 – Use fotocélulas no exterior e em varandas

As células fotoelétricas acendem apenas à noite, quando a sombra as alcança, por isso ajudam a economizar energia em casa. São perfeitas para varandas e exterior. No jardim, outra boa pedida são as luminárias solares, que armazenam a energia do sol durante o dia e acendem à noite sem gastar nada de energia elétrica artificial.

5 – Evite deixar aparelhos eletrônicos em stand by

Mesmo desligados, o aparelhos eletrônicos em stand by podem representar um gasto elétrico de até 12%.

6 – Racionalize o uso do ferro elétrico, chuveiro e da máquina de lavar

Evite usar esses aparelhos, considerados de alto consumo, nos horários de pico. O consumo é maior e eles acabam puxando ainda mais, fazendo o reloginho andar mais depressa. O chuveiro elétrico gasta mais entre 18h e 21h, quando a maioria das pessoas chega do trabalho.

7 – Regule a temperatura da geladeira de acordo com a estação

Use o termostato da geladeira de acordo com a temperatura ambiente. No inverno, ao contrário do verão, ele não precisa ficar no máximo, ajudando a economizar energia.

8 – Evite deixar fogão e geladeira muito próximos

Quando estão muito próximos, fogão e geladeira podem interferir um no consumo de energia do outro por causa da diferença de temperaturas.

9 – Tire os aparelhos da tomada no final do expediente

Se você trabalha em casa ou usa algum cômodo com mais frequência, tire os aparelhos da tomada se só usá-los novamente no dia seguinte.

10 – Use dimmers para controlar a intensidade da luz

Controlar a intensidade da luz artificial não só deixa o ambiente mais gostoso, como ajuda a economizar energia. Nem sempre é necessário utilizar 100% da capacidade da lâmpada. É o caso de halls, lavabos e lugares em que não há muito movimento.

11 – Instale um sistema de aquecimento solar

Hoje há kits de todos os tamanhos. Se você instalar um apenas para o aquecimento da água do banho, por exemplo, você já estará gastando muito menos energia no dia a dia. O investimento compensa.

12 – Use panos de vidro nas paredes

Esse recurso, extremamente bonito e funcional, pode ajudar bastante a economizar energia em casa. E nem é preciso fazer uma reforma tão grande assim: você pode colocar panos de vidro em cima das portas, em parte do corredor ou até abaixo das janelas.

Basta abrir pequenos vãos na alvenaria. Outra dica é usar telhas de vidro no telhado das varandas ou onde não houver laje nem forro.

13 – Invista nos espelhos

O uso de espelhos na decoração econômica ajuda a ampliar os ambientes pequenos e a refletir a luz natural que entra por portas e janelas.

14 – Verifique a borracha de vedação da geladeira

Borrachas em mal estado de conservação fazem a geladeira ligar o motor mais vezes para manter a temperatura. Mantê-las sempre novas ajuda a conservar melhor os ambientes e a gastar menos energia.

15 – Não forre as prateleiras da geladeira

Aqueles forrinhos nas prateleiras podem até ser bonitinhos para alguns, mas prejudicam a circulação do ar frio. A geladeira também trabalhará mais, puxando mais energia, para compensar.

16 – Faça limpeza periódica nos lustres

Manter lustres bem limpos, livres de poeira e de insetos faz com que a luminosidade das lâmpadas seja melhor aproveitada.

17 – Instale temporizadores

Nos lugares da casa onde as pessoas passam apenas ocasionalmente, outra boa saída é colocar temporizadores de movimento.

18 – Mantenha os filtros dos aparelhos de ar-condicionado bem higienizados

O filtro sujo também faz com que o temporizador do ar-condicionado seja acionado mais vezes para manter a temperatura. Filtros bem higienizados e limpos também significam economia de energia em casa.

Agora que você já sabe como a decoração econômica pode ajudar sua casa e seu bolso, adote essas medidas e ajude o meio ambiente.

A Imóvel Web há 18 anos busca as melhores soluções no mercado imobiliário. Converse com nossos corretores de plantão e descubra as melhores opções para o seu perfil.

Continue lendo

ECONOMIA

Agência eleva perspectiva de crédito da Petrobras

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Pleno News

Agência americana elevou a nota de risco de crédito da PetrobrasNotícias positivas na economia têm sido frequentes no primeiro ano de governo do presidente Jair Bolsonaro. Corte nos juros, sucessivos resultados de alta em diversos setores econômicos como a indústria, comércio, serviços, redução da inflação e alta do PIB. E o bom momento trouxe boas notícias no fim desta semana também para uma das maiores empresas do país, a Petrobras.

O motivo é que a agência de classificação de risco norte-americana Standard & Poor’s (S&P) elevou nesta quinta-feira (12), a perspectiva de nota de crédito global da empresa de estável para positiva e manteve o nível de risco (rating) da dívida corporativa em BB-. A medida indica que a empresa teve evolução financeira e que teve o risco de inadimplência com os investidores reduzido. As informações foram divulgadas pela Agência Brasil.

Na quarta-feira (11), a S&P já havia revisado a perspectiva de nota de crédito global do Brasil para positivo, e também destacou que o país possui potencial para aumentar a classificação nos próximos dois anos, caso as medidas econômicas que estão sendo implementadas pelo governo Jair Bolsonaro consigam manter o progresso na agenda fiscal, redução do déficit e uma estabilização da dinâmica de endividamento do país.

E o resultado positivo do país impactou não só na avaliação da Petrobras, a S&P alterou de estável para positiva a perspectiva dos ratings de todas as entidades corporativas e de infraestrutura cujos níveis são ligadas de forma direta ou indireta à classificação soberana (nacional), incluindo companhias controladas pelo governo, como a própria petrolífera.

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital