Conecte-se Conosco

Sem categoria

Depois de consagrar Marcio Miranda, eleitores do Sul e Sudeste do Pará ignoram Helder Barbalho

Publicado

em

 

Uma semana depois que o seu mais forte concorrente na disputa pelo governo do Pará, Márcio Miranda (DEM), teve uma recepção consagradora no Sul e Sudeste do Pará, ao visitar 12 municípios, o  candidato  do MDB, Helder Barbalho, passou por sensação oposta, ao tentar cumprir agenda semelhante à deu adversário nas mesmas regiões.  desde sexta.  Não, Helder Barbalho não foi vaiado, hostilizado, nada disso… Foi, simplesmente ignorado; Ele e a sua comitiva, que era mais numerosa que o público local que o aguardava. Para um político, nada é pior que a indiferença popular, principalmente às vésperar de uma eleição, como agora. E, sobretudo, depois do êxito estrondoso do concorrente nas mesma paragens.

Em São Felix do Xingu, uma “gigantesca” carreata,  com aproximadamente  vinte carros e discurso para menos de quarenta pessoas, deram a dimensão do apoio que o ex-ministro da Integração Nacional de Michel Temer tem no Sul do Pará. Em Tucumã.  terra do prefeito Adelar (MDB) mais um fracasso foi registrado. Se o candidato tivesse ouvido alguns conselheiros, teria voltado pra Belém, sem mais delongas. Uma dor de barriga poderia ser alegada. Mas ele ainda segui para  Xinguara e a anunciada  carreata  foi novo fracasso. Helder Barbalho saiu decepcionado da cidade e cabeças da coordenação da campanha podem rolar, porque o vexame foi retumbante. Nunca nenhum candidato, nem mesmo o último colocado nas pesquisas de intenção de votos, passou por tamanho constrangimento. Mas tudo tem uma explicação. Comenta-se que o Sul e o Sudeste estão dando resposta a Helder Barbalho, pois ele teria, dias atrás,  chamado o povo das duas regiões  de forasteiros e invasores do Pará, além de que tem se mostrado sempre contrário à criação do Estado de Carajás, principal anseio das populações daquela região do Pará. E, para piorar a situação do candidato do MDB, o governo do Estado passou a investir mais efetivamente na infraestrutura local.

A indiferença ao candidato do MDB não é um fato localizado nas cidades que ele visitou antes, porque se repetiu na tarde deeste domingo, em Novo Repartimento,  cidade administrada pelo MDB:  outro fracasso com a carreata e com comício. Em Redenção a agenda  mudou de local, passando de um espaço amplo para uma rua estreita, para dar a ilusão de casa cheia.

Muito observadores acreditam que se Helder Barbalho  continuar assim, Márcio Miranda pode chegar na frente no 1º turno e se cacifar para ganhar com folga o 2º turno, quando todas as forças devem se unir contra o MDB, não só por ter apoiado o golpe contra a presidente Dilma Rousseff como por ter feito, com Temer na presidência, reformas que prejudicaram muito os trabalhadores, como a da Previdência

 

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual