Conecte-se Conosco

MARAJÓ

Detentos são transferidos após interdição parcial do presídio de Breves, no Marajó

Fonte/Foto: Portal Marajo

Publicado

em

A Polícia Civil fez uma operação para transferir presos no Marajó. A ação, concluída na quinta-feira (31), visa diminuir o transtorno que as unidades do Marajó Ocidental vêm enfrentado por conta da interdição parcial do presídio de Breves, o que ocasiona a superlotação e permanência por longo período de presos nas delegacias.

A operação iniciou na terça-feira (29), com a vinda da embarcação “André Luiz” para o município de Portel, tendo como destino a cidade de Breves e posteriormente Belém e ocorreu nas unidades policiais da Regional do Marajó ocidental. Na operação foi empregada cerca de 20 policiais, dentre estes, civis e militares, além da equipe da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), que ficou responsável pela recepção dos presos em Belém.

A ação foi coordenada pela Diretoria de Polícia do Interior (DPI), sob comando do titular da (DPI), delegado José Humberto Melo Junior. A ação foi realizada pela equipe policial da Seccional de Marabá, sob comando do delegado Thiago Carneiro, juntamente com a Superintendência Regional do Sudeste do Pará, sob comando da delegada Vanessa Macedo e contou com o apoio da Policia Militar.


Segundo a delegada Vanessa Macedo titular da Superintendência Regional do Marajó Ocidental, no mesmo dia foi encaminhado uma equipe de policiais de breves para viabilizar a escolta aos presos. Já no início da manhã de quarta-feira (30), foram embarcados 15 presos e uma mulher que estavam custodiados na Delegacia de Portel, ao mesmo tempo, uma equipe de policiais civis e militares do município de Gurupa trouxeram 05 presos da delegacia daquele município em uma lancha, tendo como finalidade a cidade de Breves e, assim, embarcarem na embarcação “André Luiz” e posteriormente seguirem para Belém, explica.

“Chegando ao local a embarcação teve que aguardar a chegada dos presos de Gurupá, pois a primeira lancha que seria utilizada na escolta apresentou problemas mecânicos e necessitou ser trocada. As 15 horas foi possível a saída da embarcação André Luiz, contendo os 20 presos. O comboio ainda fez parada no município de Curralinho, para fins de viabilizar a escolta de mais um preso” enfatiza.
Conta a delegada, que foi necessário que a embarcação aguardasse, para que a maresia da “Baía do Marajó” acalmasse, para preservar a segurança dos presos e policiais, motivo pelo qual a chegada em Belém ocorreu aproximadamente as 6 horas de quinta-feira (31), onde a equipe da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), já estava de prontidão para fazer a distribuição dos presos por diversas casas penais, contando com o apoio de um ônibus, finaliza.

MARAJÓ

Sala de escola marajoara alaga e assessor diz que foi sabotagem

Publicado

em

Uma das salas da escola municipal Padre José de Anchieta, em São Sebastião da Boa Vista (arquipélago do Marajó), alagou neste final de semana. Foi por conta de uma forte chuva. A água passou pelo forro, estragando alguns móveis e materiais. A extensão total dos danos ainda não foi confirmada. Um professor fez um vídeo, mostrando o resultado da chuva, e publicou nas redes sociais digitais. Um assessor especial da prefeitura acusou o mesmo professor de provocar os estragos.

No vídeo, o professor Paulo Rodrigues mostra a sala, as cadeiras, carteiras e o teto. E lembra que a escola passou por uma reforma, no ano passado. Apesar de ele mencionar o valor de R$ 400 mil, o orçamento foi de cerca de R$ 320 mil. Essa reforma foi exigida, em ação civil pública, pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA). Foi ajuizada em maio de 2019. A Promotoria de Justiça de São Sebastião da Boa Vista considerou que havia risco à segurança dos estudantes e trabalhadores da unidade.

https://www.facebook.com/watch/?v=2795935803805794
Continue lendo

MARAJÓ

Vereador Nilson Moura (PSD), de Bagre, no Marajó, é baleado em atentado em Belém

Publicado

em

A Polícia Federal acompanha o caso. Vítima estava em um táxi na av. Fernando Guilhon, com a mulher e o filho.

Nilson Moura (PSD), vereador de Bagre, na ilha do Marajó, foi baleado em um atentado a tiros na tarde desta terça (14) no bairro do Jurunas, em Belém. A Polícia Federal acompanha o caso.

O vereador estava em um táxi na av. Fernando Guilhon, com a mulher e o filho. Dois homens se aproximaram e atiraram na direção dele. Ao menos três tiros atingiram a vítima. No carro, ficaram várias marcas de tiros.

Nilson foi socorrido e levado para um hospital particular em Belém. O estado dele é estável.

Segundo as investigações iniciais, o crime pode ter ligação com denúncias feitas pelo vereador que resultaram na operação Catfish, realizada em dezembro de 2019, em Bagre. A investigação apura desvio de dinheiro público entre os anos de 2009 e 2016 por pessoas ligadas à prefeitura do município.

Táxi que vereador iria entrar ficou com marcas dos tiros. — Foto: Reprodução / TV Liberal
Táxi que vereador iria entrar ficou com marcas dos tiros. — Foto: Reprodução / TV Liberal
Continue lendo

MARAJÓ

Idoso chora em reintegração de posse no Marajó

Publicado

em

A triste historia aconteceu na cidade de Breves durante a reintegração de posse de uma invasão, a IBEL, que fica no bairro cidade nova as margens do rio Parauaú.

Os reclamantes ganharam na justiça o direito a terra após uma grande briga judicial que se estende a mais de 3 anos. A reintegração foi para por que um advogado da prefeitura solicitou a pedido do prefeito de Breves uma mediação entre os donos da área e os moradores.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital