Conecte-se Conosco

ESPORTES

Diretoria do PSG inicia plano para recomeço de Neymar

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Estadão Conteúdo

Após os amistosos da seleção brasileira, Neymar se reapresentará ao Paris Saint-Germain e finalmente estreará na temporada pelo clube francês. A partida que marcará o reencontro do jogador com a torcida depois de um período atribulado durante a janela de transferências será no sábado, no Parque dos Príncipes, em casa, contra o Strasbourg, pela quinta rodada do Campeonato Francês.

A diretoria do PSG espera fazer desse jogo o passo inicial para um recomeço. O plano para recuperar Neymar e salvar os primeiros meses da temporada será dividido em três frentes. A mais complicada, inicialmente, será fazer com que os torcedores criem novamente empatia com o jogador.

Na abertura do Francês, diversas faixas foram estendidas nas arquibancadas criticando o brasileiro pelo fato de ter manifestado interesse em deixar o clube na janela de transferências. Os dirigentes procuraram duas organizadas para tentar selar a paz, mas não obtiveram garantias de que haveria uma trégua.

O segundo obstáculo dos dirigentes do PSG, que tem Leonardo como diretor de futebol, será o de controlar as declarações de Neymar pai. Mesmo com o encerramento da janela de transferências, ele continua lamentando o fato de o filho ter permanecido em Paris. No último final de semana, durante uma palestra em um evento em Edimburgo, na Escócia, ele voltou a manifestar frustração.

“Como agente, você se sente fraco quando não existe uma estrutura que permita sair e chegar. Não havia cláusula de rescisão de contrato, e isso tornava as coisas muito difíceis. Lutamos para encontrar um ponto de acordo. Demos o nosso melhor por ele”, afirmou.

A parte, teoricamente, mais simples e parece resolvida inicialmente segundo a imprensa francesa é a relação de Neymar com o elenco. Os principais líderes da equipe, como Mbappé, Thiago Silva e Cavani demonstraram satisfação pela permanência do brasileiro.

Neymar permanecerá pelo menos até o final do ano, no que será sua terceira temporada no PSG. Nas duas primeiras, ele sofreu com uma série de lesões que o impediram de liderar o Paris Saint-Germain na luta pelo título da Liga dos Campeões da Europa e justificar os 222 milhões de euros (R$ 997,25 milhões na cotação atual) pela sua contratação.

Com os planos frustrados de voltar ao futebol espanhol, ele agora terá mais uma oportunidade de fazer história no clube francês. Resta esperar se os últimos meses do ano serão uma contagem regressiva para o adeus na próxima janela de transferências ou se será o início de um recomeço na carreira atribulada do jogador.

Continue lendo
Clique para comentar

FUTEBOL

Santos empata com Inter e se distancia do primeiro lugar

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: *Folhapress

Internacional e Santos empataram na tarde deste domingo (13) por 0 a 0, no estádio do Beira-Rio, em jogo válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os torcedores dos dois times até gritaram gol, mas a arbitragem anulou, de forma correta, três bolas nas redes: uma do Santos e duas do Inter.

O empate não foi bom para nenhum dos dois times. Enquanto o Santos viu o Palmeiras roubar a vice-liderança e o Flamengo abrir ainda mais vantagem no primeiro lugar, o Internacional estendeu sua sequência para cinco jogos sem vitória e pode deixar o G-6 caso o Grêmio vença o Atlético-MG.

O próximo desafio do Internacional é diante do Avaí, no estádio da Ressacada, em Florianópolis, na próxima quinta-feira (17), às 19h15. O Santos recebe o Ceará, no mesmo dia e horário, na Vila Belmiro.

O Santos começou em cima do Internacional e chegou a abrir o placar logo aos dois minutos, após Tailson completar chute de Sasha, mas a arbitragem marcou corretamente o impedimento do atacante santista. O jogo ficou morno e os clubes não conseguiram levar mais perigo na primeira etapa.

Já no começo do segundo tempo, o cenário inverteu: Patrick bateu da entrada da área com desvio e faria o primeiro gol do jogo, mas a arbitragem novamente acertou ao marcar impedimento de Nico López no início da jogada. Aos 12 minutos, novo gol anulado por impedimento, no lançamento de Edenilson para Parede.

O Santos até começou bem a partida, muito ligado no jogo, mordendo em cima e forçando erros de saída de bola dos gaúchos. No entanto, o jogo esfriou e o Inter igualou as ações, que não foram muitas: nenhuma finalização certa no primeiro tempo. Após uma das melhores atuações na temporada, Sampaoli mudou a equipe, voltou a jogar com linha de três atrás e escalou Ferraz como autêntico volante, com liberdade para flutuar no meio. Não deu certo. Na segunda etapa, o Inter voltou melhor e teve dois gols anulados corretamente.

O técnico interino Ricardo Colbachini manteve o modelo utilizado por Odair Hellmann. Com Lindoso e quatro meio-campistas na linha à frente, a única troca de fato foi a utilização de Nico López como referência, e não pelos lados. Em campo, o Inter tratou de se defender. No primeiro tempo, pouco frequentou o ataque. A ideia era buscar a saída rápida com D’Alessandro como ligação entre meio e ataque. Na etapa final, o time gaúcho até marcou duas vezes, mas ambos os gols foram anulados.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 0 x 0 SANTOS
Data: 13/10/2019 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Juiz: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Luiz Cláudio Regazone (RJ)
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Renda: R$ 522.030,00
Público: 13.572 (11.363 pagantes)
Amarelos: Marinho, Sampaoli e Jean Mota; Cuesta, Colbachini

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Heitor, Roberto, Cuesta e Zeca; Rodrigo Lindoso (Bruno Silva), Patrick (Neilton), Edenilson, D’Alessandro e Nico López (Wellington Silva); Guilherme Parede. T.: Ricardo Colbachini

SANTOS
Everson; Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Luan Peres; Victor Ferraz (Jean Mota), Diego Pituca, Evandro e Jorge; Tailson (Alison), Marinho (Uribe) e Eduardo Sasha. T.: Jorge Sampaoli

Continue lendo

FUTEBOL

Vasco vence e se distancia do Z4

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: *Folhapress

Na cobrança de pênalti de Yago Pikachu, o Vasco venceu o Fortaleza por 1 a 0 e deu uma reagida na 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time de Vanderlei Luxemburgo assume a 12ª colocação no torneio, agora com 31 pontos.

Já o Fortaleza continua na luta contra o rebaixamento. Com a derrota, os comandados de Rogério Ceni agora estão em 15º, com 28 pontos, três a mais que o CSA, que abre o Z4.

Na quarta-feira (16), o Fortaleza recebe o líder Flamengo, enquanto o Vasco tem o clássico contra o Botafogo, em outro confronto direto entre times da parte de baixo da tabela.

Tanto o Vasco quanto Fortaleza pouco apresentaram no primeiro tempo, que chegou ao fim com apenas uma chance real de gol para cada lado. A melhor saiu apenas com 43 minutos, em uma boa arrancada de Talles Magno pelo lado direito, porém, Ribamar não conseguiu aproveitar a bola cruzada.

Os dois técnicos promoveram mudanças na volta para o segundo tempo. No Fortaleza, Adalberto entrou no lugar de Jackson. Já Luxemburgo tirou Andrey para colocar Fellipe Bastos e Ribamar para a entrada de Felipe Ferreira.

O camisa 10 deu um novo fôlego ao ataque vascaíno. Aos 12, Felipe sofreu uma falta na entrada da área e ele mesmo bateu a cobrança. A bola tinha destino no ângulo, mas Marcelo Boeck conseguiu defender.

O goleiro do Fortaleza ainda faria mais uma boa defesa poucos minutos depois, em uma finalização à queima-roupa de Rossi, mandando para escanteio. Na primeira tentativa, o Vasco chegou a reclamar de um toque de mão e pediu auxílio ao VAR, que foi recusado para mais um escanteio. Neste segundo houve um empurrão de Adalberto em Castan, resultando em pênalti para o Vasco.

Yago Pikachu foi o responsável pela cobrança da penalidade, mandando uma bola rasteira para o lado direito. Marcelo Boeck foi para o mesmo lado e até chegou perto da bola, mas não conseguiu evitar o gol.

Talles Magno, em sua última partida antes de se apresentar à Seleção Sub-17, também jogou bem. Após uma lambreta em Gabriel Dias, acabou levando um pé alto no peito. Por conta disso, o lateral do Fortaleza foi expulso, após receber o segundo cartão amarelo.

Ficha técnica
VASCO 1 x 0 FORTALEZA

Hora: 16h (de Brasília)
Estádio: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Juiz: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins e José Eduardo Calza (ambos do RS)
VAR: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Público e renda: 11.690 pagantes e R$ 442.325,00 de renda
Gol: Yago Pikachu (Vasco), aos 21 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Osvaldo, Adalberto, Gabriel Dias e Wellington Paulista (Fortaleza); Oswaldo Henríquez e Fellipe Bastos (Vasco)
Cartão vermelho: Gabriel Dias (Fortaleza)

VASCO
Fernando Miguel, Yago Pikachu, Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Henrique; Andrey (Fellipe Bastos), Richard e Marrony (Marcos Júnior); Rossi, Ribamar (Felipe Ferreira) e Talles Magno. T.: Vanderlei Luxemburgo

FORTALEZA
Marcelo Boeck, Gabriel Dias, Paulão, Jackson (Adalberto) e Carlinhos; Felipe, Juninho, Edinho (Matheus Alessandro) e Osvaldo; André Luís e Wellington Paulista. T.: Rogério Ceni

Continue lendo

FUTEBOL

Bruno Henrique marca duas vezes e o Flamengo vence

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: *Folhapress

Em um jogo disputado na Arena da Baixada, o Flamengo visitou neste domingo (13) o Athletico, e saiu festejando. Com dois gols de Bruno Henrique, o Fla venceu por 2 a 0 e voltou a abrir oito pontos para o Palmeiras.

Os cariocas abriram a contagem e conseguiram suportar a pressão dos donos da casa, que tiveram a maior parte das ações, mas não conseguiram sair da armadilha dos visitantes, que se armaram para defender e sair em velocidade quando a bola era retomada. No fim do jogo, Bruno Henrique liquidou a fatura.

Na próxima rodada, o Fla visita na quarta-feira (16) o Fortaleza, 20h, no Castelão. O Furacão, por sua vez, encara na quinta-feira (17) o Fluminense, 21h, no Maracanã.

Aos 18 do primeiro tempo, Lucas Silva caiu na área. O juiz marcou o pênalti, o árbitro de vídeo chamou, e a penalidade foi invalidada. Aos 44 minutos, Bruno Henrique abriu a contagem. Bruno Henrique marcou aos 45 minutos do segundo tempo e liquidou o jogo.

Contra uma equipe que também batalhou pela vitória, o Fla fez um duelo franco ante o rival e levou a melhor. A equipe conseguiu suportar a pressão e aproveitou as brechas para sair com velocidade. Quando esteve pressionado, o time se postou e manteve o desenho tático. Mesmo com a pressão contra, a equipe conseguiu suportá-la e manteve o resultado.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO X FLAMENGO

Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Horário: às 16h (de Brasília)
Juiz: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Éder Alexandre (SC)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Gols: Bruno Henrique, aos 44 minutos do primeiro tempo; Bruno Henrique, aos 45 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Everton Ribeiro, Renê, Jorge Jesus, Bruno Henrique (FLA); Citadini, Rony, Thiago Heleno (CAP)
Cartões vermelhos:

ATHLETICO
Léo; Madson, Leo Pereira, Thiago Heleno e Márcio Azevedo (Adriano); Wellington, Lucho González (Marco Rúben) e Léo Cittadini; Rony, Thonny Anderson e Marcelo Cirino. T.: Tiago Nunes

FLAMENGO
Diego Alves; Rafinha (João Lucas), Rhodolfo (Thuler), Pablo Marí e Renê; Willian Arão, Gerson, Lucas Silva (Piris da Motta) e Everton Ribeiro e Vitinho; Bruno Henrique. T.: Jorge Jesus

Continue lendo

Destaque

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital