Conecte-se Conosco

SAÚDE

Doença de Maria Zilda é principal causa de cegueira irreversível em idosos

Publicado

em


A atriz Maria Zilda Bethlem revelou em uma live no dia 13 de junho que sofre de uma doença degenerativa nos olhos e que já perdeu a visão no olho direito. Chamado de degeneração macular, o problema é principal causa de cegueira irreversível em indivíduos com mais de 60 anos.

“Eu tenho um negócio chamado degeneração da mácula. Não tem cura, não tem remédio, não tem cirurgia”, disse, no vídeo em que conversava com Lucélia Santos. “Eu tento evitar que os vasos sanguíneos atrás da retina arrebentem e sangrem. Se isso ocorre e eles cicatrizam na frente da retina gera a perda da visão, o que já aconteceu com meu olho direito”, disse a atriz, que tem 66 anos.

Segundo Jorge Rocha, membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, existem duas formas da doença. “A mais comum é a degeneração macular seca, ou atrófica, que corresponde a quase 80%, 85% dos casos”, diz. Neste caso ocorre a formação de manchas brancas (drusas) na retina. Elas vão se acumulando com o passar dos anos, causando a degeneração das camadas da retina e também provocam uma pequena cicatriz no fundo de olho.

Outro tipo é a degeneração macular úmida, na qual pequenos vasos sanguíneos começam a crescer sob a retina, invadindo a mácula. É o tipo citado pela atriz. “Eles podem provocar sangramento, gerando dano nas células neurais e formação de extensa cicatriz fibrótica subretiniana que bloqueia a visão central”, diz Marcos Ávila*, especialista do Conselho Brasileiro de Oftalmologia e professor titular de oftalmologia da UFG (Universidade Federal de Goiás).

Causas e prevenção

As causas exatas da doença ainda são uma incógnita. Uma das possibilidades é que seja provocada pela oxidação dos tecidos, resultante do envelhecimento, justamente o seu principal fator de risco —os demais são pele clara, tabagismo e dieta pouco nutritiva—, e da exposição à luz. Questões genéticas também interferem.

Para prevenir o problema ou ao menos retardar a sua evolução, é importante usar óculos escuros com proteção UVA e UVB, consultar o oftalmologista anualmente, especialmente após os 55 anos ou a partir dos 40, se os pais sofrerem de degeneração macular relacionada à idade, parar de fumar e ter um estilo de vida saudável.

A dieta também parece ter um papel da prevenção. Um estudo realizado pelo Instituto Westmead de Pesquisa Médica, na Austrália, aponta que flavonoides (compostos presentes em frutas e verduras com ação antioxidante) reduzem as chances de desenvolver a degeneração macular.

Diagnóstico e tratamento

Exames oftalmológicos, como de fundo de olho, tomografia de coerência óptica e mapeamento de retina são fundamentais para confirmar, classificar e monitorar a doença.

Quanto antes o tratamento for iniciado, maiores são as chances de salvar a visão. Geralmente ele é feito com o uso de antioxidantes e sais minerais e aplicação de medicamentos antigiogênicos diretamente nos olhos —entre seis e oito injeções no período de um ano.

Em alguns casos também pode ser necessária a utilização de laser. Vale destacar que essas ações podem ser realizadas separadamente ou combinadas, cabendo ao médico determinar o melhor protocolo.

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/aprovincia/public_html/wp-includes/functions.php on line 4556