Conecte-se Conosco

FUTEBOL

Duelo entre Pinheirense e Itupiranga abre a rodada da Segundinha

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Roma News

Hoje, 8, a Segunda Divisão do Campeonato Paraense começa uma nova fase. As quartas de final começam com o confronto entre Pinheirense e Itupiranga. Os dois times se enfrentam às 15h30, no estádio Jaime Pimentel, em Itupiranga.

O Pinheirense avançou para a fase de mata-mata após vencer o Vila Rica de virada. O time de Icoaraci tem como destaque o atacante Moisés, que foi revelado em 2010 pelo Paysandu e chegou a ser chamado de “Neymar do Norte”. Ele já marcou dois gols na Segundinha de 2019.

O Sport Club Itupiranga disputa pela primeira vez a Segunda Divisão do Parazão. Fundando no início do ano passado, tem um elenco formado na maioria por jogadores da base. Porém, o clube contratou alguns atletas que conhecem o torneio estadual. Porém, alguns possuem larga experiência em campeonatos estaduais: o zagueiro Charles, meia Caíque e os atacantes Vinícius e Tiago Mandí, o último é natural do município.

FUTEBOL

Santos joga para manter 100% e defesa invicta nos clássicos como mandante em 2019

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Estadão Conteúdo

O clássico contra o São Paulo, sábado, na Vila Belmiro, pode render ao Santos a classificação antecipada à edição de 2020 da Copa Libertadores e também alguns feitos raros e históricos ao time. Afinal, a equipe chega ao duelo com 100% de aproveitamento como mandante nos seus confrontos em casa nesta temporada contra os seus três principais rivais e também sem ter sido vazado.

São, até agora, quatro clássicos em casa neste ano. O Santos venceu todos eles, tendo superado o Corinthians duas vezes, ambas por 1 a 0. Nos outros dois, triunfos por 2 a 0, sobre São Paulo e Palmeiras. Assim, embora o empate seja suficiente para colocar o time na próxima Libertadores, ele interromperá a série de vitórias.

Essa força como mandante do Santos diante dos rivais em 2019 se iniciou no Pacaembu. Foi lá onde o time bateu o São Paulo por 2 a 0, em 27 de janeiro, e depois o Corinthians por 1 a 0, em 8 de abril, quando foi eliminado do Campeonato Paulista na disputa de pênaltis.

No Brasileirão, atendendo a um pedido do técnico do Jorge Sampaoli por mais jogos na Vila Belmiro, o Santos recebeu seus rivais na Baixada. E repetiu os triunfos, batendo o Corinthians, em 12 de junho, por 1 a 0, e o Palmeiras, em 9 de outubro, por 2 a 0.

Agora, então, será a vez de receber o São Paulo na Vila Belmiro, um rival que não vence um clássico como visitante há mais de mil dias – esse triunfo, aliás, foi exatamente sobre o Santos, em 15 de fevereiro de 2017, quando ganhou por 3 a 1, com Cueva marcando um dos gols da equipe do Morumbi naquele duelo.

A atual sequência de vitórias do Santos como mandante remonta a 2018, pois o time também ganhou o último clássico em casa, em 13 de outubro, quando fez 1 a 0 sobre o Corinthians. E não chega ao sexto jogo por “culpa” exatamente do São Paulo, que segurou o 0 a 0 na Vila Belmiro em 16 de setembro de 2018.

São, portanto, cinco triunfos seguidos como mandante diante dos rivais e seis jogos sem ser vazado em clássicos em casa, pois em 19 de julho de 2018 havia empatado por 1 a 1 com o Palmeiras no Pacaembu.

Confira a lista de clássicos do Santos como mandante em 2019:

27/01 – Santos 2 x 0 São Paulo – Pacaembu – Gols: Luiz Felipe e Derlis González

08/04 – Santos 1 x 0 Corinthians – Pacaembu – Gol: Gustavo Henrique

12/06 – Santos 1 x 0 Corinthians – Vila Belmiro – Gol: Eduardo Sasha

09/10 – Santos 2 x 0 Palmeiras – Vila Belmiro – Gols: Gustavo Henrique e Marinho

Continue lendo

FUTEBOL

Brasil encara a França para voltar à final do Mundial Sub-17 após 14 anos

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Estadão Conteúdo

Com 100% de aproveitamento até aqui no Mundial de Futebol Sub-17, a seleção brasileira enfrenta a França nesta quinta-feira, às 20 horas, no Estádio Bezerrão, no Gama (DF), com o objetivo de avançar à decisão da competição que está sendo realizada em solo nacional.

Três vezes campeão no torneio organizado pela Fifa nesta categoria, com os títulos obtidos em 1997, 1999 e 2003, o Brasil não vai à final desde 2005, quando foi superado por 3 a 0 pelo México na luta pelo título, no Peru.

Depois disso, em sete edições realizadas do Mundial Sub-17, que ocorre de dois em dois anos, a equipe nacional teve como melhores resultados o terceiro lugar em 2017 e a quarta colocação em 2011, sendo que não conseguiu se classificar sequer para as semifinais em 2007, 2009, 2013 e 2015.

Na sua atual campanha, a seleção goleou o Canadá por 4 a 1, bateu a Nova Zelândia por 3 a 0 e depois fechou a primeira fase do torneio derrotando a Angola por 2 a 0. Na sequência, a equipe comandada pelo técnico Guilherme Dalla Déa superou o Chile por 3 a 2 nas oitavas de final e eliminou a Itália com um triunfo por 2 a 0 nas quartas.

A França também ganhou as cinco partidas que fez em sua trajetória neste Mundial, no qual vem embalada por duas goleadas no mata-mata. Primeiro bateu a Austrália por 4 a 0 nas oitavas de final e depois arrasou a Espanha por 6 a 1 para garantir o direito de lutar por uma vaga na decisão.

E Guilherme Dalla Déa aposta que essa será a partida mais complicada neste Mundial para o Brasil, que anteriormente despachou a tradicional Itália. “Acredito que no Mundial, quando vai se afunilando, o nível vai aumentando. Dentro do ciclo que estou à frente (do time nacional), a gente enfrentou grandes seleções. É a mais difícil sim (essa diante dos franceses). Estamos bem preparados para fazer grande jogo”, afirmou o treinador.

Se derrotar os franceses nesta quinta-feira, o Brasil estará presente pela quinta vez na decisão de um Mundial Sub-17, pois o País também foi vice-campeão em 1995, quando caiu diante de Gana por 3 a 2, no Equador, onde disputou pela primeira ocasião o confronto que valeu o título da competição. Este evento é realizado desde 1985, quando a equipe nacional terminou na terceira posição, na China.

O maior campeão da história do Mundial Sub-17 é a Nigéria, que faturou a taça em 1985, 1993, 2007, 2013 e 2015, sendo que ainda ficou com o vice em 1987, 2001 e 2009. Com seus três troféus, o Brasil é o segundo maior vencedor do torneio, que tem Gana e México logo atrás, triunfando duas vezes cada.

O outro finalista do Mundial Sub-17 também será definido nesta quinta. No mesmo Estádio Bezerrão, o México enfrenta a Holanda às 16h30 (de Brasília).

Continue lendo

FUTEBOL

Tite testa opções nas laterais e no meio em últimos amistosos do ano

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Notícias ao Minuto

Em meio ao processo de renovação da seleção brasileira, Tite tem duas prioridades: as laterais e o meio-campo. E é nos jogos contra Argentina e Coreia do Sul marcados para esta sexta (15) e a próxima terça-feira (19), respectivamente, que o comandante terá as suas últimas chances de fazer testes antes da abertura da chamada janela competitiva.

Depois dos amistosos, a seleção só volta a se reunir em março, já para as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Até lá, a ideia é ter um time minimamente diferente do que representou o país no último Mundial, na Rússia, em 2018.

As laterais têm na idade dos atletas o principal problema. Filipe Luís, o favorito de Tite para a esquerda, já tem 34 anos e estará com 37 na próxima Copa. As outras duas principais opções são Renan Lodi, do Atlético de Madri, e Alex Sandro, da Juventus, que inclusive jogou a final da mais recente Copa América. É provável, no entanto, que o flamenguista siga com algumas chances neste início.

Daniel Alves, o favorito do outro lado, é ainda mais velho e chegaria ao Qatar com 39 anos. A comissão adota a estratégia de não descartar nenhum jogador e acompanha a rotina dos atletas que já têm idade avançada. No caso do são-paulino, no entanto, o que preocupa é o desempenho recente apresentado no clube do Morumbi. Homem de confiança e capitão de Tite, ele deve ter mais chances para mostrar que pode ter melhor rendimento.

Para estes amistosos, as opções para o setor são Danilo, da Juventus, e Emerson, do Betis. Anteriormente, o botafoguense Marcinho e o corintiano Fagner foram observados pelo treinador. Fabinho e Éder Militão já executaram essas funções, mas, atualmente, jogam como volante e zagueiro, respectivamente.

No meio campo, o problema está à frente de Casemiro, que vive ótima forma física e técnica no Real Madrid. Arthur, do Barcelona, e Philippe Coutinho, do Bayern de Munique, estão em baixa nos seus respectivos clubes e não apresentam um bom futebol na seleção há muito tempo. Já há diversos questionamentos para a convocação dos dois, especialmente do meia da equipe alemã.

Para o setor, Tite já testou outros nomes, como Allan e Paquetá, mas o principal desejo do comandante não foi atendido: Gerson. O meio-campista do Flamengo não pôde ser convocado para não desfalcar a sua equipe nos importantes jogos das retas finais do Brasileiro e da Copa Libertadores.

Em outras posições, o comandante já tem boa parte das soluções. No gol, Alisson e Ederson caminham firme para continuarem entre os convocados, assim como Marquinhos na zaga. À frente, as opções para a companhia de Neymar são mais abundantes – Roberto Firmino, Gabriel Jesus, Richarlison, Rodrygo e David Neres são alguns dos nomes.

O Brasil encara a Argentina a partir das 14h (de Brasília) desta sexta, na Arábia Saudita. O confronto com a Coreia do Sul terá início às 10h30 da próxima terça, também pelo fuso do Distrito Federal, nos Emirados Árabes Unidos.

BRASIL:Alisson; Danilo, Thiago Silva, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro, Arthur e Coutinho; Gabriel Jesus, Willian e Firmino.

Técnico.: Tite

ARGENTINA:Andrada; Foyth, Otamendi, Kannemann e Tagliafico; De Paul, Paredes e Lo Celso; Messi, Aguero e Lautaro Martínez.

T.écnico: Lionel Scaloni

Local: Estádio Universitário Rei Saud, em Riade (KSA)Horário: 14h (de Brasília) desta sexta-feira

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital