Conecte-se Conosco

ABAETETUBA

Em Abaetetuba, governo entrega escola revitalizada e anuncia investimentos

Publicado

em

Por William Serique (GABGOV)

O município de Abaetetuba, no nordeste do Pará, teve um dia festivo neste sábado (14). É que o governador Helder Barbalho, ao lado do prefeito Alcides Negrão, entregou a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Sttela Maria, após obras de reforma e ampliação, e anunciou investimentos de infraestrutura e segurança. O chefe do Executivo estadual também participou da programação do 1º Festival do Açaí da cidade.

Estiveram com o governador, durante a visita, o presidente da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), Daniel Santos; os secretários estaduais de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), Iran Lima, e de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), Hugo Suenaga; a secretária estadual de Educação (Seduc), Leila Freire; a deputada federal Elcione Barbalho; e o deputado estadual Francisco Filho (Chicão).

A unidade de ensino foi totalmente reformada e ampliada. A obra iniciou em 2017, com cerca de R$ 3 milhões financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Com mais de 700 alunos, a instituição é uma das maiores de Abaetetuba e atende quatro modalidades de ensino: fundamental e médio com educação especial, ensino médio regular e ensino fundamental II. A EEEFM Irmã Sttela Maria é a 22ª unidade entregue só em 2019.

“O que mais gostei foi da quadra, porque agora a gente vai poder praticar esporte como a gente não podia fazer antes. Antes só fazíamos aula de educação física. Mas amei toda a escola. Ficou uma reforma linda”, analisou a estudante do 7º  ano, Isadora Brito, de 12 anos.

Para o prefeito da cidade, o momento é histórico, especialmente por ser esta a quinta vez que o governador vai até Abaetetuba, sempre trazendo boas notícias. “Essa parceria do governo com o município é grandiosa. Desde quando o governador era Ministro, ele olhava para todo o estado com carinho, sempre atendendo aos anseios da população. Então a gente fica muito feliz, porque essa parceria continua, agora com o governo presente“, frisou Alcides Negrão.

Estrutura – Com a reforma, a escola passa a ter 2.055,73 m2 de área construída, com 12 salas de aula climatizadas, estacionamento para carros e motos, guarita e bicicletário. Além da área geral, a obra ampliou e otimizou o espaço físico com três grandes áreas pedagógicas e de convivência.

“É uma escola completa, com todos os espaços pedagógicos, laboratórios multifuncionais. Temos alunos acolhidos, uma equipe docente completa, então é comemorar a educação do Estado, a qualidade do governo Helder Barbalho, que sabe o que é investimento. É difícil caber nos dedos das mãos, em números, a quantidade de escolas privadas no Pará com esse padrão, essa qualidade”, ressaltou a titular da Seduc, Leila Freire.

Alunos, professores e técnicos passam a contar com cozinha, salas de triagem e de utensílios, lavatório, despensa, vestiários masculino e feminino, área de serviço, depósito de lixo temporário e de gás, área coberta para recreio, banheiros feminino e masculino e para portadores de deficiência, quadra coberta, sala de educação física, depósito de educação física e sala de atendimento educacional especializado (AEE).

A escola também dispõe de sala do Conselho Escolar, diretoria, salas de vice-diretoria, coordenação, de professores, de arquivo, e da secretaria, além de lavabos masculino e feminino. O terceiro bloco é destinado exclusivamente para as atividades pedagógicas, onde os alunos poderão usufruir de sala de vídeo e de leitura, laboratórios de informática e multidisciplinar, e ainda depósito de livros e banheiros.

A professora Eliane Amaral revela que se sente realizada. “Quando se traz educação, se traz cultura, cidadania, paz. Abaetetuba está sendo presenteada. A cidade merece. Como moradora, eu me sinto feliz, porque nossa cidade não teve isso por muito tempo e hoje ela está tendo. E isso é a comunidade toda que está sentindo”, disse.

Em seu discurso, Helder Barbalho afirmou que a educação é um caminho para o desenvolvimento, para abrir janelas de oportunidades. “É um horizonte extraordinário para as nossas crianças e jovens. Acredito nisso e tenho orientado, junto a todos os colaboradores da educação do estado, para a construção de um novo tempo, em que seja possível as escolas possuírem o ambiente adequado para todos. Temos todos que fazer  um grande movimento em favor da educação pública no Pará”.

Convênios – Durante a visita, Helder Barbalho assinou um convênio para a aquisição de câmeras para o sistema de vídeo monitoramento da Polícia Militar do município, um investimento de mais de R$ 633 mil. Também foi assinado um convênio para a recuperação das seguintes estradas vicinais: Ramal do Maranhão, Tauerá, Acaraqui, Médio Itacuruça, Tucão, Abaetezinho, Cataiandeua, Castanhal I, Castanhal II, Curuperé Mirim, Piratuba, Murutinga, Camotim, Arienga e Ipixuna, totalizando 63,350 km de serviços de recuperação e cerca de R$ 197 mil em recursos.

O presidente da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), Daniel Santos, parabenizou o governo pela qualidade da obra realizada na escola e lembrou a importância do Legislativo acompanhar e fiscalizar o trabalho do Executivo. Já o deputado estadual Francisco Melo, conhecido como “Chicão”, destacou a felicidade de poder participar da inauguração da instituição.

“A ação mostra um compromisso do governo com a qualidade de vida da população. Só vamos conseguir dar uma vida digna e cidadania para a nossa população pela educação. E ver o governador inaugurar escolas é uma prova cabal do comprometimento dele. Essa gestão pegou o estado com os altos índices de violência, escolas abandonadas e já começa a dar respostas para a população”, pontuou.

Festival – Após a entrega, a comitiva participou do primeiro Festival do Açaí de Abaetetuba. Distante 115 km da capital paraense e com mais de 180 mil habitantes, o município é um dos maiores produtores de açaí do Brasil, com mais de 100 mil toneladas produzidas por safra. A maior parte da produção está concentrada nas 72 ilhas pertencentes à zona rural – são mais de 600 mil hectares de plantações, o que torna o fruto um dos principais meios de emprego e renda das cerca de 40 mil pessoas que residem na região. Uma parte dessa produção é comercializada na cidade, por aproximadamente 120 batedores de açaí.

O evento é realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com o Estado, por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), e a prefeitura do município. A expectativa é que aproximadamente 30 mil pessoas participem dos três dias de programação, iniciada neste sábado.

O titular da Sedeme, Iran Lima, acredita que o investimento em educação possibilita um futuro melhor para os jovens e crianças da comunidade abaetetubense, além de fortalecer o laço do governo com o município. “Também viemos participar do 1º Festival do Açaí. Por Abaetetuba ser um dos maiores produtores do fruto, esse comércio se torna uma alternativa de geração de emprego e renda e desenvolvimento”, ponderou.

Para o diretor técnico do Sebrae no Pará, Fabrizio Guaglianone, a realização do Festival é fundamental porque vem com a proposta de gerar negócios para os empresários da região. “A gente sabe da importância do açaí para o nosso Estado, da importância da projeção do açaí no Brasil e no mundo. E a gente pode ampliar essa comercialização, fazendo com que o açaí ganhe cada vez mais o gosto do paraense, do brasileiro e também do turista”, explicou.

O Festival ocupa uma área de 524 metros quadrados, onde também haverá restaurantes, casas de farinha, vendas de comidas típicas e de frutos da safra, além de shows musicais e o 1º concurso da Garota Açaí 2019.

Produção – A expectativa é que, em 2019, a comercialização da safra de açaí de Abaetetuba chegue a R$ 6 milhões, ultrapassando o registrado em 2018 – R$ 4,8 milhões – e atingindo metade de todo o valor da safra da região do Baixo Tocantins – R$ 12 milhões. Por isso, o Festival apoia os agricultores familiares do município, melhorando os processos produtivos, dando acesso a novos mercados por meio de capacitações e exposição de produtos, e focando no aumento de renda, além de promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável para os pequenos negócios, público-alvo da iniciativa.

Dentro da programação, haverá ainda o Seminário Manejo do Açaí, para orientar produtores e batedores do fruto sobre novas técnicas de manejo, produtividade e padrões de qualidade exigidos; palestras sobre expansão do açaí em terra firme; certificação artesanal de polpa de frutas; linhas de crédito; manipulação e técnicas de branqueamento, entre outras.

O chefe do Executivo estadual considerou uma satisfação pessoal prestigiar o Festival. “A parceria do governo do Estado com o Sebrae é fundamental para que possamos cada vez mais melhorar a nossa produção, qualificar a venda do nosso produto industrializado, e para que o Pará possa gerar emprego e renda, e criar um selo de qualidade que possa garantir ao consumidor um produto dentro de todos os padrões”.

Ainda segundo Helder Barbalho, manutenções vêm sendo feitas nas estradas, garantindo a trafegabilidade e a segurança das pessoas que necessitam utilizá-las, e seguem os investimentos em infraestrutura para o escoamento da produção. “É uma satisfação imensa fortalecer, assim, a atividade agrícola do plantio do açaí, que sabemos que é uma oportunidade de emprego e renda para região do Baixo Tocantins”, concluiu.

A deputada federal Elcione Barbalho conta que é uma alegria voltar ao município, especialmente por ser um momento de valorização do açaí, durante a programação do Festival. “O açaí ganhou o mundo. Agora cabe a nós termos todo o cuidado de fazer um trabalho racional e cuidar também da Amazônia, da floresta, para que possamos produzir cada vez mais”.

Ao final da visita, o governador, ao lado do titular da Sedap, Hugo Suenaga, entregou ao prefeito a placa de “Qualidade garantida Açaí Pai d’égua”. O certificado é o que garante a qualidade e a segurança alimentar do produto. “A ideia é capacitar os batedores e melhorar os equipamentos. Tudo para o estabelecimento repassar um açaí de qualidade. A gente espera duplicar a safra do ano passado e também trabalhamos na melhoria do manejo da região, para que o açaí seja de qualidade tanto nas indústrias quanto o repassado pelos batedores”, finalizou Suenaga.

Continue lendo
Clique para comentar

Facebook

Propaganda

Destaque

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital