Conecte-se Conosco

BRASIL GERAL

Em crise, Globo corta festa de fim de ano dos funcionários

Crise afetou até a festa de fim de ano da Globo Foto: Reprodução

Publicado

em

A crise sem precedentes que se estabeleceu na Rede Globo parece que não se limitou a onda de demissões que passou pelos corredores da emissora. De acordo com o jornalista Léo Dias, até mesmo a festa de fim de ano precisou ser cortada para contenção de gastos.

Ainda não foi emitido nenhum comunicado oficial, mas os funcionários já sabem que o cancelamento da tradicional festa no sítio Lajedo, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, é algo praticamente certo. Entretanto, as cestas natalinas estão garantidas, mas ainda não é garantido que haverá um cartão para compras em supermercados. O do ano passado foi de R$ 500.

A série de demissões faz parte de um projeto de reestruturação do Grupo, que unificará a TV Globo, a Globosat, a Som Livre, a GloboPlay, a Globo.com e a Diretoria de Gestão Corporativa (DGCorp). A estimativa é que o total de demissões chegue a 4.000 colaboradores.

BRASIL GERAL

‘Vi o olhar do demônio’, diz corretora agredida por modelo em restaurante de luxo em SP

Publicado

em

'Vi o olhar do demônio', diz corretora agredida por modelo em restaurante de luxo em SP Fonte: G1 Foto: Reproduçao

Milka Borges fez duas cirurgias e levou 90 pontos no rosto. Vídeos mostram a modelo Fernanda Bonito brigando com uma outra mulher, numa casa noturna de São Paulo, em 2016.

Uma confusão num restaurante de luxo em São Paulo quase termina em tragédia. Segundo testemunhas, uma modelo tentou furar a fila do banheiro. Descontrolada, ela atacou uma mulher com um copo de vidro. A vítima ficou com o rosto desfigurado. Ela recebeu o Fantástico e falou sobre a agressão brutal que sofreu.

Era sábado, 11 de janeiro passado. A corretora Milka Borges nunca imaginou que sairia de um restaurante com o rosto todo machucado por causa de uma agressão: “Eu vi o olhar do demônio ali, querendo acabar com a minha vida”.

Ela recebeu a equipe do Fantástico na quinta-feira passada. “ tomando muitos remédios para que isso seja dissolvido, fazendo drenagens”.

A agressora é a modelo Fernanda Bonito, de 27 anos. Milka estava na fila do banheiro do restaurante quando Fernanda apareceu. “Ela empurrando todas as cabines para ver se tinha alguma solta, livre. Todas alertaram. “Estão ocupado todos os banheiros. Tem uma fila, moça”, conta Milka.

A enfermeira Danielle Bezerra, que não conhecia Milka nem Fernanda, também estava no banheiro: “As meninas começaram a questioná-la: “Poxa, você está furando fila’. Ela começou a falar que não ia esperar fila, que ela era dona do estabelecimento. A Fernanda estava alterada. Estava visivelmente bêbada”.

Fernanda é namorada de Rodrigo Lima, um dos sócios do restaurante. O nome dele aparece no registro da junta comercial de São Paulo.

Milka fez duas cirurgias e levou 90 pontos no rosto.

Em nota, o restaurante informou que “os funcionários atuaram para acalmar os ânimos, bem como oferecer assistência inicial à Milka, para conduzi-la ao hospital. Disse ainda que “Fernanda Bonito não é sócia do negócio e deverá responder pela consequência de seus atos”.

Vídeos mostram a modelo brigando com uma outra mulher, numa casa noturna de São Paulo, em 2016. O motivo: Fernanda também teria tentado furar a fila do banheiro. Nesse caso, a vítima não prestou queixa.

Continue lendo

BRASIL GERAL

Brasil reforça segurança na fronteira após fuga de presos do PCC

Policiamento se concentra na região de Ponta Porã, que é próxima a Pedro Juan Caballero, no Paraguai, onde estavam detidos membros da facção

Publicado

em

Operação da Polícia do Paraguai após fuga de presos de facção Ministério do Interior/Paraguai

O Brasil reforçou a segurança por terra e por ar na fronteira com o Paraguai, principalmente na região de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, após a fuga neste domingo (19) de 75 presos, a maioria do PCC (Primeiro Comando da Capital), da penitenciária de Pedro Juan Caballero. Apenas um foi recapturado.

Um túnel foi encontrado no local, mas o governo não descarta a possibilidade de que os presos tenham escapado pela porta da frente com a cumplicidade de funcionários da prisão. 

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, Antonio Carlos Videira, disse ao portal “MS EM FOCO” que “todos os homens disponíveis foram colocados de prontidão, além das equipes do Departamento de Operações de Fronteira e da Polícia Militar Rodoviária que já estavam trabalhando dentro da Operação Hórus”. Ele completou afirmando que “outros efetivos já estão em deslocamento na região para evitar que os marginais em fuga entrem no território brasileiro”.

Até mesmo um helicóptero da Secretaria de Segurança foi enviado para Ponta Porã para ajudar na localização dos presos e fiscalização na fronteira. 

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a Polícia de Ponta Porã encontrou três veículos queimados na BR-463, próximo ao distrito de Sanga Puitã, perto da fronteira que separa os dois países. O secretário destacou que 200 policiais foram deslocados para a região.

Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero
Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero – Google Maps

A fuga
À rede de televisão “Telefuturo”, o ministro do Interior, Euclides Acevedo, disse estar considerando a hipótese de que os detentos saíram pelos portões principais da prisão e que tinham o apoio dos agentes. Ainda segundo ele, o diretor da prisão, no departamento de Amambay, está de férias.

Acevedo afirmou também que está sendo investigada a possibilidade de que o túnel tenha sido construído como uma fachada para esconder a suposta cumplicidade dos funcionários.

A Polícia Nacional já iniciou uma operação de busca dos fugitivos na área de Pedro Juan Caballero, cidade localizada na fronteira com o Brasil e que é um dos centros de operações do PCC no país vizinho.

Em nota, o ministro do Interior afirmou ser possível que alguns dos internos já tenham escapado para o Brasil. “A maioria dos foragidos é de alta periculosidade”, declarou.

Em dezembro passado, a ministra da Justiça, Cecilia Pérez, afirmou ter informações de inteligência prisional apontando para um plano de fuga ou resgate dos líderes da facção criminosa, que forneceriam uma recompensa de US$ 80 mil pela operação.

Diante da ameaça, a Justiça chegou a anunciar o reforço da segurança nas penitenciárias, onde já existe uma presença policial e militar, conforme estabelecido pela Lei de Emergência das Prisões.

A norma foi sancionada pelo presidente do país, Mario Abdo Benítez, no dia 8 de setembro, após vários confrontos e tumultos nas cadeias do país. Porém, alguns dias depois, o chefe do Comando Vermelho no Paraguai, Jorge Samudio, escapou. À época, o chefe de governo denunciou que havia corrupção e dinheiro envolvidos na fuga.

Continue lendo

BRASIL GERAL

1 ano após Brumadinho: Sete barragens ainda têm risco alto

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Pleno News

A tragédia ambiental que matou 259 pessoas na cidade de Brumadinho, Minas Gerais, completa um ano nesta segunda-feira (20). A barragem de rejeitos da mina de ferro Córrego do Feijão se rompeu e a lama com resíduos invadiu as instalações da Vale S. A. e de casas próximas ao local com muita rapidez.

As vítimas foram soterradas e o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais iniciou uma força-tarefa para o resgate de sobreviventes e corpos das vítimas. Durante os primeiros dias de buscas foram resgatadas 192 pessoas com vida. A última sobrevivente a sair do hospital passou seis meses internada.

Além disso, a fauna e flora da região foi ameaçada pela lama. Apesar da extensão da tragédia, outras 20 barragens de rejeitos apresentam riscos de rompimento. Dessas, sete foram classificadas com “risco alto”, segundo o Relatório de Segurança de Barragens da Agência Nacional de Águas (ANA).

São elas: Água Fria, em Ouro Preto (MG), Barragem 01, em Poconé (MT), Barragem Dique 02, em Itabirito (MG), Barragem II Mina Engenho, em Rio Acima (MG), Barragem Mina Engenho, também em Rio Acima (MG), Mario Cruz, em Pedra Branca do Amapari (AP) e Novo Horizonte, em Lauro Müller (SC).

Confira abaixo a lista das 20 barragens sob riscos “médio” e “alto”.

Nome da BarragemMunicípioUFUso principalCategoria de Risco
Água FriaOURO PRETOMGContenção de rejeitos de mineraçãoAlto
B5NOVA LACERDAMTContenção de rejeitos de mineraçãoMédio
Barragem 01POCONÉMTContenção de rejeitos de mineraçãoAlto
Barragem 02MAIQUINIQUEBAContenção de rejeitos de mineraçãoMédio
BARRAGEM DE CLARIFICAÇÃOSÃO PAULOSPContenção de rejeitos de mineraçãoMédio
BARRAGEM DIQUE 2ITABIRITOMGContenção de rejeitos de mineraçãoAlto
Barragem II Mina EngenhoRIO ACIMAMGContenção de rejeitos de mineraçãoAlto
Barragem Lauro MullerLAURO MULLERSCContenção de rejeitos de mineraçãoMédio
Barragem Mina EngenhoRIO ACIMAMGContenção de rejeitos de mineraçãoAlto
BARRAGEM MINARITABIRITOMGContenção de rejeitos de mineraçãoMédio
CA01ITAPUÃ DO OESTEROContenção de rejeitos de mineraçãoMédio
CA02ITAPUÃ DO OESTEROContenção de rejeitos de mineraçãoMédio
Jacaré MedioARIQUEMESROContenção de rejeitos de mineraçãoMédio
MalaquiasANTÔNIO DIASMGContenção de rejeitos de mineraçãoMédio
MANGABEIRAS – DIQUE B1BELO HORIZONTEMGContenção de rejeitos de mineraçãoMédio
Mario CruzPEDRA BRANCA DO AMAPARIAPContenção de rejeitos de mineraçãoAlto
NOVO HORIZONTELAURO MULLERSCContenção de rejeitos de mineraçãoAlto
OURO BRANCO OESTESALTO DE PIRAPORASPContenção de rejeitos de mineraçãoMédio
PONDES DE REJEITOS DO IGARAPÉ BAHIAPARAUAPEBASPAContenção de rejeitos de mineraçãoMédio
Unidade IOUVIDORGOContenção de rejeitos de mineraçãoMédio

Todas as estruturas acima são barragens de contenção de rejeitos de mineração, assim como a de Brumadinho. Quando analisadas todas as barragens brasileiras, a ANA aponta que 1124 delas estão sob risco alto.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital