Conecte-se Conosco

SANTARÉM

Em Santarém, encontro discute melhorias e investimentos na atenção primária em saúde na região Norte

Dayse Lima Agência Santarém

Publicado

em

Mais de 120 secretários municipais de Saúde estiveram reunidos em Santarém, para um encontro que reuniu os gestores da região Norte. O evento foi uma promoção do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Pará (COSEMS-PA) e contou com a parceria da Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), através de sua titular, Dayane Lima, que exerce o cargo de diretora financeira da entidade. O Conselho congrega todos os secretários da área e possui representatividade junto ao Ministério da Saúde, em Brasília.

O encontro, que aconteceu entre os dias 11 e 13 deste mês, no Barrudada Tropical Hotel, contou com a participação do prefeito Nélio Aguiar, que também é presidente da Federação das Associações dos Municípios do Estado do Pará (Famep), representantes de diversos municípios brasileiros e também do Ministério da Saúde. Durante três dias, os gestores participaram de palestras, reuniões e seminários que debateram questões relevantes sobre a saúde pública nacional, com enfoque para a região Norte, entre eles: investimentos na atenção básica; vigilância em saúde; sistema de imunização e financiamento para novas unidades básicas de saúde fluviais (UBSF), que atendam as comunidades ribeirinhas.

Nosso objetivo é aprimorar cada vez mais os atendimentos aos pacientes do Sistema Único de Saúde em nossa região. Com a união de todos os secretários, vamos chegar até ao Ministério da Saúde para que eles tenham o conhecimento sobre nossa realidade, conhecendo nossas demandas e dificuldades. Também vamos lutar por um aporte maior de recursos para que possamos atender de forma mais adequada nossas comunidades interioranas”, ressaltou a secretária de saúde de Santarém, Dayane Lima.

Segundo o presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde e um dos organizadores do evento, Charles Tocantins, o Brasil, particularmente a região Norte, possui especificidades que nenhuma outra possui. O seu território é banhado por diversos rios, com comunidades distantes dos centros urbanos e cujo acesso se dá por embarcações, muitas vezes levando até 24 horas para se chegar. Uma das saídas, segundo ele, seria o investimento em mais unidades de saúde fluviais, como é o caso da que já existe em Santarém – a UBSF Ailton Barros. Outro problema citado por ele e discutido no encontro, diz respeito à fixação do profissional médico no interior dos municípios, uma dificuldade enfrentada pela maioria dos gestores de saúde na região Norte.

Sabemos que a região Norte ainda padece muito com a falta de recursos e investimentos na área de saúde. Faltam médicos no interior e faltam investimentos levando em conta as particularidades da região. Então, nós conseguimos trazer para Santarém representantes das esferas estadual e nacional do setor de saúde, para que eles conheçam nossas dificuldades e para que nossos gestores possam mostrar que têm propostas de melhoria para a assistência à saúde da população local”, explicou Charles Tocantins.

A representante da Secretaria de Atenção Primária do Ministério da Saúde, Caroline Martins, considerou importante esses encontros, para conhecer as realidades de cada região e tomar decisões acertadas sobre as políticas públicas a serem adotadas. “Conhecer a realidade, atender com mais celeridade e trabalhar em cima de políticas e programas atendendo às particularidades locais. O Brasil é muito grande e é bom esse diálogo para conhecermos e resolvermos as demandas específicas de cada região”, observou.

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital