Conecte-se Conosco

CIDADE

Empresário é agredido por aliados de Helder Brabalho

Publicado

em

A violência, com  atitude truculentas e  prepotência,  vem se  impondo como uma das marcas da campanha dos candidatos do MDB, neste período eleitoral. Recentemente, o candidato do partido ao governo do Pará, Helder Barbalho, envolveu-se em luta corporal feroz, objetivando tomar o celular de um jovem que gravou uma entrevista com ele, indagando como faria para se livrar das manchas dos escândalos que sua família protagonizou,  envolvendo recurso da Sudam e do Banpara. Helder e seus seguranças humilharam o jovem e invadiram sua casa, além de roubar o seu celular, para apagar a pergunta que lhe fizera o rapaz.

Agora, um dos seus principais correligionários, o radialista e vereador de Belém,  Joaquim Campo, e que trabalha para o grupo RBATV, de propriedade da família Barbalho, virou personagem de uma nova história de violência, por seus seguranças terem espancado um empresário,

Após ser agredido por dois seguranças do vereador e candidato a deputado federal Joaquim Campos (PHS), o empresário Otávio Luiz dos Santos Pereira registrou boletim de ocorrência e fez exame de corpo de delito no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.

Otávio foi agredido nesta terça-feira (25), na rua Antônio Barreto. No vídeo é possível ver que o empresário estava fotografando o veículo que estava estacionado irregularmente na frente da empresa dele, impedindo a saída de outros veículos, quando foi surpreendido com agressões pelos dois seguranças. Os dois agressores trabalham diretamente com Joaquim Campos.
A vítima foi imobilizada por um dos agressores, enquanto o outro realizava as agressões. Duas pessoas atacaram Otávio com socos e chutes. Em seguida, os homens fogem do local.

O candidato a Deputado Federal, Joaquim Campos (MDB) gravou vídeo falando sobre polêmica que envolveu o seu nome durante um flagrante de agressão na tarde de ontem, em Belém.

O flagrante mostra que um rapaz tira foto de um carro que estava estacionado de forma irregular e é agredido por três homens que chegam por trás da vítima.

O nome do candidato foi citado nessa agressão, como se os agressores fossem funcionários do político.

Após isso, Joaquim Campos gravou um vídeo se defendendo das acusações que envolvem o seu nome “houve uma agressão nas proximidades de onde eu tenho um único comitê(…) mas estão tentando veicular como se as pessoas fossem ligadas a mim. Em momento algumas essas pessoas estão ligadas a mim. Na verdade, eu aluguei o imóvel do agressor, da qual eu repudio a forma que este rapaz agrediu pelas costas a vítima”.

Fonte: Portal Roma News

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual