Conecte-se Conosco

Infância

Escolha de livros didáticos começa hoje e vai até 10 de setembro

Publicado

em

Spread the love

O prazo para escolha dos livros didáticos vai até 10 de setembro – Foto:Valter Campanato/Arquivo/Agência Brasil

Ensino infantil participa do processo pela primeira vez

Por Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil   Brasília

Pela primeira vez, professores do ensino infantil, que abrange creche e pré-escola, poderão escolher os livros didáticos que usarão a partir do ano que vem. A etapa de ensino passa, em 2019, a fazer parte do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Os livros serão destinados aos professores, para orientar o ensino de crianças de até 5 anos de idade. A escolha das obras pode ser feita a partir de hoje (23). O prazo vai até dia 10 de setembro.O conteúdo dos livros, segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), segue a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento aprovado no ano passado pelo Ministério da Educação (MEC) que define os conteúdos mínimos que deverão ser ensinados nos ensinos infantil e fundamental.Os livros foram selecionados este ano por meio de edital. As obras deverão ser fonte de atividades para os professores desenvolverem, baseadas em interações e brincadeiras. Deverão também servir de referência para o acompanhamento do desenvolvimento das crianças.Além da educação infantil, os professores dos anos iniciais do ensino fundamental, do 1º ao 5º ano, deverão escolher os livros didáticos a partir de hoje. Também no ensino fundamental, essa é a primeira leva de livros que já está alinhada à BNCC. Para o ensino fundamental, deverão ser escolhidos também os livros que serão usados pelos estudantes.

Escolha

As escolas, do ensino infantil ao fundamental, já podem consultar o Guia do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) 2019, disponível online. O FNDE orienta as escolas a envolver todos os educadores no processo de escolha dos livros.

A escolha será realizada no Sistema PDDE Interativo. Por meio do sistema, os diretores de cada escola receberão uma chave de acesso e, durante o período de escolha, os envolvidos poderão analisar, na íntegra, o conteúdo das obras. Os professores, diretores e coordenadores pedagógicos têm até o dia 10 de setembro para informar as escolhas ao governo.

Segundo o FNDE, a escola que ainda não tem acesso ao sistema deve entrar em contato com a Secretaria de Educação local e solicitar a liberação. O acesso ao sistema é feito com o CPF do diretor de cada escola e com uma senha pessoal.

Instituições sem fins lucrativos

Nesta edição do programa, foram incluídas as instituições comunitárias, confessionais ou filantrópicas sem fins lucrativos e conveniadas com o Poder Público, que atendam à educação infantil e às escolas do campo. Até então, apenas as escolas públicas recebiam livros didáticos.

O PNBL fornece gratuitamente livros didáticos, obras pedagógicas e literárias, entre outros materiais de apoio à prática educativa às escolas. Será oferecido ainda, nesta edição, material digital em DVD. A cada ano, o FNDE adquire e distribui livros para todos os alunos de determinada etapa de ensino – do ensino infantil ao ensino médio.

Infância

McDonalds é multado em R$ 6 milhões por publicidade infantil abusiva

Publicado

em

Spread the love

A decisão foi publicada ontem (11) pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), órgão do Ministério da Justiça

A rede de fast-food McDonald’s foi multada em R$ 6 milhões por publicidade abusiva direcionada ao público infantil por meio de shows do personagem da marca realizados em escolas. A decisão foi publicada ontem (11) pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), órgão do Ministério da Justiça. De acordo com o DPDC, os shows do palhaço Ronald McDonald eram pretexto para publicidade da marca, configurando prática abusiva vedada no mercado e nas relações de consumo.

“Com as apresentações do palhaço Ronald McDonald, as crianças criavam vínculos afetivos com a marca. Existia, assim, a identificação da criança com a marca McDonald, representada pela sua mascote infantil, o Ronald McDonald.

A denúncia contra a empresa Arcos Dourados Comércio de Alimentos Ltda., nome pelo qual está registrada a rede de fast-food no Brasil, foi feita em 2013 pelo programa Criança e Consumo do Instituto Alana, ONG que promove os direitos da criança. Por meio de um levantamento no site da empresa, o Instituto constatou que em cerca de dois meses foram realizados 70 apresentações do show em 35 cidades de dez estados do país.

Ekaterine Karageorgiadis, coordenadora do programa Criança e Consumo, do Instituto Alana, considera que a decisão é importante para o reconhecimento da publicidade infantil como prática abusiva e a sanção aplicada serve de exemplo para que outras empresas não reproduzam essa prática.

“A escola é um ambiente de proteção para a criança e qualquer tipo de prática publicitária que aconteça nesse espaço é direcionado ao público infantil deve ser considerada abusiva e ilegal ainda que as empresas façam com que pareça algum tipo de atividade cultural, lúdica, educativa ou esportiva”, ressalta Karageorgiadis.

Ela aponta que a inserção de marcas dentro das escolas diminui o senso crítico das crianças em relação ao consumo dos produtos por elas oferecidos e por isso é considerado uma prática abusiva. “No caso específico do McDonald’s, algumas ações aconteceram em creches. Essa prática busca fidelizar a criança à marca e seus valores muito cedo com o reforço dos educadores e profissionais que trabalham na escola. A criança acredita que aquela imagem que a empresa está passando é um conteúdo lecionado na escola e portanto deve ser aprendido e é correto”, afirma.

O McDonalds tem 30 dias para o pagamento da multa. Ainda cabe recurso das decisões. A Agência Brasil entrou em contato com a empresa, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

Continue lendo

Infância

MPPA dá palestras sobre violência contra a infância em Ipixuna

Publicado

em

Spread the love

A  promotora de Justiça Monique Coelho Queiroz fez uma importante palestras aos profissionais de saúde em Ipixuna

 PJ Ipixuna do ParáO Ministério Público do Pará (MPPA), com iniciativa da Promotoria de Justiça de Ipixuna, realizou na última quarta-feira (5) palestra direcionada aos profissionais da saúde em evento que discutiu o enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes.

A iniciativa busca sensibilizar os profissionais da saúde quanto à necessidade de apoio à criança e ao adolescente vítima de abusos sexuais, orientar sobre a importância de observar comportamentos e estar atento aos sinais de abuso, reforçar o dever de notificar os casos e buscar ajuda junto aos órgãos competentes quando necessário.

 

Agentes da saúde pública recebem informações sobre abuso e exploração sexual de crianças e adolescente

Os profissionais que atuam na saúde pública receberam informações para combater o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes no município de Ipixuna do Pará, nordeste do Pará,  para que nos casos de suspeita ou constatação de situações de violência sexual seja realizada denúncia ao Conselho Tutelar ou via Disque Direitos Humanos.

“O enfrentamento ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes foi adotado como um dos temas prioritários de atuação da Promotoria de Justiça de Ipixuna do Pará, e será objeto de rodas de conversas, abordagens sociais e outras palestras com a finalidade de destacar a importância do tema e da necessidade de se adotar medidas no sentido de garantir os direitos fundamentais e a integridade física e psíquica de crianças e adolescentes”, destacou a promotora de Justiça Monique Coelho Queiroz.

Acompanharam a promotora a assessora técnica, Adriana Freire da Silva e a psicóloga, Luma Leonora Melém de Matos.

Também participaram do evento representantes do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), o Conselho de Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Conselho Tutelar, Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semads).

Para denúncias, disque 100. A ligação é gratuita e anônima!

 

Continue lendo

Infância

SANTARÉM: Desfile na Av. Tapajós é marcado por emoção e patriotismo

Publicado

em

Spread the love
O quarto dia de desfiles da Semana da Pátria foi marcado por uma noite de espetáculos que levou a Avenida Tapajós homenagens cívicas de doze escolas. A Orla da cidade foi o cenário da elegância das balizas que evoluíram em conjunto com as empolgantes interpretações das fanfarras e que animaram o público presente.

A mensagem da Cultura de Paz, tema de 2018, foi reforçada pelos alunos das escolas que durante o percurso entre a Praça da Matriz e Rua Adriano Pimentel também contaram histórias e performances sobre a criação do mundo, folclore e esportes.

O sentimento de amor e dedicação a Pátria ganhou força com os numerosos pelotões de alunos que desfilaram na noite desta terça-feira (4). Escolas chegaram a levar para o corredor da independência mais de mil alunos.

 

O prefeito Nélio Aguiar ladeado por comandantes militares do Tapajós

Veja a galeria de fotos.

A apresentação das secretarias municipais encerrou a noite com maestria. Na ocasião, as onze secretarias do governo municipal marcharam com as equipes de trabalho, os instrumentos e maquinários, esclareceram as funções realizadas dentro de cada secretaria e apresentaram a todos que foram prestigiar o evento os projetos realizados em prol da infraestrutura, educação, assistência social, cultura, turismo, saúde, finanças, trânsito, agricultura e pesca, meio ambiente e desenvolvimento econômico.

“Mais do que falar é sentir. Sentir a participação e vibração das pessoas para essa manifestação muito bonita em alusão à nossa Pátria. O horário de encerramento também foi um planejamento. A iniciativa é para facilitar o retorno para casa e garantir segurança para quem veio prestigiar. Reforçamos este pedido as escolas que irão participar dos desfiles amanhã, para que se planejem e cheguem no horário combinado de forma a encerrar as apresentações dentro do previsto”, ressaltou a secretária municipal de Educação Mara Belo.

 

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaques