Conecte-se Conosco

CAMETÁ

Estado quer priorizar investimentos em saúde para Cametá

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Pará

Após inaugurar a Escola Estadual de Ensino Médio Júlia Passarinho, na última sexta-feira (06), em Cametá, município do nordeste paraense, o governador Helder Barbalho determinou o atendimento de outras demandas do município, durante reunião nesta quinta-feira (12), no Palácio do Governo, em Belém, com o prefeito do município, Waldoli Valente, acompanhado de outras autoridades estaduais e municipais.

“Foi uma reunião muito produtiva. Somou muita coisa para o município de Cametá, diante das dificuldades que passa. Fica um agradecimento enorme ao governador por ter nos chamado pra esse momento tão importante. Nós estamos absorvendo a somatória de investimentos que o município irá receber nas áreas de saúde, educação, transporte, segurança pública, turismo, enfim, em todos os setores da administração pública. O governador habilmente, e com muita boa vontade, está nos atendendo”, declarou Waldoli Valente.

Saúde – Na última semana, quando o governador esteve em Cametá, foi conhecer a situação do Hospital Regional no município. Hoje, ele se comprometeu em definir como prioridade para Cametá os investimentos em saúde, por meio do hospital.

Cametá é uma cidade-polo na Região do Baixo Tocantins, sendo referência para os municípios de Mocajuba, Baião, Oeiras do Pará e Limoeiro do Ajuru. O hospital, que há anos não recebe investimentos, é fundamental para o atendimento de toda essa população.

“Hoje, o hospital conta com 57 leitos. É relativamente pequeno para a população que ali mora. Nosso governador, juntamente com nosso secretário de Saúde, fizeram um levantamento, e prospecto aí uma reforma e ampliação que contemple 120 leitos. Nós estamos falando em um aumento de 100% no número de leitos, sendo 30 deles leitos de UTI para adulto e neonatal. Também o governador se comprometeu a dar tratamento em hemodiálise, que na nossa região não tem. A gente vai receber 30 máquinas de hemodiálise”, ressaltou Victor Cassiano, diretor-geral do hospital.

Helder Barbalho encaminhou as demandas para os órgãos estaduais e determinou que sejam priorizadas, a fim de melhorar os serviços oferecidos à população.

A deputada estadual Renilce Nicodemos destacou a satisfação em participar de discussões sobre o desenvolvimento do município. “A reunião foi muito produtiva, onde já foi dada prioridade para diversas áreas, como saúde, infraestrutura, agricultura. Tenho certeza absoluta que vai ser de grande melhoria para o município. A população de Cametá está muito feliz, até porque a reivindicação era pelo abandono do município, e hoje eu tenho certeza que está em bom caminho. Em breve estaremos lá inaugurando várias obras”, disse a deputada.

Também estiveram presentes à reunião os secretários de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia, Iran Lima; de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, Hugo Suenaga; de Saúde Pública, Alberto Beltrame; de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Ruy Cabral; de Esporte e Lazer, Arlindo Silva, e de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, além dos deputados federais Elcione Barbalho e Beto Faro, e o deputado estadual Francisco Melo (Chicão).

Continue lendo
Clique para comentar

CAMETÁ

Campus da Uepa em Cametá capacita 400 manipuladores de açaí

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Agência Pará

Cerca de 400 manipuladores de açaí da comunidade cametaense de batedores artesanais serão capacitados em branqueamento, conforme as normas estabelecidas pela legislação brasileira, para beneficiamento e comercialização do produto. O treinamento é promovido pelo Campus XVIII da Universidade do Estado do Pará (Uepa), em Cametá, e ocorre nesta quinta-feira (3), no auditório do Instituto Nossa Senhora Auxiliadora (Insa), a partir das 17h.

Cametá foi escolhido, já que, juntamente com os municípios de Limoeiro do Ajuru e Igarapé-Miri, na mesorregião do nordeste do Estado, é onde está concentrada a maior produção do açaí do Pará. Nessas cidades, surtos da Doença de Chagas por transmissão oral já foram identificados dentro da cadeia produtiva e do consumo familiar. Analisando alternativas para combater os casos, tornou-se obrigatório via Decreto nº 326, de 2012, o branqueamento do fruto, porém, apenas uma parcela de batedores artesanais realiza o procedimento.

A capacitação ocorre por meio do projeto Prevenção da Doença de Chagas: manipulação higiênico-sanitária e branqueamento do açaí e tem como objetivo combater esse quadro epidemiológico. “A nossa intenção é desenvolver um projeto com características sociais e de saúde pública, para sensibilizar os batedores com relação às boas práticas higiênico-sanitárias. A ideia é garantir a esses pequenos produtores o alcance da qualidade físico-química e nutricional do açaí cametaense”, afirmou a coordenadora do Campus de Cametá, Natácia Silva.

A programação contará com lançamento do projeto e apoiadores, além das palestras informativas “A contribuição do Fórum (Comarca de Cametá) em projetos sociais”, “Prevenção da doença de Chagas por meio do branqueamento do açaí”, que será ministrada pela professora Natácia, e “Doença de Chagas: transmissão, sintomas, diagnóstico, prevenção e tratamento”, proferida pelo professor Christian de Melo.

As etapas do projeto envolvem cadastramento de batedores, avaliação dos locais de armazenamento e beneficiamento do fruto, treinamento e capacitação em relação ao processo de branqueamento, elaboração de material técnico-científico para apoio didático, troca de experiências, avaliação da qualidade físico-química e nutricional, além da contaminação microbiológica e microscópica do açaí comercializado em Cametá e criação do selo de qualidade.

O projeto envolverá parcerias entre a Uepa e a Vigilância Sanitária do município de Cametá, Poder Judiciário do Estado do Pará e Instituto Evandro Chagas, para aquisição de materiais e implementação do selo de qualidade nas unidades processadoras dos batedores.

Serviço:
Capacitação: Prevenção da Doença de Chagas: manipulação higiênico-sanitária e branqueamento do açaí. Quinta-feira (3), às 17h, no auditório do Instituto Nossa Senhora Auxiliadora (Insa) – Av. Inácio Moura, 1.872, bairro São Benedito, em Cametá. O evento é gratuito.

Continue lendo

CAMETÁ

Setran constrói pontes para a rodovia PA-467

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Pará

A Secretaria de Estado de Transportes (Setran) está construindo quatro pontes em concreto armado na PA-467, no trecho ente a PA-151 e o distrito de Curuçambaba, no município de Cametá, no nordeste paraense.

A obra vai substituir definitivamente as pontes de madeira que ficavam sobre os igarapés Icaraçaua, Laranjal, Bacuri e o rio Caji, por pontes armadas de concreto. O investimento é de mais R$ 3 milhões, e a obra, prevista para ser entregue em fevereiro de 2020, mobiliza mais de 30 funcionários.

No total, serão 125 metros de pista de rolamento sobre cursos d’águas, que trarão mais segurança e trafegabilidade aos moradores locais e ao transporte de cargas. A PA-467 dá acesso aos municípios de Cametá e Igarapé-Miri.

No Pará existem 700 pontes localizadas nas 130 rodovias PAs do estado. As pontes são divididas em três tipos: madeira, concreto e mistas (madeira e concreto). Atualmente, a Setran trabalha em cerca de 200 pontes, garantindo a trafegabilidade e a segurança dos motoristas e dos moradores de todo o estado.

Continue lendo

Destaque

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital