Conecte-se Conosco

CAMETÁ

Estado quer priorizar investimentos em saúde para Cametá

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Pará

Publicado

em

Após inaugurar a Escola Estadual de Ensino Médio Júlia Passarinho, na última sexta-feira (06), em Cametá, município do nordeste paraense, o governador Helder Barbalho determinou o atendimento de outras demandas do município, durante reunião nesta quinta-feira (12), no Palácio do Governo, em Belém, com o prefeito do município, Waldoli Valente, acompanhado de outras autoridades estaduais e municipais.

“Foi uma reunião muito produtiva. Somou muita coisa para o município de Cametá, diante das dificuldades que passa. Fica um agradecimento enorme ao governador por ter nos chamado pra esse momento tão importante. Nós estamos absorvendo a somatória de investimentos que o município irá receber nas áreas de saúde, educação, transporte, segurança pública, turismo, enfim, em todos os setores da administração pública. O governador habilmente, e com muita boa vontade, está nos atendendo”, declarou Waldoli Valente.

Saúde – Na última semana, quando o governador esteve em Cametá, foi conhecer a situação do Hospital Regional no município. Hoje, ele se comprometeu em definir como prioridade para Cametá os investimentos em saúde, por meio do hospital.

Cametá é uma cidade-polo na Região do Baixo Tocantins, sendo referência para os municípios de Mocajuba, Baião, Oeiras do Pará e Limoeiro do Ajuru. O hospital, que há anos não recebe investimentos, é fundamental para o atendimento de toda essa população.

“Hoje, o hospital conta com 57 leitos. É relativamente pequeno para a população que ali mora. Nosso governador, juntamente com nosso secretário de Saúde, fizeram um levantamento, e prospecto aí uma reforma e ampliação que contemple 120 leitos. Nós estamos falando em um aumento de 100% no número de leitos, sendo 30 deles leitos de UTI para adulto e neonatal. Também o governador se comprometeu a dar tratamento em hemodiálise, que na nossa região não tem. A gente vai receber 30 máquinas de hemodiálise”, ressaltou Victor Cassiano, diretor-geral do hospital.

Helder Barbalho encaminhou as demandas para os órgãos estaduais e determinou que sejam priorizadas, a fim de melhorar os serviços oferecidos à população.

A deputada estadual Renilce Nicodemos destacou a satisfação em participar de discussões sobre o desenvolvimento do município. “A reunião foi muito produtiva, onde já foi dada prioridade para diversas áreas, como saúde, infraestrutura, agricultura. Tenho certeza absoluta que vai ser de grande melhoria para o município. A população de Cametá está muito feliz, até porque a reivindicação era pelo abandono do município, e hoje eu tenho certeza que está em bom caminho. Em breve estaremos lá inaugurando várias obras”, disse a deputada.

Também estiveram presentes à reunião os secretários de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia, Iran Lima; de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, Hugo Suenaga; de Saúde Pública, Alberto Beltrame; de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Ruy Cabral; de Esporte e Lazer, Arlindo Silva, e de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, além dos deputados federais Elcione Barbalho e Beto Faro, e o deputado estadual Francisco Melo (Chicão).

Continue lendo
Clique para comentar

CAMETÁ

Moradores reclamam de mato e abandono no bairro Nova Cametá

Publicado

em

Os moradores da travessa Arlindo Neves, no bairro Nova Cametá reclamam do abandono, falta de iluminação Pública e sujeira na rua, moradores dizem que 80% dos moradores são eleitores do atual prefeito de Cametá, os moradores da Tv. Arlindo Neves sonham com uma via digna.

Dezenas de assaltos já foram registrados nesse perímetro que carece de iluminação, o mato facilita a tocaia dos assaltantes.

De dia é impossível ver crianças brincando na rua, isso devido a presença de ratos e cobras que vivem entre o mato e a sujeira. Os moradores clamam a atenção das autoridades e buscam por uma solução imediata, pois quando chove só se pode sair das casas com botas.

Continue lendo

CAMETÁ

Incêndio assusta moradores e destrói parte da feira de Cametá;

Publicado

em

Fonte: G1

Segundo a Prefeitura, apenas quatro barracas foram atingidas. Ainda não há informações sobre possíveis vítimas.

Um incêndio destruiu na madrugada desta quinta-feira (2) parte da feira do município de Cametá, no nordeste do Pará. De acordo com a Prefeitura, quatro barracas foram atingidas pelas chamas. Ainda não há informações sobre possíveis vítimas.

Segundo testemunhas, o fogo começou por volta de 1h30. Logo após o início das chamas, moradores da região acionaram os bombeiros, que chegaram cerca de uma hora depois. Equipes dos bombeiros ajudaram a conter as chamas com a ajuda de alguns moradores da região. 

Incêndio destrói parte da feira de Cametá, nordeste do Pará

Incêndio destrói parte da feira de Cametá, nordeste do Pará

A Prefeitura de Cametá informou que o incêndio atingiu apenas as barracas que ficam próximas ao rio. As demais lojas da feira não foram atendidas.

Continue lendo

CAMETÁ

Moradores de Limoeiro do Ajuru reclamam do abandono

Publicado

em

Fonte/Foto: Folha de Cametá

Os moradores da vila Pinto, na cidade de Limoeiro do Ajuru, reclamam do abandono.

A vila era ligada por uma ponte de madeira que foi destruída para a construção de uma nova ponte de concreto, a Prefeitura Municipal de Limoeiro do Ajuru começou a obra a cerca de um ano, mas devido problemas com a empresa que estava realizando a obra, o trabalho parou.

A placa informativa da obra, mostra o recurso para viabilização da elevação da ponte, através de verba federal, que foi destinado a prefeitura via Ministério da Integração Nacional, em um valor estimado de quase 1 milhão de reais.

Com a obra parada, os moradores reclamam da falta de mobilidade e perigo de acidentes, segundo eles, dezenas de acidentes foram contabilizado só esse ano, um deles levou uma senhora idosa a se tornar cadeirante, devido ela ter caído da ponte que esta em péssima condições.

“Estamos praticamente isolados, o prefeito nos abandonou”, afirmou o Sr. Benedito Pinto, um dos moradores mais antigo da vila.

A prefeitura municipal de Limoeiro alega que está preocupada com o fato, e busca solucionar o problema mais rápido possível.

A revolta é grande por parte dos moradores contra o prefeito e vereadores do município. Há três anos não aparecem nem vereadores e nem o prefeito na vila Pinto, vila esta que possui centenas de eleitores, diz um morador revoltado com o prefeito Carlinhos do PT. Segundo a Dona Izabel, as crianças não tem mas liberdade de brincar na vila, isso devido as inúmeras madeiras podres e buracos na ponte que liga a vila Pinto a cidade de Limoeiro.

Começaram a fazer a obra da ponte de concreto, mas a obra parou, a empresa foi embora, e o prefeito nos deixou quase isolado, a coleta de lixo é um grande problema aqui, sem falar da constante falta de água, relata Aderval Pinheiro, um comerciante da vila. Em nota a prefeitura de Limoeiro do Ajuru, preocupada com a situação esclareceu dizendo que a Obra da Ponte em Concreto da Vila Pinto, sofreu paralisação em virtude do não cumprimento de algumas etapas da construção da ponte, pela empresa contratada, o que inviabilizou o processo de conclusão desta primeira fase da obra.

A assessoria de comunicação da prefeitura ressalta ainda que o processo vem sendo gerido dentro da legalidade, com o objetivo de garantir a conclusão da obra. Em nota a prefeitura diz também que esta tomando todas as medidas cabíveis para que o trabalho da ponte da vila Pinto possa ser retomado e, se necessário, a realização de um novo processo licitatório mediante a rescisão com a empresa contratada. A prefeitura deverá definir um novo prazo de conclusão dos serviços restantes, haja vista o período de inverno que se aproxima e a extensão da obra.

Folha de Limoeiro do Ajuru

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital