Conecte-se Conosco

CORRUPÇÃO

Ex-governador de Goiás é preso pela PF suspeito de receber R$ 12 milhões em propina

Marconi é considerado suspeito de receber R$ 12 milhões em propina de empreiteiras para as eleições de 2010 e 2014.

Publicado

em

Foi preso nesta quarta-feira, 10, o ex-governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB), enquanto prestava depoimento à Polícia Federal em operação que investiga pagamento de propinas em campanhas eleitorais.

O depoimento do ex-governador estava marcado para as 15h, mas teria chegado duas horas mais cedo e entrado pelos fundos para evitar os jornalistas.

Marconi é considerado suspeito de receber R$ 12 milhões em propina de empreiteiras para as eleições de 2010 e 2014. A operação ocorreu em decorrência de delações da Odebrecht na Operação Lava Jato.

De acordo com o advogado do político, “não há absolutamente nenhum fato novo que justifique o decreto do ex-governador Marconi Perillo, principalmente pelas mencionadas decisões anteriores que já afastaram a necessidade de prisão neste momento”.

No dia 28 de setembro, quando a Operação Cash Delivery foi deflagrada, cinco pessoas foram presas, além de mandados em endereços ligados a Marconi Perillo.

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual