Conecte-se Conosco

Sem categoria

Fantasma de 2014 ronda Helder Barbalho outra vez

Publicado

em

Assim como o primeiro sutiã nenhuma adolescente esquece, a primeira derrota numa importante eleição também. Principalmente se se é favorito até o término da apuração, E após a conclusão da apuração se vive a decepção inesquecível de ter sido rechaçado pelos eleitores. Foi mais ou menos isso que aconteceu com Helder Barbalho, em 2014, ao disputar o governo com o tucano Simão Jatene.

Simão Jatene venceu a disputa eleitoral ,  com 1.858.869 votos, correspondentes a 51,92% dos votos válidos. Helder Barbalho teve 1.721.479 votos, o equivalente a 48,08% dos votos válidos. Agora, em 2018, Helder Barbalho também venceu o primeiro turno, com 47,82% dos votos válidos,  e Márcio Miranda, ficou com 30,16%.

Na disputa do primeiro turno, em 2014,  Helder Barbalho teve 1.795.537 votos, o que corresponde a 49,89% dos votos válidos. Jatene recebeu 1.743.752 votos, o que equivale a 48,47%. No segundo turno, Helder perdeu votos e Jatene ganhou muitos. Atribui-se isso à adesão do radialista Jeferson Lima à candidatura de Helder Barbalho. Agora, tudo indica que o fato negativo da campanha de Helder Barbalho no 2º turno são as adesões do candidato derrotado ao governo, Paulo Rocha (PT) e dos candidatos comunistas.

Nos dois casos, todos já foram traído pelo MDB, mas preferiram fazer o papel de mulher de malandro. Outro fato que está levando à debandada de aliados do MDB são as prisões, condenações e investigações de lideranças muito próximas de Helder Barbalho, como é o caso do ex-prefeito de Marabá, João Salame Neto (PP).

Com este clima, o comitê eleitoral  de Helder Barbalho vive dias de incerteza, angústia e medo de que se repita o que aconteceu em 2014. Essa possibilidade é cada vez mais real á medida em que o candidato adversário, Márcio Miranda,  só faz subir nas pesquisas de intenção de votos, enquanto Helder Barbalho cai. Cai pouco, mas cai,

Pesquisa aponta 40,7%  de rejeição a Helder Barbalho

Em pesquisas eleitorais, além de questionar os eleitores sobre em quem eles pretendem votar, também é comum a pergunta sobre em quem eles não votariam “de jeito nenhum”.

Helder Barbalho (MDB) é o candidato ao governo do Pará com a maior taxa de rejeição. É o que aponta a pesquisa feita pelo instituto Doxa/ A Província do Pará,  divulgada neste sábado (20). Entre os eleitores entrevistados no levantamento, 40,7% dizem que não votariam em Helder Barbalho “de jeito nenhum”.

 

Gráfico de Rejeição a Helder Barbalho

.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual