Conecte-se Conosco

ESPORTES

Federação divulga tabela do vôlei nos Jogos de Tóquio 2020

Foto: Reprodução / Fonte: FolhaPress

Publicado

em

A Federação Internacional de Voleibol divulgou nesta quinta-feira (13) a tabela dos torneios masculino e feminino na Olimpíada de Tóquio, que será realizada de 24 de julho a 9 de agosto.

A modalidade começará pelo evento masculino, no dia 25 de julho no Japão (dia 24, pelo fuso horário brasileiro). A data também vai marcar a estreia da equipe do técnico Renan Dal Zotto contra a Tunísia, às 23h05 pela hora de Brasília. Depois, o Brasil enfrentará Argentina, Rússia, Estados Unidos e França pela primeira fase.

As brasileiras, comandadas por José Roberto Guimarães, estreiam na manhã de domingo (26), às 9h45 (horário de Brasília), diante da Coreia do Sul. Na sequência, encaram República Dominicana, Japão Sérvia e Quênia.

As quatro melhores seleções avançam para as quartas de final, que terão início na terça-feira (4) para os homens e na quarta-feira (5) para as mulheres. A final masculina está marcada para sábado (8), e a feminina, para o último dia de evento, no domingo (9). Todas as partidas serão realizadas na arena Ariake, construída para a edição de 2020 dos Jogos Olímpicos.

Em Tóquio, a equipe masculina defende uma incrível sequência de quatro finais olímpicas consecutivas, tendo sido ouro na Rio-2016 e em Atenas-2004. Prata quatro anos atrás, a seleção italiana está agora no Grupo B, junto com Polônia, Japão, Canadá, Irã e Venezuela.

Contudo, esta será a primeira vez em 19 anos que o Brasil não terá à beira da quadra um de dos técnicos mais vitoriosos de sua história, Bernardinho, que deixou o comando no início de 2017.

Já a equipe feminina tenta se recuperar de uma queda precoce nos Jogos do Rio de Janeiro quando, apesar de ter passado pela primeira fase da competição sem perder um único set, caiu logo nas quartas de final para a China, após cinco parciais. Na Olimpíada do Japão as chinesas integram o Grupo B, com Rússia, Argentina, Estados Unidos, Itália e Turquia.

Confira abaixo as tabelas dos jogos do time masculino e feminino, pelo horário de Brasília:

MASCULINO

24/07 – 23h05 – Brasil x Tunísia
27/07 – 9h45 – Brasil x Argentina
29/07 – 9h45 – Brasil x Rússia
30/07 – 23h05 – Brasil x EUA
01/08 – 23h05 – Brasil x França

03/08 – Quartas de Final – 21h
04/08 – Quartas de Final – 1h / 5h / 9h30
06/08 – Semifinais – 1h / 9h
08/08 – 1h30 (disputa pelo bronze) / 9h15 (Final)

FEMININO

26/07 – 9h45 – Brasil x Coreia do Sul
28/07 – 7h40 – Brasil x República Dominicana
30/07 – 7h40 – Japão x Brasil
01/08 – 4h25 – Sérvia x Brasil
03/08 – 9h45 – Brasil x Quênia

04/08 – Quartas de Final – 21h
05/08 – Quartas de Final – 1h / 5h / 9h30
07/08 – Semifinais – 1h / 9h
08/08 – 21h (disputa pelo bronze)
09/08 – 1h30 (Final)

ESPORTES

Final de semana de medalhas para judô brasileiro

Publicado

em

Por Agência Brasil - Rio de Janeiro

Vitórias foram em torneios preparatórios para Grand Slam de Dusseldorf

Os judocas brasileiros estiveram envolvidos neste final de semana em duas competições que servem de preparação para o Grand Slam de Dusseldorf (Alemanha): o Aberto de Bratislava (Eslováquia) e o Aberto de Oberwart (Áustria).

Em Dusseldorf, a equipe feminina alcançou o total de cinco medalhas, três ouros e dois bronzes.

As conquistas vieram com Ketelyn Nascimento (até 57kg), Ketleyn Quadros (até 63kg) e Maria Suelen Altheman (acima de 78kg). Já os bronzes vieram com Gabriela Chibana (até 48kg) e Maria Portela (até 70kg).

Já em Oberwart, a equipe masculina teve uma performance com menos conquistas. Neste domingo (16) o Brasil conquistou um ouro e uma prata no meio pesado (até 100 kg). Leonardo Gonçalves derrotou Rafael Buzacarini na decisão da categoria, garantindo as duas únicas medalhas brasileiras no evento.

Grand Slam de Dusseldorf

O Grand Slam de Dusseldorf é o segundo de quatro que serão realizados até o final da corrida olímpica.

Continue lendo

ESPORTES

Gaúcho: Grêmio vence Internacional e está na final

Publicado

em

Por Agência Brasil - Rio de Janeiroga

São Paulo e Corinthians ficam no 0 a 0

Graças a um gol do atacante Diego Souza nos acréscimos da partida, o Grêmio derrotou o Internacional por 1 a 0 no último sábado (15), no estádio do Beira Rio, e se classificou para a final do primeiro turno do Campeonato Gaúcho.

Em um jogo muito parelho, o tricolor só conseguiu definir a classificação aos 46 minutos do segundo tempo, quando Everton levantou a bola na área, onde Diego Souza se antecipou à defesa e marcou de cabeça.

Agora o Grêmio aguarda o vencedor de Caxias e Ypiranga para saber quem será seu adversário na final do primeiro tempo do Gaúcho.

Empate em São Paulo

Onde também teve clássico foi no Campeonato Paulista. São Paulo e Corinthians se enfrentaram no estádio do Morumbi. Mas, em uma partida na qual os goleiros foram os protagonistas, o placar terminou em 0 a 0.

Espote, São Paulo x Corinthians - Campeonato Paulista

Goleiros brilham, e São Paulo e Corinthians ficam no 0 a 0 – Twitter São Paulo FC/Rubens Chiri e Paulo Pinto

Quem venceu em São Paulo foi o Bragantino, que superou o Oeste por 3 a 0, graças a gols de  Artur, Ytalo e Claudinho.

Vitória na Bahia

No Campeonato Baiano, o Vitória derrotou o Atlético de Alagoinhas por 2 a 1, no estádio do Barradão, e empatou em número de pontos com o líder Bahia.

Os gols da vitória do Vitória saíram dos pés de Giovani Mário e Emílio (contra). Já Reninha descontou para o Atlético.

Triunfo no paranaense

Se na Supercopa do Brasil o Athletico foi superado pelo Flamengo, no Campeonato Paranaense o furacão, jogando com seu time sub-23, derrotou o Toledo por 3 a 0. O destaque foi Pedrinho, que fez todos os gols da partida.

Continue lendo

ESPORTES

Flamengo inicia 2020 com título da Supercopa do Brasil

Publicado

em

Por Agência Brasil - Rio de Janeiro

Equipe carioca derrota Athletico-PR por 3 a 0

O Flamengo inicia o ano de 2020 como encerrou o de 2019, conquistando títulos. Diante de mais de 48 mil torcedores, a equipe carioca derrotou o Athletico-PR por 3 a 0, neste domingo (16) no estádio Mané Garrincha (Brasília), e conquistou a Supercopa do Brasil.

Esta é a primeira vez que o rubro-negro carioca conquista o título da competição criada em 1990. Tendo inspiração nos torneios europeus, a Supercopa do Brasil reúne os dois campeões nacionais (Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil) no início da temporada seguinte. Até este domingo, haviam acontecido apenas duas decisões de Supercopa. Em 1990 o Grêmio se sagrou campeão ao vencer o Vasco, e em 1991 o Corinthians faturou o título ao derrotar o Flamengo.

O jogo

O Flamengo começou a partida melhor, adiantando suas linhas e imprensando o Athletico em sua defesa. Com isso, apenas a equipe carioca criava chances de perigo.

Supercopa Brazil - Flamengo v Athletico Paranaense

Flamengo de Everton Ribeiro (esquerda) conquista primeiro título de 2020 – REUTERS / Adriano Machado/Direitos Reservados

A pressão do atual campeão do Brasileiro foi tamanha que ele não demorou a abrir o marcador. Aos 14 minutos Gabigol recebe a bola na direita e cruza para a área, onde Bruno Henrique se antecipa a dois marcadores e marca de cabeça.

Mesmo com a vantagem no marcador o Flamengo continuou mandando na partida. E o segundo veio aos 28 minutos. Filipe Luís cruza na área do Athletico, o lateral Márcio Azevedo tenta recuar para o goleiro Santos com passe de peito. Mas o toque é fraco. Gabigol aproveita o vacilo e toma a bola, dribla o goleiro e chuta para a meta vazia.

Apenas após o 2 a 0 é que o time paranaense consegue criar algo, muito por conta da diminuição do ritmo da equipe da Gávea.

A primeira chance atleticana surge aos 40 minutos, quando o goleiro Santos faz ligação direta para Marquinhos Gabriel na ponta esquerda. O camisa 10 do Athletico se livra de Rodrigo Caio e chuta cruzado. Mas Diego Alves defende com tranquilidade.

Supercopa Brazil - Flamengo v Athletico Paranaense

Bruno Henrique (esquerda) marcou um gol para o time carioca – REUTERS / Adriano Machado/Direitos Reservados

Porém, a melhor chance vem dois minutos depois, quando Rony se livra de Rafinha e cruza rasteiro para o meio da área, onde Erick perde chance claríssima.

Na etapa final o Athletico chega a ensaiar uma recuperação. Logo aos 10 minutos Erick cabeceia com perigo após bola levantada na área do Flamengo.

Aos 19 é Guilherme Bissoli quem dá trabalho para o goleiro Diego Alves. Erick cruza da direita para cabeceio com perigo do camisa 17.

Mas, mesmo em um ritmo menor, o Flamengo mantém o controle da partida. Com isso, chega ao terceiro. Aos 23 minutos, Arão lança Bruno Henrique na esquerda. O atacante avança em grande velocidade e, ao chegar na área adversária, tenta tocar para Gabigol. Santos corta parcialmente a jogada e a bola fica livre para o uruguaio Arrascaeta, que chuta da entrada da área.

Supercopa Brazil - Flamengo v Athletico Paranaense

Gabigol foi decisivo para o Flamengo diante do Athletico-PR – REUTERS / Ueslei Marcelino/Direitos reservados

A partir de então as equipes passam a criar chances de lado a lado, mas o placar permanece inalterado. 3 a 0 para o Flamengo, que conquista pela primeira vez a Supercopa do Brasil.

Sequência de decisões

Após o jogo deste domingo, o Flamengo continua em uma sequência de decisões. A primeira será na próxima quarta (19), quando enfrenta o Independiente Del Valle (Equador) no estádio Olímpico Atahualpa (Quito) na partida de ida da Recopa Sul-Americana.

No próximo sábado (22) disputa a final da Taça Guanabara, no Maracanã (Rio de Janeiro), com o vencedor de Boavista e Volta Redonda.

Esportes, Final da Supercopa do Brasil 2020,  Flamengo e Athleti

Jogadores do Flamengo têm sequência de decisões no início de 2020 – Alexandre Vidal / Flamengo/Direitos Reservados

Para terminar há o jogo de volta da Recopa Sul-Americana contra o Independiente Del Valle, partida que acontece no dia 26 de fevereiro no Maracanã.

Ficha Técnica

Domingo, 16 de fevereiro de 2020

FLAMENGO 3 X 0 ATHLETICO-PR

Competição: Supercopa do Brasil

Local: Estádio Mané Garrincha, Brasília

Flamengo: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Gerson e Everton Ribeiro (Diego); Arrascaeta (Michael), Gabigol e Bruno Henrique. T: Jorge Jesus.

Santos; Khellven (Fernando Canesin), Lucas Halter, Thiago Heleno e Márcio Azevedo (Abner Vinícius); Wellington, Erick, Léo Cittadini (Guilherme Bissoli) e Marquinhos Gabriel; Nikão e Rony.

Gols: Primeiro tempo: Bruno Henrique (14) e Gabigol (28). Segundo tempo: Arrascaeta (23).

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital