Conecte-se Conosco

ESPORTES

Fla bate o Grêmio, frustra Palmeiras e mantém esperança de título. Timão perde outa vez

Publicado

em

O Flamengo segue vivo na briga pelo título do Brasileiro. O time carioca derrotou o Grêmio por 2 a 0 na noite desta quarta-feira, no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pela 36ª rodada da competição e chegou aos 69 pontos, mantendo-se cinco pontos atrás líder Palmeiras, que goleou o América-MG por 4 a 0 em São Paulo. O resultado, porém, foi fundamental para os flamenguistas se garantirem matematicamente na fase de grupos da Libertadores.

Se o Flamengo está na fase de grupos, o Grêmio corre o risco justamente de deixar o G4, pois estacionou nos mesmos 62 pontos do São Paulo, que ainda joga pela rodada nesta quinta-feira, quando visita o Vasco em São Januário.

O jogo – O Flamengo começou a partida com mais posse de bola, tentando acuar o Grêmio no campo de defesa. Porém, como os gremistas congestionavam o próprio campo, a criação de jogadas ficava muito comprometida. A primeira oportunidade de gol dos cariocas foi aos 11 minutos, em um chute de fora da área de Everton Ribeiro, que fez a bola passar sobre o travessão.

Aos 22 minutos por muito pouco a torcida flamenguista não gritou “gol”. Vitinho cruzou e Fernando Uribe cabeceou para acertar a trave esquerda do goleiro Paulo Victor. Acuado em seu campo, o Grêmio tinha dificuldades de trocar passes na busca do contra-ataque. A maior prova disso foi que a primeira defesa do goleiro César aconteceu aos 32 minutos, em um chute de fora da área de Ramiro, facilmente defendido pelo arqueiro flamenguista.

O Flamengo seguiu pressionando e aos 34 minutos quase chegou ao gol graças a uma bela jogada individual de Cuéllar, que invadiu a área e cruzou, Uribe dividiu com o goleiro e a bola sobrou para Renê chutar sobre o gol, desperdiçando grande oportunidade.

Aos 42 minutos Diego arriscou um chute de fora da área e Paulo Victor fez grande defesa, cedendo escanteio e garantindo que o placar não se mexesse antes do intervalo.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo o Flamengo mostrou que voltou disposto a decidir o jogo. Após triangulação ofensiva a bola sobrou para Pará que, na grande área, chutou para grande defesa do goleiro. Na cobrança de escanteio a zaga do Grêmio se confundiu na marcação e Fernando Uribe pegou de primeira para anotar um golaço. O atacante levantou muito o pé e acabou cometendo falta em Cortez no lance, o que gerou a revolta dos gremistas.

Com a desvantagem o Grêmio adiantou a marcação e por muito pouco não empatou aos 16, quando Alisson fez boa jogada e cruzou para a cabeçada de Everton, defendida com dificuldade por César. O Flamengo respondeu um minuto depois, quando Réver cabeceou após cobrança de escanteio de Vitinho. Paulo Victor defendeu em cima da linha.

A torcida do Flamengo foi ao desespero com Vitinho aos 23 minutos. Em um contra-ataque ele recebeu de Diego e chutou, livre de marcação, sobre o gol, isolando a bola.

A partir daí o Flamengo passou a tentar controlar o jogo, chamando o Grêmio para seu campo e tentando explorar mais os contra-ataques. A estratégia, porém, deixou o time acuado em alguns momentos, como aos 38, quando Thaciano cruzou e Everton cabeceou para fora.

O goleiro do Flamengo operou um verdadeiro milagre aos 42 minutos. Alisson cruzou, Pedro Geromel cabeceou e César se esticou para ceder escanteio. Na resposta dos cariocas, no minuto seguinte, Marlos Moreno foi lançado e Paulo Victor se jogou aos pés do colombiano para evitar o segundo gol.

O Flamengo, porém, liquidou o jogo aos 44 minutos. Orlando Berrío foi lançado pelo lado esquerdo em velocidade em um contra-ataque, avançou e cruzou para Diego, na pequena área, escorar para o fundo da rede e sair para abraçar a galera no Maracanã, mantendo vivo o sonho do título para os cariocas.

As duas equipes voltam a campo no próximo domingo, às 17h(de Brasília). O Flamengo visita o Cruzeiro no Mineirão, em Belo Horizonte (MG). Já o Grêmio vai ao Estádio Barradão, em Salvador (BA), medir forças com o Vitória.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO-RJ 2 X 0 GRÊMIO-RS

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 21 de novembro de 2018 (Quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kléber Lucio Gil (Fifa-SC) e Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG)
Renda: R$ 701.361,00
Público: 33.932 pagantes
Cartões amarelos: Gustavo Cuéllar e Diego (Flamengo) e Matheus Henrique e Ramiro (Grêmio)
Gols:
FLAMENGO: Fernando Uribe aos 2 e Diego aos 44 minutos do 2º Tempo

FLAMENGO: César, Pará, Rhodolfo, Réver e Renê; Gustavo Cuéllar, Willian Arão, Diego, Everton Ribeiro e Vitinho (Marlos Moreno); Fernando Uribe (Orlando Berrío)
Técnico: Dorival Júnior

GRÊMIO: Paulo Victor, Leonardo Gomes, Pedro Geromel, Marcelo Oliveira e Bruno Cortez; Maicon, Matheus Henrique (Alisson), Ramiro, Jean Pyerre (Thaciano) e Everton; Jael (André)
Técnico: Renato Gaúcho.

O Atlético-PR é a equipe que mais fez gols de escanteio nesse Brasileirão (Foto: Miguel Locatelli/CAP)

Corinthians volta a perder fora de casa e segue apertado

O Corinthians sofreu, na noite dessa quarta-feira (21), sua 13ª derrota como visitante nesse Campeonato Brasileiro. Dessa vez o Atlético-PR foi quem fez a festa em cima do alvinegro do Parque São Jorge, com um triunfo por 1 a 0 na Arena da Baixada, em Curitiba.

O resultado evita um alívio definitivo dos corintianos contra o risco de rebaixamento e complica a missão da equipe na luta por uma vaga na Copa Sul-Americana do ano que vem. Por outro lado, o Furacão segue firme no objetivo de ir à Libertadores de 2019.

Com 43 pontos, o Timão é o 12º, por enquanto, e novamente terá de secar seus adversários diretos para não reviver uma tensão pela proximidade da zona de rebaixamento. Os atleticanos, com 53 pontos, ocupam a sétima posição.

Pela primeira vez desde que assumiu o Corinthians, Jair Ventura repetiu uma escalação de um jogo para o outro. O resultado foi um time ligado, concentrado e bem postado na primeira etapa. Além disso, em dois momentos os paulistas tiveram oportunidade clara de abrir o placar, primeiro com Ralf e depois com Pedrinho, em linda triangulação do ataque.

O placar zerado, porém, manteve tudo muito equilibrado. E o Furacão acabou premiado pela manutenção do ritmo na etapa final. Diferente dos visitantes, os rubro-negros partiram para cima na etapa final.

O gol parecia questão de tempo, e não demorou. Os treinos exaustivos da véspera não funcionaram para os corintianos na batida de escanteio e Léo Pereira aproveitou que nenhum marcado resolveu saltar para mandar, de cabeça, para as redes.

Após isso, Cássio evitou um revés ainda pior. Jair Ventura, pressionado no cargo, ainda tentou algo com Clayson, Araos e Emerson Sheik. Em vão. O apito final confirmou a oitava derrota do treinador pelo clube.

Nas duas últimas rodadas do Brasileirão, o Corinthians encara Chapecoense (casa) e Grêmio (fora), enquanto o Atlético-PR pega Ceará (casa) e Flamengo (fora).

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 1 X 0 CORINTHIANS

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 21 de novembro de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Cartões amarelos: Ralf, Danilo Avelar, Thiaguinho, Fagner (SCCP); Matheus Rosseto (CAP)

GOL:
Atlético-PR: Léo Pereira, aos 7 minutos do 2T

ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira, Renan Lodi; Lucho (Matheus Rosseto), Wellington e Raphael Veiga; Rony (Marcelo Cirino), Nikão e Pablo.
Técnico: Tiago Nunes

CORINTHIANS: Cássio, Fágner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf e Thiaguinho (Araos); Pedrinho, Jadson e Mateus Vital (Clayson); Danilo (Emerson Sheik).
Técnico: Jair Ventura

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual