Conecte-se Conosco

Entretenimento

Fumbel dá seminário de capacitação ao Edital de Projetos Culturais 2018

Publicado

em

Por Dedé Mesquita/Comus

A Prefeitura de Belém, por meio da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), abre nesta segunda-feira, 13, as inscrições para o seminário que visa à capacitação de interessados em se inscrever no edital de chamamento público para Seleção de Projetos Culturais de Relevância Social para o Município de Belém, promovido pela fundação.

O edital de número 004/2018 foi publicado no último dia 3 de agosto, e objetiva a celebração de parcerias de fomento à cultura, por meio do Termo de Colaboração ou Termo de Cooperação Financeira, com pessoas físicas, grupos culturais sem constituição jurídica e pessoas jurídicas sem fins lucrativos, para realização de projetos culturais em Belém.

A Prefeitura de Belém tem disponível um orçamento de R$ 3 milhões para esse edital. O repasse do apoio será assegurado diretamente pela Prefeitura. “Nós estamos primando pela qualidade na construção desses projetos, por isso toda nossa equipe passou por uma formação e assim, nossos servidores vão poder ajudar as pessoas na elaboração de seus projetos”, detalhou Fabio Atanásio, presidente da Fumbel.

Seminário – As inscrições para o seminário de capacitação ao edital começam nesta segunda-feira, 13, são gratuitas e podem ser feitas na sede da Fumbel, na avenida Governador José Malcher. O seminário será nos dias 16 e 17 de agosto, no cinema Acyr Castro, localizado na sede da própria fundação, a partir das 15h, com turmas de 50 pessoas, em cada dia.

“Estamos concentrando esforços para que o seminário alcance um grande número de pessoas. Temos, inicialmente, 100 vagas, sendo 50 em cada dia, mas se a demanda persistir, nós poderemos fazer outras turmas”, adiantou Atanásio.

Edital – Lançado e publicado no Diário Oficial do Município, no último dia 3, o edital para seleção de Projetos Culturais de Relevância Social para o Município de Belém terá inscrições abertas no período de 20 de agosto a 10 de outubro, no horário das 8 às 14 horas, na sede da Fumbel. A inscrição é gratuita. O edital completo, assim como a relação dos documentos necessários, pode ser acessado pelo site www.belem.pa.gov.br.

O edital estabelece novos critérios para a

—FOTO UCHOA SILVA-Agência Belém

quisição de incentivo financeiro a projetos culturais ou esportivos em Belém. Serão contemplados 55 projetos, que estão previstos desta forma: cinco (5) projetos de até R$ 100 mil; dez (10) projetos de até R$ 70 mil; e quarenta (40) projetos de até R$ 45 mil.

Os segmentos focados são Artes Cênicas (teatro), Artes Visuais (cinema), Artes Plásticas, Expressões Coreográficas/Dança, Expressões Literárias, Gastronomia, Moda, Música e Artes Circenses.

O novo edital é baseado na Lei Federal 13.019/2014, que estabelece e permite convênios entre os setores públicos e privados de maneira mais ágil e transparente. “As pessoas podem inscrever seus projetos, mas eles devem ser adequar às normas e critérios que estabelecemos para o repasse do incentivo. É uma ação política cultural que vai buscar que esses projetos tenham maior ressonância junto à sociedade, já que temos como meta que esses projetos não se encerrem em si, mas que eles tenham foco em uma ação que chamamos de ‘legado para a cidade’. Por isso, é que a preparação de nossos servidores, para que eles passem essas informações de forma clara ao nosso público, foi grande”, detalhou Atanásio.

Formação – A Fumbel promoveu e ministrou uma oficina de formação continuada em Projetos Culturais de Relevância Social, no mês de julho deste ano.

Foi a primeira vez que esse tipo de oficina foi promovido pela Prefeitura de Belém, e teve a participação de 25 servidores municipais, oriundos da Fumbel e também das Secretarias de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) e de Planejamento (Segep). A culminância dessa preparação foi na tarde de sexta-feira, 10, quando houve a apresentação dos projetos que foram elaborados durante a oficina.

Serviço:

Seminário de capacitação ao edital para Seleção de Projetos Culturais de Relevância Social do Município de Belém, dias 16 e 17 de agosto, no cinema Acyr Castro, na sede da Fumbel (avenida Governador José Malcher, próximo à travessa Doutor Moraes), a partir das 15 horas. Inscrições na sede da Fumbel. Programação gratuita.

 

Continue lendo
Clique para comentar

Entretenimento

Câmara de Belém defende volta do programa de música reggae à rádio Cultura FM

Publicado

em

Mauro Freitas criticou a decisão do novo presidente da Funtelpa e pediu providências ao governador Helder Barbalho.

Como apoiador da cultura reggae e autor de dois projetos de lei relacionados ao tema, um que reconhece o Tributo a Bob Marley e outro que instituiu o Dia Municipal do Reggae no calendário oficial de Belém, o presidente da Câmara Municipal de Belém, vereador Mauro Freitas (DC), usou a tribuna da Câmara Municipal de Belém, na  terça-feira  passada (12), para se solidarizar com a nação regueira e recebeu apoio de todos os vereadores presentes.

O presidente manifestou indignação com a decisão do atual diretor da Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa), Hilbert Nascimento (Binho Dilon), que retirou o programa de música reggae da grade de programação da rádio Cultura FM, após 30 anos no ar. “O programa é uma ferramenta de defesa da cultura negra, defesa da juventude, da cultura de paz, da periferia e atinge uma camada grande da sociedade. É importante reconhecer a importância desse ritmo pra história”, afirmou Mauro.

O vereador Fernando Carneiro (PSOL) subscreveu o requerimento e justificou o apoio dizendo que existem muitas bandas autorais que produzem música reggae de altíssimo nível em Belém e em cidades do interior do estado do Pará. “Manter o programa é divulgar o trabalho dos artistas daqui. É importante não só manter o programa, como a equipe que faz a produção desse conteúdo”, disse Carneiro.

Mauro solicitou ao governador  do Pará que intervenha para que a decisão seja reconsiderada e ainda durante a sessão recebeu um retorno de  Hélder Barbalho. Segundo Mauro, o governador informou que vai rever a decisão do atual presidente da Funtelpa.

Continue lendo

Entretenimento

Shows de música regional encerram os festejos do aniversário de Belém

Publicado

em

O público aprovou a seleção de artistas que animou a noite no Portal

Para encerrar o dia festivo do aniversário de Belém nada melhor do que acompanhar shows de artistas locais em um dos pontos mais importantes da cidade, o Portal da Amazônia. Na noite do sábado, 12, os belenenses de nascimento ou de coração puderam celebrar com música regional e cantar o tradicional “Parabéns Pra Você” pelos 403 anos da cidade morena do cheiro-cheiroso.

Até quem mora do outro lado da cidade passou para assistir aos shows. “Eu moro na Mário Covas e sempre que tem festa aqui, sempre que eu posso, estou vindo para cá. A gente se sente seguro em trazer a família. Estou achando ótimo, maravilhoso”, conta Onorina Ferreira. A dona de casa estava acompanhada da numerosa família, que tem pessoas de vários lugares de Belém e que se encontram no Portal. “Veio a família toda. Aqui tem mais de 20 pessoas. E todo ano a gente vem, é muito bacana. Aqui na orla é nosso point”, destaca a vendedora Benedita Salgado, que também faz parte da turma.

“É muito bom ter uma festa dessa para a nossa cidade. A gente tem que aproveitar e estamos aproveitando”, disse o motorista Mauro Silva, que assistia ao evento acompanhado da esposa, Rosa Cravo. O casal conta que é bastante assíduo no Portal. “Moramos aqui perto e sempre viemos aqui no Portal. Eu gosto muito daqui. Quase todas as noites a gente vem aqui”, garante a estudante de pedagogia.

Os shows ficaram por conta de quatro bandas e um DJ que agitaram quem passou pelo local. A banda ACena abriu a programação com música afro-brasileira, Sérgio Leite & Banda apresentaram um repertório de músicas regionais, Henrique Senna & Banda deram um show de MPB e a banda Camarote Vip colocou o público para dançar com uma mistura de ritmos populares. O DJ Proefx apresentou um set de música eletrônica paraense intercalando com as outras atrações.

Encerramento da programação de aniversário de Belém atraiu um grande público ao Portal da Amazônia

 

A escolha dos artistas foi aprovada pelo público, que dançava e arriscava cantar junto com os músicos. “O que eu achei bacana é que são artistas da nossa terra, mesmo. Aqui é nossa raiz. E esse momento de lazer e festa na beira do rio é maravilhoso”, apreciou Flávio dos Santos. Desde cedo no Portal, o autônomo se antecipou e garantiu os petiscos para curtir a noite. “Trouxemos o isopor com nosso tira-gosto e nossa bebida para curtir bastante até o final”, disse.

Promover a participação de artistas locais nas manifestações culturais da cidade é uma das marcas da atual gestão da Prefeitura de Belém. A diretora do departamento de ação cultural da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), Thaissa Scerne, explica que em novembro de 2018 foi aberto um edital com categorias para o réveillon e para o aniversário de Belém e essas atrações foram aprovadas, selecionadas, credenciadas e estão fazendo parte da grade de eventos.

“São artistas maravilhosos, com trabalhos autorais, trabalhos de cultura popular. É importante a gente dar uma misturada nos ritmos da nossa guitarrada, do nosso carimbó e dos trabalhos autorais que falam de Belém. Essa é a nossa homenagem à nossa cidade. A gente, da Fumbel, pensou com muito carinho nesse evento”, disse Thaissa.

Para garantir a segurança daqueles que passaram pelo Portal da Amazônia a Guarda Municipal de Belém (GMB) atuou com 90 agentes, cinco viaturas, seis motos e com o ônibus “Crack, é possível vencer”. A Defesa Civil esteve presente com 17 pessoas divididas em duas equipes realizando ações preventivas. O ordenamento do trânsito ficou por conta da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), que impediu a circulação de veículos nas vias onde estava sendo realizado o evento e o desvio das vias adjacentes.

Equipes da GMB garantiram a segurança de quem foi ver os shows que encerraram os festejos dos 403 anos de Belém

 

Pinheira/Comus PMB

Continue lendo

Entretenimento

Antigo Cassino da Urca será restaurado com recursos do BNDES

Publicado

em

Alana Gandra / Agência Brasil

RIO– O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou hoje (17) a aprovação de apoio não reembolsável no valor de R$ 11,4 milhões, no âmbito da Lei Rouanet, para o Istituto Europeo di Design – Brasil (IED-Rio). Os recursos serão utilizados na restauração e modernização do conjunto arquitetônico do antigo Cassino da Urca.

O prédio, situado no bairro da Urca, zona sul da cidade, é sede da IED-Rio, uma escola de desenho gráfico, de produtos e de moda. Ao longo de sua história, o local colecionou referências icônicas. Por lá, por exemplo, se apresentaram artistas famosas como Carmen Miranda. Além disso, o espaço abrigou ainda a extinta TV Tupi.

Segundo informação da assessoria de imprensa do BNDES, o IED-Rio fará também intervenções físicas no prédio para a implantação do Centro de Inovação e Design em Economia Criativa, que prevê investimento total no valor de R$ 21,4 milhões.

Falando à Agência Brasil, o vice-diretor do IED-Rio, Daniel Dias, disse que o Centro de Inovação em Economia Criativa deverá estar concluído no segundo semestre de 2020. Ele avaliou como positiva a aprovação dos recursos pelo BNDES.

Pesquisas

Voltado para pesquisas, esse centro será aberto ao público e abrigará o laboratório IED Lab Rio, consultoria e atividades culturais gratuitas, entre as quais exposições, teatro, música, cinema, desfiles, eventos, seminários e palestras, funcionando como espaço moderno de exibição de design e outras iniciativas culturais.

A proposta do IED-Rio é criar um grande laboratório aberto em ambiente favorável à criação de startups (empresas em fase inicial que desenvolvem produtos ou serviços inovadores), permitindo testar ideias antes de lançar projetos ao mercado, disse a assessoria do BNDES. No laboratório IED Lab Rio, serão desenvolvidas atividades em design de alimentos, artesanato, moda, entretenimento e sustentabilidade e cidades inteligentes.

Atualmente, o IED-Rio recebe em torno de 600 alunos por ano, em seus cursos de pós-graduação.

História

Construído em 1932, o prédio abrigou inicialmente o Hotel Balneário, depois transformado pelo empresário Joaquim Rolla no Cassino da Urca, que funcionou de 1933 a 1946, quando os jogos foram proibidos. Grandes nomes da música popular na década de 40, como a cantora Carmem Miranda, passaram pelo palco do cassino.

Em seguida, o local foi comprado pelos Diários Associados e adaptado para receber os estúdios da TV Tupi, que ficou no local de 1951 até 1980, quando encerrou suas transmissões. Até 1990, o prédio funcionava com escritórios, e foi retomado pela prefeitura. Em 2006 o prédio foi cedido por 50 anos ao Istituto Europeo di Design (IED), com sede em Milão, tendo como contrapartida a reforma do local.

O conjunto é formado por dois prédios interligados por uma passarela. A construção do lado da praia já foi reformada e está ocupada pelo IED.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaques