Conecte-se Conosco

BELÉM

Funbosque abre inscrições para seleção de mais de 70 profissionais

Publicado

em

Funbosque abre inscrições para seleção de mais de 70 profissionais para Cursinho Pré-Vestibular Municipal de Belém. — Foto: Tábita Oliveira / Semec Fonte: G1

A remuneração varia entre R$1.068,11 e 1.429,65, para o setor administrativo. E para os educadores; a hora aula é no valor de R$41,20. A inscrições encerram na terça-feira, 3.

A Fundação Centro de Referência em Educação Ambiental Escola Bosque Professor Eidorfe Moreira (Funbosque) abre as inscrições para seleção de 78 profissionais, nesta segunda-feira (2). As vagas são para os setores administrativo e educacional do Cursinho Pré-Vestibular Municipal de Belém. As inscrições são somente até terça-feira (3), tudo pelo site da Prefeitura de Belém.

“Atualmente, o Pré-Vestibular Municipal passou a ser mantido pela Funbosque, que administra e contrata os educadores e funcionários. E este edital visa à contratação de profissionais para o ano letivo de 2020”, explica Beatriz Padovani, presidente da Funbosque.

A remuneração varia entre R$1.068,11 e 1.429,65, para o setor administrativo. E para os educadores; a hora aula é no valor de R$41,20; os candidatos deverão ter disponibilidade de atividades entre 15 e 100 horas mensais.

Vagas

Para nível fundamental há vaga de agente de portaria (02), agente de serviços gerais (03), Auxiliar administrativo/recepcionista (01) e auxiliar administrativo/operador de pátio (02). No nível médio há vagas para auxiliar técnico de computação (02) e assistente administrativo (08).

E para o nível superior há vagas para educadores de curso pré-vestibular das seguintes disciplinas: biologia (09), Sociologia (01), Direito/Noções de Direito (02), Filosofia (01), Física (06), Geografia (06), História (06), Letras (10), Inglês (01), Matemática (12) e Química (06). Algumas funções contemplam vagas para pessoas com deficiência (PcD) e cadastro de reserva.

A seleção obedece três fases: a primeira referente à inscrição no site; a segunda é a análise curricular; e a terceira, comprovação de dados informados na inscrição. O candidato deve ficar atento a lista preliminar de classificados que será divulgada na próxima quarta (4). A entrega da documentação que deve ser feita na segunda-feira (9), na sede da Funbosque, no distrito de Outeiro. Não haverá fase de entrevista.

BELÉM

Alunos do projeto Alfabetização em Movimento, da Semec, recebem certificados

Publicado

em

Fonte/Foto: redepara

Superando dificuldades e preconceitos, 20 alunos do projeto “Alfabetização em Movimento”, promovido pela Prefeitura de Belém, realizaram, este ano, um sonho de infância de voltar à sala de aula para serem alfabetizados. Na tarde de quarta-feira, 12, os alunos receberam os certificados de conclusão de curso, no salão Pérola, da sede Secretaria Municipal de Educação (Semec).

Radiante com a conquista, a aluna Maria Cleonice da Silva Pimentel, de 53 anos, empregada doméstica, lembra que o preconceito do pai a impediu de frequentar a escola, desde criança.

“Na colônia agrícola de Abaetetuba, eu e minhas irmãs tínhamos que trabalhar na roça, porque meu pai dizia que só os filhos homens podiam ir à escola. Com 12 anos vim pra Belém para cuidar dos meus sobrinhos. Tentei frequentar a escola, mas fiquei numa turma com crianças pequenas que riam de mim, e não fui mais. Depois, tive que trabalhar em casa de família. Cresci, casei, tive filhos e só sonhava”, conta, emocionada, e ressalta que ficava constrangida em pedir ajuda às pessoas e quando a patroa lhe pedia para escrever uma lista de compras.

“Minha filha foi quem me ensinou a assinar meu nome, porque tinha que tirar uns documentos. Quando soube do curso, fiz logo a minha inscrição. Quando a gente não sabe ler, a gente se sente cega, surda e muda. Porque a gente não vê as coisas e agora, depois do curso me sinto livre”, comenta a estudante, que já lê bem e teve aulas de artes, jogos, informática. Cleonice vai continuar a estudar, agora, pela Educação de Jovens e Adultos (EJA), da rede municipal.

Timidez – Julião Pinheiro Sozinho, de 67 anos, morador do bairro Cremação, apesar de tímido, estava muito feliz. “Gostei muito do curso. Nunca estudei, porque desce cedo tive que trabalhar para ajudar a minha mãe, que é analfabeta, a sustentar os meus irmãos. Nunca tive alguém para me incentivar. Perdi muita coisa por não estudar. Hoje, consigo ler e escrever. Meu sonho era escrever um cartão de Natal para os meus filhos”, conta Julião, que mesmo em tratamento de metástase não desistiu do curso e lembrou que queria ser juiz, quando criança. A família só soube que Julião estava participando do projeto há pouco tempo.

“Agora eles podem ler uma bula de remédio, pegar um ônibus sem precisar de ajuda e ler o apontamento do neto. Estamos orgulhosos por eles. Esse projeto foi uma iniciativa do prefeito que queria ir às pessoas para alfabetizá-las. Com a aula de informática, eles podem  passar uma mensagem em WhatsApp e acessar a internet”, disse a titular da Semec, Socorro Aquino, ressaltando que agora os alunos estão preparados para ingressar na Educação de Jovens e Adultos, para concluir o ensino fundamental.

Projeto – Destinado aos trabalhadores e pessoas em situação de rua, do Complexo do Ver-o-Peso e São Brás, o projeto foi criado com recursos próprios da Prefeitura de Belém e num formato itinerante, com uma turma no mercado de Carne Francisco Bolonha, e outra no Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP), de São Brás.

Os alunos receberam kits escolares e foram acompanhados pelos professores Sônia Maria Koury e Dirceu Bibiano Duarte, além de técnicos da Semec. As aulas ocorriam nos horários das 14h30 às 17h30. Durante o curso, os alunos também receberam conhecimentos de arte e informática.

Alfabetização – O projeto é resultado de uma iniciativa que vem sendo desenvolvida pela Prefeitura, desde 2013, quando foi parceira do Movimento de Alfabetização de Jovens e Adultos (Mova) do Governo Federal, suspenso em 2015. A Prefeitura de Belém alfabetizou mais de 9 mil pessoas entre 2013 e 2015, recebendo prêmio por ser a capital que conseguiu cumprir as metas determinadas naquela época.

A Prefeitura de Belém, por meio da Semec, atende, atualmente, a mais de 18 mil alunos do ciclo de alfabetização do 1º ao 3º ano do ensino Fundamental que estão sendo alfabetizados. Da Educação de Jovens e Adultos (EJA) são mais de 5 mil (35 escolas com 168 turmas); do projeto “Alfabetização em Movimento” são 20 alunos (mercado De Carne e Centro POP) e do Projovem, em duas escolas, em parceria com o Governo Federal, são 142 alunos que estão sendo alfabetizados.

Diante do resultado positivo, a Semec pretende aumentar o número de alunos e turmas para 2020 para dar oportunidade à toda população de Belém. “Não é justo um cidadão não saber ler, não é justo o cidadão ser analfabeto. E precisamos atender todos os cidadãos belenenses, paraenses e brasileiros”, conclui Socorro Aquino.

Continue lendo

BELÉM

Após debates sobre os projetos do Executivo deputados votam favoráveis

Publicado

em

Foto: PC Carvalho / Fonte: Alepa/PA

Em reunião extraordinária conjunta, os deputados membros das Comissões de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO), Constituição e Justiça (CCJ), Trabalho, Previdência e Assistência Social (CRTPAS) reuniram -se, nesta quinta – feira (12/12), para discutir com equipes de governo os 14 projetos de autoria do Poder Executivo enviados à Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), para apreciação dos parlamentares antes da votação em plenário prevista para a próxima semana.

Entre os principais projetos na pauta, a Reforma da Previdência Estadual obteve maior detalhamento. A proposição é composta por um conjunto de cinco projetos: três projetos de lei complementar, um projeto de lei e outro de proposta de emenda constitucional (PEC).

Os projetos previdenciários propõem alteração nos valores de contribuição, regras para aposentadoria e pensão, com novas alíquotas de contribuição para o servidor civil da ativa de 11% para 14%.  Ainda há também mudança nos cálculos dos benefícios previdenciários, com a aplicação dos mesmos cálculos adotados pelo Governo Federal e uma proposta de instituição da Previdência Complementar, que será opcional para os contribuintes que já estão no atual regime.

Foto: PC Carvalho

O objetivo, segundo mensagem do Poder Executivo, é manter a capacidade mínima de investimentos no Estado, considerando a relação entre as mudanças propostas e a curva ascendente da arrecadação, diminuindo o déficit anual em cerca de R$ 400 milhões.

Considerando a importância do tema, os deputados têm se dedicado em debater o projeto com o Poder Executivo, autor da proposta e com representantes de sindicados dos servidores. Um dos objetivos é antecipar as discussões que, obrigatoriamente, precisarão ser realizadas até o segundo semestre de 2020.

Líder do governo na Casa, o deputado Chicão (MDB) destacou que a o Poder Legislativo tem se dedicado a ampliar o debate.

“Os projetos estão seguindo todos os trâmites normais nesta Casa e não há atropelamento. Além disso, o legislativo e o governador tem procurado debater os projetos para melhor entendimento e detalhamento”, defendeu.

Todos os projetos foram aprovados com ressalvas de emendas a serem apresentadas, analisadas e votadas na próxima semana em sessão ordinária. Dos 41 deputados, 21 participaram da reunião e aprovaram os projetos originários do Poder Executivo Estadual.

Foto: PC Carvalho

Representando o Governo do Estado, estiveram presentes à reunião, o Procurador- Geral do Estado, Ricardo Sefer;  Secretária Adjunta de Planejamento, Renata Mirella Freitas Guimarães de Souza Coelho e o Presidente do Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Pará (IGEPREV), Silvio Roberto Vizeu Lima.  

Continue lendo

PREFEITURA DE BELÉM

Prefeitura anuncia Plano de Saneamento de Belém

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Agência Belém

Durante a reunião da comissão intersetorial montada para discutir o destino do lixo da Região Metropolitana de Belém (RMB), ocorrida nesta quinta-feira, 12, na sede do executivo municipal, o prefeito Zenaldo Coutinho anunciou que, já no próximo encontro do grupo, fará a apresentação do Plano Municipal de Saneamento de Belém.

A reunião é uma sequência das demais ocorridas em 2019 com o objetivo de encontrar solução para a destinação do lixo da RMB. Algumas ações já foram implementadas e, de acordo com o prefeito Zenaldo Coutinho, na manhã desta quinta-feira foi entregue a perícia judicial, que é uma proposição das tarifas da tonelada dos resíduos sólidos da RMB. Agora é aguardado o posicionamento do desembargador Luiz Neto.

“Estamos evoluindo nos estudos para a decisão daquele que seja o melhor caminho alternativo ao destino do lixo, que hoje ocorre em Marituba. Alguns estudos estarão sendo apresentados no próximo dia 20 de dezembro e nós teremos os primeiros produtos do Plano Municipal de Saneamento de Belém”, informou Zenaldo, lembrando, ainda, que a capital paraense vem participando ativamente da comissão junto ao Tribunal de Justiça do Estado (TJE).

Nesta semana houve uma visita técnica ao aterro sanitário, em Marituba, comandada pela promotora de Justiça Ana Maria Magalhães, da 5ª Promotoria de Justiça de Marituba, com a presença de representantes dos municípios de Belém, Ananindeua e Marituba.

Até 2021 os municípios devem encontrar uma solução alternativa para o aterro sanitário. E, para a promotora, as tratativas estão avançando. “Os municípios vão apresentar suas propostas, isto é sinal de que estão se dedicando a isto. É importante entender que a solução para estes resíduos é muito complexa. A gente quando começa a entender um pouquinho do assunto vê que ela demanda uma vasta gama de conhecimentos. Não é só aterro sanitário, mas estou otimista por ver o encaminhamento deste assunto”, declarou.

Acordo – Em julho deste ano houve um acordo judicial que permite a destinação do resíduo sólido na RMB e o funcionamento do aterro de Marituba por mais dois anos.

Estiveram presentes na reunião desta quinta representantes das Prefeituras de Ananindeua e de Marituba, do governo do Estado, do Ministério Público e da Procuradoria Geral do Município de Belém.

Texto: Karla Pereira

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital