Conecte-se Conosco

POLÍCIA

Garota é espancada até a morte com botijão de gás em Altamira

Foto: Reprodução / Fonte: Correio de Carajás

Publicado

em

Espancada com um botijão de gás até desfalecer e morrer. A informação foi repassada ao delegado David Flávio, responsável pela Delegacia de Homicídios do município de Altamira, na região Sudoeste do Pará, por um dos envolvidos no brutal assassinato da jovem Vanuza do Carmo Viana.

A Polícia Civil chegou ao primeiro de um total de quatro envolvidos no crime na tarde do mesmo dia. Clayver Cândido da Silva, apontado como suspeito pela participação da jovem Vanuza do Carmo Viana, de 18 anos de idade, considerada dependente química, foi preso e confessou participação no homicídio.

Na versão do suspeito, ele disse que três homens o abordou e o obrigou a participar da morte, que aconteceu na Rua Tiradentes, Bairro São Domingos. A vítima estava na casa de uma amiga e quando os algozes chegaram ao local obrigaram a amiga a colocar um travesseiro no rosto para impedir a visão da tortura e morte.

Ainda pela versão do suspeito, um botijão de gás foi utilizado na sessão de espancamento. Segundo a apuração, os agressores chegaram na casa da vítima e renderam a jovem. Eles a mataram e roubaram os aparelhos celulares e uma caixa de som que estavam no local. O crime virou notícia, e comoveu os moradores da cidade devido a morte brutal da jovem. Clayver é suspeito de latrocínio.

Por Antonio Barroso/Freelancer

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual