Conecte-se Conosco

Tecnologia

Google vai aumentar a segurança no acesso a dados de aplicativos

Publicado

em

Foto: Arte/Olhar Digital
Spread the love

Ao instalar um aplicativo, é muito comum aparecer uma mensagem na primeira vez em que ele é executado. Um balão explode na tela solicitando o acesso às informações pessoais do usuário. Exemplo: “O app X quer acessar seus contatos. Permite que o app X acesse seus contatos?”

A maioria dos aplicativos pede mais de duas permissões, chegando, às vezes, a cinco perguntas em sequência. Em muitos casos, justiça seja feita, eles precisam acessar certas informações para terem suas funcionalidades em total funcionamento.

Mas, claro, é preciso ficar (muito) atento às exceções: Exemplo: se você baixa um app de lanterna, o Android vai verificar quais dados ele está “querendo” acessar. E se aparecer a pergunta “O app Lanterna quer acessar seus contatos. Permite que Lanterna acesse seus contatos?” Ora, para que um aplicativo que vai somente acionar a luz do flash precisa verificar esse tipo de informação?

E pensando nisso, o Google anunciou uma camada adicional de segurança que o sistema Android passará a oferecer para que desenvolvedores mal intencionados não roubem dados dos usuários.

No futuro, o Google vai alterar a programação do sistema de modo que as perguntas não apareçam em sequência. A pergunta de concessão de permissão de acesso vai aparecer sob demanda, ou seja, somente quando o aplicativo quiser acessar um determinado dado.

Isso muda algo? Bom, o fato é que quando aparecem 3 ou mais perguntas na sequência, a tendência é que os usuários acabam permitindo tudo o que o sistema pergunta, sem nem ao menos ler o que o app está querendo acessar. Isso acontece devido a um fator chamado “pressa”.

Com as perguntas aparecendo uma a uma, e em intervalos de tempo, a chance de permitirmos um acesso supeito é menor. Resumindo, teremos um controle maior sobre esse processo, o que significa mais segurança. Em 2019, o Google também vai restringir o acesso ao conteúdo do Gmail para aplicações e add-ons, que são programas que adicionam alguma melhoria à aplicação original, como clientes de e-mail, serviços de backup, serviços de CRM e newsletters.

Este projeto também se baseia em regras mais rigorosas, que foram implementadas pelo Google no ano passado para desenvolvedores de aplicativos da Web que acessam dados de contas de usuários por meio da infraestrutura OAuth do próprio Google. O OAuth nada mais é do que conceder o acesso a uma aplicação se logando nela por meio de contas de redes sociais. O Google também é usado por cadastros de desenvolvedores para se logar mais rapidamente a uma aplicação deles.

O Google está aconselhando os desenvolvedores que usam o Google OAuth a solicitar permissões somente quando necessário (em casos de login, por exemplo) e fornecer justificativa antes de solicitar acesso.

As mudanças serão executadas para novos desenvolvedores ainda este mês e serão estendidas aos existentes no início de 2019.

Fonte: Olhar Digital

Continue lendo
Clique para comentar

Tecnologia

Uber testa serviço de ‘funcionários sob demanda’ por aplicativo

Publicado

em

Foto: Divulgação
Spread the love

Pelo aplicativo da Uber, já é possível pedir carros particulares, comida por delivery e até bicicletas, barcos e helicópteros em algumas regiões do mundo. Em breve, a empresa pode começar a oferecer também funcionários temporários através do app.

É o que diz uma reportagem publicada nesta quinta-feira, 18, pelo jornal norte-americano Financial Times (via The Verge). O serviço, batizado internamente de Uber Works, estaria ainda em fases iniciais de desenvolvimento, com testes sendo realizados em Chicago e Los Angeles, nos Estados Unidos.

A ideia é que pequenos e médios empresários possam usar o Uber Works para contratar profissionais por curtas jornadas, como garçons ou seguranças para um evento, por exemplo. Esse tipo de serviço já é oferecido por agências de trabalho terceirizado no Brasil e no mundo.

O diferencial do serviço da Uber seria o modelo de negócios. Assim como motoristas podem se cadastrar para ganhar dinheiro com o Uber e motociclistas podem ser pagos para entregar comida com o Uber Eats, profissionais autônomos poderão receber por diárias no Uber Works.

Oficialmente, a Uber não quis confirmar ou negar a informação do Financial Times. O serviço de funcionários sob demanda faria parte do crescente investimento da empresa em modalidades alternativas aos carros particulares, como o serviço de bicicletas e patinetes elétricos oferecido nos EUA.

Ainda em fase de testes, o suposto Uber Works não tem previsão para ser oficialmente anunciado e, segundo o jornal, pode até mesmo ser abandonado caso a experiência não dê o resultado que a empresa espera.

Fonte: Olhar Digital

Continue lendo

Tecnologia

Google Play vai oferecer demos gratuitas de jogos pagos por Instant Apps

Publicado

em

Foto: Google
Spread the love

“Instant Apps” é o nome de um recurso do Google Play que permite ao usuário experimentar um aplicativo ou jogo do Android sem ter que baixar o software completo. Em breve, a plataforma vai disponibilizar também demos gratuitas de jogos pagos.

O Google anunciou a novidade nesta quinta-feira, 18. Além de permitir experimentar jogos pagos em versões de demonstração grátis, o Google Play também vai permitir que usuários experimentem games que ainda não foram lançados neste mesmo esquema.

Os primeiros jogos com a novidade serão “Looney Tunes: Mundo Insano”, ainda não lançado, e “Umiro”, que custa R$ 9,49 no Android. Os Instant Apps são versões reduzidas de aplicativos que ocupam, no máximo, 10 MB, e trazem apenas funções básicas.

Outra novidade é que desenvolvedores poderão permitir que usuários continuem rodando um aplicativo ou jogo enquanto uma atualização é instalada em segundo plano. E, em breve, será possível também “congelar” assinaturas feitas pelo Google Play.

Os recursos ainda vão depender dos desenvolvedores, que devem habilitá-los por conta própria ao administrar um jogo ou app no Google Play. Mas as ferramentas já estão disponíveis a partir desta semana.

Fonte: Olhar Digital

Continue lendo

Tecnologia

Usain Bolt, o homem mais rápido do mundo, vai ser adicionado ao FIFA 19

Publicado

em

Foto: Reprodução/Getty
Spread the love

O homem mais rápido do mundo vai ser adicionado ao FIFA 19. E, obviamente, será o atleta mais veloz do jogo de futebol da EA Sports. O tricampeão olímpico Usain Bolt, que está em um período de testes no time de futebol Central Coast Mariners, da Austrália, vai ser incluído na próxima atualização do game.

De acordo com o jornal inglês Mirror, Usain Bolt vai ser incluído na atualização de início de ano do game, independentemente de assinar ou não um contrato definitivo com o Central Coast Mariners.

O tricampeão olímpico foi contratado em agosto pelo time australiano e, desde então, está sendo testado para saber se fica em definitivo no time profissional ou não. Em uma partida no dia 12 de outubro, ele marcou dois gols na goleada do clube contra o Macarthur South West United.

Fonte: Olhar Digital

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaques