Conecte-se Conosco

Governo do Pará

Governador pede ajuda à União para reconstruir ponte sobre rio Moju

Publicado

em

O governador do Estado, Helder Barbalho, reuniu-se, na manhã desta quarta-feira (10), no Palácio do Planalto, em Brasília (DF), com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, com quem tinha uma agenda na capital federal. Por conta do assunto levado por Helder para o encontro – a reconstrução da ponte sobre o Rio Moju, destruída após um sinistro, no último sábado (6) – Lorenzoni achou por bem que o governador do Pará pudesse falar diretamente com o presidente da República. O chefe do Executivo Estadual solicitou, então, a Bolsonaro ajuda para a reconstrução da ponte, cuja obra está estimada em R$ 113 milhões.

Segundo o governador, o presidente se demonstrou sensível e solidário à causa e determinou que sua equipe, liderada pelos ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni; da Infraestrutura, Tarcísio Gomes; e da Economia, Paulo Guedes, analise de que forma e com que volume será possível colaborar.

“A solução ainda não foi consolidada pelo governo federal, porém, a determinação do presidente é de que a equipe encontre mecanismos para que a União possa colaborar nesse enfrentamento. Fizemos a solicitação dos R$ 113 milhões, mas, mesmo que esse apoio não seja possível, vamos fazer a nossa parte e restabelecer a normalidade para o povo e para a economia do Pará”, garantiu.

Helder informou ainda que, na noite de terça-feira (9), o governo do Estado entrou com pedido judicial para que as quatro empresas responsáveis, tanto pela balsa envolvida no acidente, quanto pelos produtos transportados, sejam responsabilizadas pelo sinistro e que tenham bloqueado das suas contas o valor de R$ 187 milhões, que corresponde à reconstrução da ponte e outras obras e serviços complementares.

“Essa reunião serviu para que eu pudesse explanar todo o ocorrido e, principalmente, os impactos na vida dos paraenses após a destruição da ponte Rio Moju. Apresentei tudo aquilo o que já estamos executando e também solicitei ajuda do governo federal, para que possa estar junto conosco nas soluções de reconstrução da estrutura e também como apoiador nos investimentos que serão necessários”, pontuou.

Helder Barbalho explica que conta com o apoio do governo federal nas ações de emergência para restabelecer o tráfego e, assim, e garantir a normalidade do fluxo de pessoas e de carga na região. “O nosso foco central é a reconstrução da ponte, pois estamos iniciando, hoje, o deslocamento dos escombros, e a intenção é que nós consigamos, nos próximos dias, já fazer o início da reconstrução desta estrutura”, destacou o governador.

Um trecho de mais de 260 metros da ponte veio abaixo no último sábado (6), quando uma balsa atingiu um dos pilares da estrutura, construída sobre o Rio Moju e parte integrante do complexo da Alça Viária, que liga Belém às regiões Nordeste, Sudeste e Sul do Pará. “Sem dúvida, essa é uma das principais artérias de escoamento de produção e de deslocamento de pessoas no Estado”, resumiu o governador. A nova ponte terá 264 metros e será dividida em dois vãos, diferente da anterior, que contava com três pilares e formava quatro vãos.

Fonte: Agência Pará

Governo do Pará

Fundo de Desenvolvimento garante R$ 8 milhões em investimentos para o Estado

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Pará

Com o objetivo de levar melhorias para a população das diferentes regiões do Pará, o governo do Estado, por meio do Fundo de Desenvolvimento Econômico da Secretaria de Planejamento (FDE/Seplan), firmou importantes convênios com as prefeituras de Itaituba, Ananindeua e Barcarena. No total, serão destinados mais de R$ 8 milhões em investimentos na área de infraestrutura, que garantirão avanços significativos no desenvolvimento econômico dos municípios.

Em Itaituba, o convênio firmado pelo governo do Estado garantirá a implantação do sistema de macrodrenagem da rua em que está localizado o Hospital Regional do Tapajós. A expectativa é de que a obra ligue o sistema de esgoto da unidade de saúde ao sistema da cidade, possibilitando o funcionamento do hospital. O valor total é de R$ 1.223.986,71.

Para o município de Ananindeua, a destinação de recursos permitirá a conclusão e ampliação do Mercado do Distrito Industrial de Ananindeua, com valor total de R$ 1.699.296,42.

Já em Barcarena, os recursos são na ordem de R$ 5.173.020,62, possibilitando a realização de obras de pavimentação e drenagem superficial e profunda das principais vias de escoamento do porto da cidade.

FDE – O Fundo de Desenvolvimento Econômico é contábil e objetiva o financiamento de programas e projetos relevantes para o desenvolvimento econômico do Pará. A partir dele, o Estado, em conjunto com os municípios, pode implementar ações por meio de transferências voluntárias de recursos. Os repasses são efetivados através de convênios celebrados entre a Seplan, como autoridade concedente, e os municípios paraenses, como convenentes.

Continue lendo

Governo do Pará

Convênio com o Estado garante reabertura do Instituto Miguel Chamon

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Pará

A saúde pública no município de Curionópolis, no sudeste paraense, ganhou um importante reforço nesta quarta-feira (14), com a reinauguração do Instituto Miguel Chamon, iniciativa do deputado estadual Wanderson Chamon (Chamonzinho), com apoio do governo do Estado. A solenidade, que ocorreu no início da noite na sede do Instituto, na Rua das Palmeiras, contou com a participação do governador Helder Barbalho, de secretários de Estado e vários deputados estaduais, além de colaboradores da instituição e moradores.

áO deputado Chamonzinho contou que o Instituto foi inaugurado em 2003, quando ele ainda era vereador de Curionópolis. A entidade, que leva o nome do avô do parlamentar, inicialmente oferecia serviços de capacitação profissional e assistência em saúde. Chegou a formar 1.200 jovens em cursos de informática.

Entre 2008 e 2016, o Instituto esteve sob a gestão do município. O parlamentar, que era o prefeito na época, transformou a entidade em um posto de saúde. Agora, volta a funcionar por meio de convênio com o governo do Estado, que garante ajuda para o custeio do espaço. A expectativa da direção é atender cerca de 600 pessoas por mês, em várias especialidades, como clínica médica, oftalmologia e odontologia. Também serão realizados, gratuitamente, exames de ultrassom.

O deputado Chamonzinho agradeceu ao governo do Estado pela parceria, e garantiu que o espaço vai oferecer um serviço humanizado e de qualidade. “O Instituto é a prova de que, quando se quer, é possível fazer, mesmo sem o apoio do Executivo municipal”, declarou.

O governador Helder Barbalho descerrou a placa de reinauguração ao lado das autoridades. Em seguida, percorreu as dependências do Instituto, que conta com salas para atendimentos e exames, além de dois consultórios móveis, instalados em duas carretas, que levarão os serviços às comunidades e bairros mais distantes. Helder Barbalho conversou ainda com profissionais de saúde e pacientes. “Tenho certeza de que o trabalho desenvolvido aqui terá muita qualidade e vai oferecer dignidade à população de Curionópolis, que sabe que pode contar com o governo do Estado”, ressaltou. Ele também foi conhecer os consultórios móveis e recebeu demandas de lideranças da região.

A aposentada Antônia Aguiar, 66 anos, moradora de Curionópolis, disse que estava ansiosa para voltar a ser atendida no Instituto. “Pra gente, que é pobre e vive de salário mínimo, é muito importante, porque muitas vezes o município não oferece o serviço e a gente precisa pagar pra fazer um exame. Eu mesma acabei de gastar R$ 200,00 para ter um atendimento particular. Então, vai nos ajudar muito”, afirmou.

Educação – Antes de participar da solenidade de reinauguração do Instituto Miguel Chamon, o governador atendeu um grupo de alunos da Escola Estadual Tancredo Neves, localizada na sede municipal. Eles falaram sobre a reforma da unidade de ensino, iniciada no governo passado e até agora não concluída.

Helder Barbalho explicou aos estudantes a situação precária em que foram encontradas cerca de 600 escolas em todo o Estado, e enfatizou o esforço que a atual gestão tem feito para melhorar a rede pública de ensino.

O governador se comprometeu a inaugurar a reforma da escola em janeiro de 2020 e a resolver o problema de falta de professores de algumas disciplinas, também relatado pelos estudantes, com a contratação de novos profissionais por meio de processo seletivo, que já está ocorrendo, e de novo concurso público, que deve ser realizado no próximo ano.

Os alunos saíram confiantes do encontro com Helder Barbalho. “A gente não sabia das providências que estão sendo tomadas, por isso foi importante vir até aqui conversar com o governador. Agora, temos a certeza de que nossos problemas serão resolvidos”, disse Janaira Silva, 17 anos, estudante do 2º ano do ensino médio.

Continue lendo

Governo do Pará

Governo irá a China em busca de modernização para micro e pequenas empresas

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Pará

O governo do Estado e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Pará (Sebrae) assinaram, na tarde desta quinta-feira (4), um termo de fomento para organizar e formalizar a missão de negócios a China, programada para o próximo mês de agosto. O objetivo é iniciar uma abertura de mercado e investimentos no setor e promover uma melhor qualificação das empresas no Estado.

De acordo com o titular da Sedeme, o termo vai permitir a contratação da empresa que fará todo o organograma da missão, desde marcação de reuniões a detalhes mais específicos. “É o primeiro passo para viabilizar a missão. A ida a China busca a melhoria da atratividade para inovações e tendências que possibilitem o desenvolvimento interno, a articulação setorial e o desempenho integrado do segmento com as demandas do mercado internacional”, antecipou Lima.

Continue lendo

Destaque