Conecte-se Conosco

POLÍTICA

Governo Bolsonaro completa 1 ano e meio no poder: Relembre o que já foi feito

Publicado

em

Nesta terça-feira (30), o governo do presidente Jair Bolsonaro completa 18 meses. Neste um ano e meio na presidência, o líder do Executivo fez modificações na gestão pública, como a quantidade de ministérios, no âmbito social, com o aumento do salário mínimo e criação do Renda Brasil, na economia e outros campos.

As ações programadas pela presidência para este ano foram impactadas pela pandemia do novo coronavírus, que obrigou o governo a agir rápido contra a ameaça. Para ajudá-lo a saber que já foi feito, o portal de noticias Pleno.News preparou uma lista de 18 feitos de destaque nestes 18 meses de governo.

Confira abaixo.

  1. REDUÇÃO DE MINISTÉRIOS
    Uma das promessas de campanha de Jair Bolsonaro foi a redução de ministérios do governo, que chegou a 39 durante a gestão de Michel Temer. Atualmente são 23, contando com os quatro órgãos ligados à Presidência da República que têm status de ministério: Advocacia-Geral da União, Banco Central do Brasil, Gabinete de Segurança Institucional e Casa Civil.
  2. DECRETO DE POSSE DE ARMAS
    Outra promessa de campanha de Bolsonaro, o decreto que reduziu exigências para se poder possuir armas de fogo foi assinado no dia 15 de janeiro de 2019. Entre as mudanças está o limite de quatro armas por pessoa, mais tempo de validade do registro e a necessidade de um cofre para armazenamento em casas com crianças. Cidadãos de áreas urbanas ou rurais poderão manter armas em sua residência casa, desde que cumpram os requisitos de “efetiva necessidade”.
  3. DECRETO DE PORTE DE ARMAS DE FOGO
    No dia 7 de maio de 2019, Bolsonaro editou um decreto mais ambicioso relacionado a armas de fogo. O texto flexibilizava o porte de armas para caçadores, atiradores esportivos, colecionadores, políticos, advogados, oficiais de Justiça, residentes em área rural e outros. Além disso, também altera regras para o transporte de armas e munição. Após críticas, Bolsonaro decidiu editar um novo texto no dia 22 de maio de 2019. Entre as mudanças estava o veto ao porte de determinadas armas para o cidadão comum e novas regras para a prática de tiros por menores. No entanto, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado votou pela derrubada do decreto em junho. Bolsonaro, decidiu então, revogar a medida e editar outros três novos decretos que ainda serão analisados pelo Congresso.Bolsonaro entrega proposta de reforma da Previdência Foto: Câmara dos Deputados/Luis Macedo
  4. REFORMA DA PREVIDÊNCIA
    No dia 20 de fevereiro de 2019, o presidente Jair Bolsonaro foi pessoalmente ao Congresso entregar a proposta de reforma da Previdência, uma das prioridades de seu governo. No dia 20 de março do ano passado, a segunda parte da proposta também foi encaminhada, a reforma dos militares. As propostas ainda precisam ser aprovadas pelo Congresso.
  5. EXPANSÃO DO BOLSA FAMÍLIA E CRIAÇÃO DO RENDA BRASIL
    O presidente Bolsonaro decidiu criar o décimo-terceiro salário para os beneficiários do Bolsa Família e, durante a pandemia do novo coronavírus, anunciou a expansão do Bolsa Família para trabalhadores informais e sua transformação no Renda Brasil.
  6. AUMENTO DO SALÁRIO MÍNIMO
    O presidente Jair Bolsonaro aprovou uma lei neste mês de junho no Diário Oficial da União que confirma o salário mínimo de R$ 1.045 para 2020. O valor havia sido atualizado através de uma medida provisória do governo do início do ano que foi aprovada pelo Congresso Nacional antes do fim do período de validade.
  7. ACORDO DE LIVRE COMÉRCIO ENTRE MERCOSUL E UNIÃO EUROPEIA
    Em junho do ano passado, Bolsonaro celebrou o acordo de livre comércio fechado entre o Mercosul e a União Europeia. As negociações foram iniciadas em 1999 e passaram por diversos governos. O presidente, que viajou para um encontro do G20 em 2019, celebrou a vitória do Brasil, afirmando que foi um grande dia.
  8. AUXÍLIO EMERGENCIAL DURANTE PANDEMIA DO NOVO CORONAVÍRUS
    O governo Bolsonaro decidiu disponibilizar um auxílio emergencial de R$ 600 para os brasileiros mais afetados pela crise econômica na pandemia. O valor inicial era de R$ 200, mas subiu para R$ 600 no fim de março. Além disso, chefes de família recebem R$ 1200. O auxílio ajuda trabalhadores informais, microempresários e desempregados.
  9. MEDIDA PARA PROTEÇÃO DE EMPREGOS NA PANDEMIA
    O governo federal apresentou uma medida provisória no início da pandemia do novo coronavírus para que trabalhadores e empresas fossem menos impactados pela crise econômica. Foi criada uma permissão para o corte na jornada de funcionários, acompanhada de uma diminuição proporcional de salário, que pode ser de 25%, 50% ou 70%, por até três meses. Também permitiu a suspensão de contratos por até dois meses.Eduardo Bolsonaro visita base de Alcântara Foto: Reprodução
  10. LIBERAÇÃO DA BASE DE ALCÂNTARA
    Ainda nos Estados Unidos, Bolsonaro liberou a base militar de Alcântara, no Maranhão, para que os Estados Unidos liberem foguetes e satélites. O acordo unilateral foi assinado no dia 18 de março do ano passado.
  11. FIM DO HORÁRIO DE VERÃO
    O presidente Jair Bolsonaro decidiu acabar com o Horário de Verão brasileiro a partir de 2019. O anúncio foi feito dentro dos primeiros 100 dias de gestão, mas a medida entrou em vigor em outubro de 2019. Especialistas apontam que seu cancelamento deve ter impacto positivo no abastecimento de energia a longo prazo.
  12. MARCHA PARA JESUS
    No dia 20 de junho de 2019, Bolsonaro cumpriu uma de suas promessas e se tornou o primeiro presidente brasileiro a comparecer à Marcha Para Jesus. O presidente também é um dos últimos líderes do Executivo brasileiro que mais comparecem a cultos, celebrações religiosas e faz declarações sobre Deus e fé.
  13. DECRETO PARA NOMEAÇÃO DE FICHAS-LIMPA
    No dia 18 de março do seu primeiro ano de mandato, o governo publicou um decreto estabelecendo que nomeações feitas em cargos públicos do Poder Executivo iriam levar em conta o critério da Lei da Ficha Limpa. A determinação vale somente para cargos de confiança e faz parte do planejado para os 100 primeiros dias de governo.
  14. ALTERAÇÃO DE COBRANÇA DA TAXA SINDICAL
    No dia 1º de março de 2019, o governo publicou uma Medida Provisória (MP) assinada pelo presidente Jair Bolsonaro determinando que o desconto sindical deveria ser realizado por meio de boleto bancário e não mais por desconto em folha salarial.Bolsonaro abre comportas que levam água do São Francisco para o Ceará Foto: Reprodução
  15. INAUGURAÇÃO DO EIXO NORTE DA INTEGRAÇÃO DO SÃO FRANCISCO
    A transposição do Rio São Francisco é a maior obra hídrica do Brasil e foi iniciada em 2005. Em 15 anos, ela não foi finalizada. O presidente Jair Bolsonaro assumiu o projeto, que conta com mais de 477 quilômetros de extensão, e inaugurou trecho do Eixo Norte do Projeto que levará água para região seca do Ceará.
  16. PROTOCOLO DA CLOROQUINA
    Um dos medicamentos utilizados no tratamento do novo coronavírus, a cloroquina teve seu uso protocolado pelo governo Bolsonaro em maio. Sua utilização foi liberada para casos leves da doença. O protocolo ressalta que a utilização dos medicamentos só deve ser feita após avaliação médica, com realização dos exames e testes necessários.
  17. CONSTRUÇÃO DE MORADIAS POPULARES
    Sob a coordenação do Ministério do Desenvolvimento Regional é realizada a construção de moradias populares em todo o território nacional desde o início do governo, sendo que 729 moradias populares nos estados de São Paulo e no Amazonas foram retomadas durante a pandemia como forma de gerar empregos.
  18. CAMPANHA CONTRA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
    O Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos (MMFDH) lançou no mês passado uma campanha realizada por meio de peças gráficas, materiais para internet, spots e vídeos, como forma de incentivar a denúncia contra os agressores ao Disque 100, o Ligue 180 e o aplicativo Direitos Humanos Brasil, serviços que recebem, tratam e encaminham denúncias de violações aos direitos humanos.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital