Conecte-se Conosco

Esportes

Governo Helder Barbalho incentiva surf na pororoca em São Domingos do Capim

Publicado

em

Surfistas aproveitam a pororoca, que chega fazendo espuma nas águas barrentas de São Domingos do Capim.

Às margens da floresta, ribeirinhos de São Domingos do Capim se aglomeram nos trapiches para contemplar a chegada da Pororoca. E muitos não conseguem resistir, saem nas rabetas, lanchas e barcos para ver de perto a grande onda que chega fazendo espuma nas águas barrentas da Amazônia.

“Aqui tem a particularidade de ser uma pororoca que se aproxima da cidade e é muito acessível às pessoas, faz parte do cotidiano delas. E, diferente de outras pororocas, é formada pelo encontro de dois rios de água doce, o Guamá e Capim, o que acaba quebrando esse paradigma do fenômeno ser o encontro do mar com o rio”, revela o presidente da Associação Brasileira de Surf na Pororoca, Noélio Sobrinho.

O esporte sob as pranchas chegou na região há mais de 20 anos com as primeiras expedições de surfistas brasileiros renomados, como Ricardo Tatuí. Foi nessa época, que o nativo Walmecir se encantou com o surf. “O Ricardo deu pranchas pra gente e foi ensinando. Mas eu cheguei a treinar com tampa de geladeira e pedaço de isopor”, lembra.

Hoje, Walmecir é mototaxista na cidade e o surfista mais famoso da região. Ele venceu duas vezes o Campeonato Municipal de Surf e representa o Pará no Campeonato Nacional de Surf em Pororoca. “O surf é apaixonante, sou apaixonado pela pororoca, a melhor adrenalina é a do rio”, garante.

TURISMO E CULTURA – Os campeonatos de surf, que chegam a reunir cerca de 80 surfistas da região e de outros estados brasileiros, fazem parte do Festival da Pororoca, programação que chega a sua 19ª edição e é realizada pela Prefeitura de São Domingos do Capim, em parceria com Governo do Estado. O evento, que incentiva o esporte e o lazer, começou nesta sexta-feira (22) e vai até o dia 24.

“Além dos campeonatos, tem torneios de futebol, de vôlei e montamos um palco na orla da cidade para os shows musicais. O governo pretende incentivar ainda mais as ações de cultura e lazer no interior do Estado”, diz o diretor de Eventos da Secretaria Estadual de Esporte e Lazer (Seel), Júlio Vieira.

A expectativa é que circulem 15 mil pessoas na cidade durante o evento. A população fica bastante animada, porque o campeonato movimenta também o comércio local.

“O festival é algo que a gente espera o ano inteiro. E, esse ano, a pororoca veio mais forte e grande, assim, mais pessoas vêm de fora confraternizar com a gente. E o movimento no restaurante começa a aumentar”, disse cozinheira Maria de Jesus, que trabalha em um restaurante da orla da cidade.

Desde a quarta-feira (20), turistas brasileiros e até japoneses circulam pelo município. Uma equipe de produção da NGK, a maior emissora de TV do Japão, veio à São Domingos do Capim conhecer a Pororoca e estudar a possibilidade de transmitir ao vivo o fenômeno, no ano que vem, para o outro lado do mundo. “A TV japonesa já exibiu, ao vivo, um fenômeno da natureza na Antártida, agora queremos uma da Amazônia. Estamos pesquisando estrutura e logística para ver se é possível fazer aqui. A equipe está bem animada, é muito bonito”, disse o produtor de televisão, Leonardo Yamaguchi.

Para o surfista Alan Londres, de apenas 19 anos, que sonha em ser um “Medina da Pororoca”, como ele mesmo diz, não é difícil entender porque o fenômeno natural encanta tantas pessoas. “Quando a gente está lá em cima da onda, é uma sensação inexplicável, parece que estamos no céu. O rio parece que está dentro de nós. Essa pororoca de hoje foi bem grande, quase três metros, foi demais”.

Por Jackie Carrera/ Agência Pará

 

Continue lendo
Clique para comentar

Esportes

Edno deixou o Remo nesta quarta-feira

Publicado

em

Último jogo de Edno aconteceu no domingo, na derrota para o Independente por 1 a 0 — Foto: Oswaldo Forte/O Liberal

Apesar da grande expectativa criada ao redor de Edno, o atacante deixou o Remo nesta quarta-feira. A atitude partiu do próprio jogador, que, segundo uma fonte ligada ao Leão, decidiu romper com o clube de maneira unilateral, após disputar somente três jogos com a camisa azulina. Ele inclusive já teria deixado Belém.

Edno, de 36 anos, passou pelo Remo em 2016 e retornou havia menos de um mês. O anúncio oficial de sua contratação aconteceu no último dia 28. De lá para cá participou de três partidas do estadual: as duas semifinais contra o Bragantino, sendo titular em ambas; e o jogo de ida da final diante do Independente Tucuruí, no domingo passado, quando entrou no intervalo. O centroavante não balançou as redes.

O motivo do rompimento ainda não foi esclarecido nem pelo jogador, nem pelo clube, que até o fechamento desta matéria não havia se pronunciado oficialmente sobre a questão. Os rumores dão conta de que Edno estaria insatisfeito com algumas cobranças e também com promessas não cumpridas pela diretoria remista. O GloboEsporte.com tenta contato com o centroavante.

Com a sua saída, o técnico Márcio Fernandes passa a ter como opções de ataque Alex Sandro, David Batista, Emerson Carioca, Gustavo Ramos, Hélio e Mário Sérgio.

Continue lendo

Esportes

Paysandu prorroga contrato do jogador Perema até o fim da Série C

Publicado

em

Foto: Reprodução

A Diretoria de Futebol profissional do Paysandu Sport Club informa que o contrato do zagueiro Perema, que terminaria no próximo mês de maio, foi prorrogado até o fim do Campeonato Brasileiro da Série C deste ano.

Continue lendo

Esportes

Bragantino perde para o Vila Nova-GO pela Copa do Brasil

Publicado

em

(Por Fábio Relvas / Foto: Douglas Monteiro – Vila Nova)

O Bragantino Clube do Pará entrou em campo na noite desta terça-feira (16) diante do Vila Nova-GO, partida válida pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil de 2019. O Tubarão do Caeté acabou derrotado pelo Tigre, por 2 a 0, em duelo realizado no Estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia.

Os dois gols da equipe do Vila Nova foram assinalados de pênalti. O experiente Danilo, ex-São Paulo e Corinthians, abriu o placar logo aos sete minutos, em uma cobrança forte no meio do gol. O Tigre assinalou o segundo tento, aos 25 minutos da etapa final, com o atacante Rafael Silva, que deslocou o goleiro Axel.

As duas equipes voltam a campo para o segundo jogo no próximo sábado (20), às 16h, no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém. O Bragantino terá que vencer por dois gols para levar a decisão da vaga para os pênaltis, ou derrotar o adversário por três gols e passar diretamente para a quarta fase. O vencedor do duelo entre Bragantino e Vila Nova vai enfrentar o Juventude-RS, que eliminou o Botafogo-RJ.

O jogo: Tigre 2 x  0 Tubarão – O próximo encontro será no Mangueirão!

A torcida do Vila Nova foi ao Estádio Olímpico empurrar o time de Goiás para uma boa vitória rumo classificação. Quem chegou primeiro foi o Bragantino, Lukinha recebeu na esquerda e cruzou, a zaga do Tigre mandou para escanteio. Na cobrança, Lukinha tocou para Marco Goiano, que devolveu para o mesmo Lukinha cruzar, o goleiro Rafael Santos saiu esquisito e mandou a bola para escanteio.

O time da casa chegou em uma cobrança de falta para dentro da área, o árbitro Caio Max Augusto Vieira, do Rio Grande do Norte, viu um puxão de Esquerdinha em cima de Danilo e assinalou pênalti. O experiente Danilo, ex-São Paulo e Corinthians, cobrou forte no meio do gol e abriu o placar, 1 a 0 Tigre, aos sete minutos. Aos 15 minutos, o atacante Rafael Silva chegou a marcar o segundo gol do Vila Nova, mas a arbitragem assinalou impedimento.

O meia Danilo sentiu a coxa esquerda e saiu de maca. O técnico Eduardo Baptista trocou o experiente jogador por Michel Douglas. O Tigre quase ampliou, quando Juninho bateu colocado, a bola bateu na trave e na sobra, o atacante Michel Douglas chutou por cima da meta do goleiro Axel, perdendo uma chance incrível. No segundo tempo, o time do Pará teve a chance do empate com Wilker, que invadiu a área e chutou torto para fora.

O Vila Nova voltou a atacar e Facundo Boné foi derrubado dentro da área por Bruno Limão e o árbitro não titubeou e assinalou outro pênalti para o time de Goiânia. O atacante Rafael Silva cobrou bem e deslocou o goleiro Axel, aos 25 minutos, 2 a 0 Tigre. A torcida fazia a festa nas arquibancadas do Estádio Olímpico, quando o meia Ramon do time do Vila, tentou marcar por cobertura, chutando do círculo central, mas não acertou o alvo.

Em um cruzamento venenoso dentro da área do Tubarão do Caeté, a bola explodiu no travessão. O time de Bragança se livrou de tomar o terceiro. O árbitro levou a partida até aos 49 minutos. Placar final: Vila Nova 2 x 0 Bragantino. O Tubarão do Caeté terá que vencer por dois gols para levar para os pênaltis ou derrotar o Tigre por três gols e avançar para a quarta fase da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA

VILA NOVA: Rafael Santos; Felipe Rodrigues, Philipe Maia, Wesley Matos e Hélder; Neto Moura, Ramon e Danilo (Michel Douglas); Juninho (Facundo Boné), Rafael Silva e Capixaba (Joseph). Técnico: Eduardo Baptista

BRAGANTINO: Axel; Bruno Limão, Gabriel Gonçalves, Romário e Esquerdinha; Ricardo Capanema (Kaike), Paulo de Tárcio, Marco Goiano e Lukinha (Keoma); Fidélis e Mauro Praia (Wilker). Técnico: Samuel Cândido

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Assistentes: Lorival Cândido das Flores (RN) e Jean Márcio dos Santos (RN)

Cartões amarelos: Michel Douglas e Joseph (Vila Nova); Romário e Ricardo Capanema (Bragantino)

Gols: Danilo, de pênalti, aos 7 minutos do 1° tempo para o Vila Nova; Rafael Silva, de pênalti, aos 25 minutos do 2° tempo para o Vila Nova

Local: Estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia

Renda: R$ 137.805,00

Pagantes: 7.907

Credenciados: 1.324

Total: 9.231

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaques

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com