Conecte-se Conosco

Cidade

Governo quer explorar Base de Alcântara comercialmente, diz Pontes

Publicado

em

Instalações do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão.

Akemi Nitahara /Agência Brasil  

Rio de Janeiro – O acordo assinado esta semana com os Estados Unidos para Salvaguardas Tecnológicas (AST)é um passo importante para que o Brasil transforme a base de lançamento aeroespacial de Alcântara, no Maranhão, em um centro comercial, o que “vai ser muito bom para o Estado e para a região”, disse hoje (22), o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes.

Segundo o ministro, o objetivo é fazer de Alcântara o que foi feito no Centro Espacial John F. Kennedy, no Cabo Canaveral, Ilha Merritt, nos Estados Unidos. De acordo com Pontes, a exploração comercial da base de lançamento conseguiu retomar a economia local, após as dificuldades enfrentadas com o fim do programa do ônibus espacial da Nasa.

“Ali fazia o recolhimento, manutenção e decolagem do ônibus espacial. Quando acabou aquilo, perdeu um monte de emprego lá dentro, perdeu o shopping, as cidades afundaram, quase que virou uma cidade fantasma. Quando virou um centro comercial, aquilo reergueu. O pessoal está com uma qualidade de vida excelente, tem muita riqueza no entorno”.

 O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, apresenta o novo presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), João Luiz Filgueiras de Azevedo.

Ministro Marcos Pontes: informações que estão sendo divulgadas sobre o acordo de salvaguarda estão incorretas – Arquivo/Agência Brasil

O ministro adiantou que o governo está preparando um plano para incentivar a formação de profissionais e a geração de empregos em Alcântara. A intenção é preparar profissionais “para trabalhar no centro e nas empresas que vão trabalhar no centro, ajudar no crescimento de empresas, startups locais, que podem trabalhar com o centro também. Isso tudo aumenta a riqueza local, a qualidade de vida local, e assim por diante, é a única maneira de fazer isso funcionar bem”.

Um relatório técnico sobre o uso comercial de Alcântara foi publicado no ano passado, produzido pelo Programa Espacial Brasileiro e pela Agência Espacial Brasileira. Na conclusão, o texto aponta a janela de oportunidades que pode ser aproveitada com a infraestrutura já instalada no Centro Espacial, mas destaca que a operação comercial deve ocorrer por um curto período de tempo, tendo em vista que a concorrência está crescendo com a instalação de “novos spaceports em diversas localidades do globo”. O texto destaca também a necessidade de se definir a modelagem institucional para a gestão e as questões jurídicas envolvidas.

Acordo de salvaguarda

Pontes disse que as informações que estão sendo divulgadas sobre o acordo de salvaguarda estão incorretas. Segundo o ministro, não será permitido que os Estados Unidos lancem foguetes do Brasil, muito menos mísseis. “Não é permitido, pelo acordo ou qualquer definição daqui, lançar qualquer tipo de míssil, isso não existe. Ali o uso é civil, pacífico”.

“Não é ‘o Brasil está autorizando os Estados Unidos a lançar foguete aqui’. Não tem nada disso. É ‘os Estados Unidos estão autorizando o Brasil a lançar foguetes ou satélites de qualquer empresa e qualquer país que tenham componentes americanos’. Em troca, a gente garante que vai preservar essa tecnologia, para não deixar roubar”, afirmou o ministro, adiantando que o Brasil deve firmar acordos semelhantes com o Japão e Israel, entre outros países.

Na próxima semana, o ministro participa de uma audiência pública na Câmara dos Deputados para dar mais detalhes sobre o acordo, que ainda precisa ser aprovado pelo Congresso Nacional.

Coppe

O ministro Marcos Pontes ministrou a aula inaugural no Coppe-UFRJ e conheceu alguns projetos desenvolvidos pelo instituto, como o trem de levitação magnética Maglev-Cobra, desenvolvido pelo Laboratório de Aplicações de Supercondutores; o ônibus híbrido elétrico-hidrogênio; a parceria com a Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (Cern); o Laboratório Oceânico, que tem o maior tanque para pesquisa oceânica do mundo; e a tecnologia de dessalinização por membranas, desenvolvida pelo Laboratório de Processos de Separação com Membranas e Polímeros.

Continue lendo
Clique para comentar

Cidade

Iniciou hoje operação especial da PRF nas rodovias para feriado de Semana Santa

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Brasil

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou hoje (18) nas estradas fluminenses uma operação especial para o feriadão de Semana Santa. Mais de 800 agentes reforçarão, até a meia-noite de domingo (21), o policiamento nas principais rodovias, em dias e horários de maior volume de acidentes e criminalidade.

Segundo a PRF, as maiores preocupações dos agentes são com a embriaguez ao volante, o uso de cinto de segurança e do assento especial para crianças.

No Rio de Janeiro, as principais rodovias federais que receberão reforço serão a Niterói-Manilha (BR-101), Rio-Santos (BR-101), Presidente Dutra (BR-116), Washington Luiz (BR-040) e Ponte Rio-Niterói (BR-101).

Rodoviária

A Rodoviária do Rio de Janeiro deverá ter a movimentação de 244 mil pessoas de hoje até quarta-feira (24), já que, no estado do Rio, a terça-feira (23), também é feriado (Dia de São Jorge). Estão sendo oferecidos 8.540 ônibus, dos quais 1.320 são extras.

Os destinos mais procurados são as regiões dos Lagos, serrana e da costa verde, além de Ouro Preto (MG), Tiradentes (MG), Belo Horizonte (MG), São Paulo e Aparecida do Norte (MG).

Continue lendo

Cidade

Previsão de tempo nublado e chuva em todas as regiões no feriado da Semana Santa

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Pará

O boletim com a previsão do tempo e horário das marés para o feriado da Semana Santa, a partir de quinta-feira (18) até domingo (21), foi divulgado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) nesta quarta-feira (17). A Diretoria de Meteorologia, Hidrologia e Mudanças Climáticas e o Centro Integrado de Monitoramento Ambiental informam que a previsão é de tempo instável para a faixa norte do território paraense e chuvas mais intensas para as tardes do final de semana no nordeste e na Região Metropolitana de Belém (RMB).

Para o Baixo Amazonas, no oeste do Pará, estão previstas chuvas fracas isoladas e chuviscos durante as manhãs. Já para o sudeste e sudoeste é esperado tempo variando entre parcialmente nublado e nublado, com chuvas apenas para o norte dessas regiões.

Região Metropolitana – As manhãs de quinta-feira e Sexta-feira Santa terão, de acordo com o boletim, tempo variando entre parcialmente nublado a nublado. Para a tarde há previsão de céu nublado, com momentos de céu encoberto e pancadas de chuvas, de intensidade fraca a moderada, acompanhadas de trovoadas isoladas. Para o início das noites, chuvas fracas e chuviscos em pontos localizados. Temperaturas com máxima de 32ºC e mínima de 24ºC.

No sábado (20) e domingo (21) a tendência é de manutenção de instabilidade atmosférica. Na manhã de sábado, tempo entre parcialmente nublado a nublado, enquanto para a manhã de domingo de Páscoa há probabilidade de curto período de sol, com poucas nuvens. Durante os períodos vespertinos, pancadas de chuvas de intensidade moderada a forte, principalmente para domingo. Início das noites com probabilidade de chuvas leves em áreas isoladas. Temperaturas variando entre máximas de 32º a 33ºC, e mínimas de 24º e 23ºC.

Nordeste – Na quinta-feira (18) e sexta-feira (19), as manhãs têm previsão de tempo entre parcialmente nublado a nublado, com possibilidade de chuva fraca e chuviscos em áreas isoladas no fim do período. Tardes e início de noites com predominância de tempo nublado e chuva de intensidade fraca a moderada. Temperaturas de 31ºC até 23º a 24ºC, em Salinópolis.

O período matutino do final de semana terá tempo nublado no sábado e parcialmente nublado no domingo de Páscoa. Ao longo das tardes, espera-se tempo nublado e momentos de céu encoberto com chuvas fracas a moderadas, em formas de pancadas, principalmente para o domingo. Início de noites com previsão de chuvas fracas e chuviscos em pontos isolados. Temperaturas oscilando de 30º a 31ºC, máxima, e 24ºC, mínima, em Castanhal.

Sul – No sudeste e sudoeste, para as manhãs do final da Semana Santa é esperado tempo entre parcialmente nublado a nublado. Tardes com previsões de pancadas de chuvas sobre a porção norte, principalmente no sábado e domingo. Durante as chuvas são esperadas trovoadas. As noites oscilarão entre céu nublado e com poucas nuvens. Temperaturas máximas de 32ºC e 33ºC, e mínimas de 24ºC e 25ºC, em Marabá.

Baixo Amazonas/Calha Norte – Para as manhãs de quinta e sexta-feira há previsão de tempo nublado, com chuvas fracas e chuviscos em áreas isoladas. Tardes com tempo entre parcialmente nublado a nublado, com possibilidade de chuviscos em áreas isoladas. Noites variando entre parcialmente nubladas a nubladas. Temperaturas com máximas de 30º e 31ºC, e mínimas de 23º e 24ºC, em Santarém.

Para as manhãs do final de semana a tendência é de tempo variando entre sol com nuvens esparsas a céu parcialmente nublado. Nas tardes, condições de tempo entre parcialmente nublado a nublado, além de chuvas de intensidade fraca durante as tardes e início das noites. Os termômetros devem registrar máximas de 30º e 29ºC, e mínimas de 24ºC, em Santarém.

Marajó – Manhãs de quinta e sexta-feira com previsão de tempo parcialmente nublado a nublado. Para as tardes são esperadas chuvas de intensidade fraca a moderada, acompanhadas de trovoadas. Noites com nebulosidade variável e chuva fraca e chuviscos. Temperaturas com máxima de 32ºC e mínima de 24ºC.

Sábado e domingo terão manhãs com tempo variando entre parcialmente nublado a nublado. Tardes nubladas a encobertas, com chuvas moderadas a fortes. Durante as chuvas são esperadas trovoadas e rajadas de vento. Noites com nebulosidade variável e possibilidade de chuva fraca e chuviscos em áreas isoladas. Temperaturas do ar variando, com máximas de 31º e 30ºC, e mínimas de 24ºC, em Breves.

Marés – As marés altas em Belém, na quinta-feira, vão atingir 3,5 metros às 10h47 e às 23h09; na sexta-feira, a preamar vai alcançar 3,6 m às 11h26 e às 23h49; no sábado, a maré cheia chegará a 3,6 m às 12h02, e no domingo, a 0h26 e às 12h37.

Salinópolis – Nas praias oceânicas do município de Salinópolis as marés altas, na quinta-feira, vão chegar a 5 metros às 06h53 e às 19h15; na sexta-feira, a 5,2 m às 7h32 e às 19h55; no sábado, as marés vão atingir 5,2 m às 8h08 e 5 m às 20h32, e no domingo, a 5,2 m às 8h43 e às 21h08.

Mosqueiro – Na ilha de Mosqueiro (distrito de Belém), as praias de água doce terão marés de 3,6 metros de altura às 09h53 e às 22h15; na sexta-feira, as marés altas chegarão a 3,8 m às 10h32 e às 22h55; no sábado, alcançarão 3,8 m às 11h08 e 3,6m às 22h32; e no domingo a preamar terá 3,8 m de altura às 11h43.

Por Ronan Frias

Continue lendo

Cidade

Mais de 1,8 tonelada de pescado sem nota fiscal foram apreendidos

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Pará

Na manhã desta quarta-feira (17), cerca de 300 quilos de pirarucu e mais de uma tonelada e meia de outras espécies de pescado sem procedência e nota fiscal, além de diversos produtos de origem chinesa, como equipamentos eletrônicos, foram apreendidos no furo do Carnapijó, próximo ao município de Barcarena, na região do Baixo Tocantins, por quase 15 policiais. A embarcação que transportava a carga foi conduzida até um porto, em Belém.

A apreensão resultou de um trabalho conjunto do Grupamento Fluvial de Segurança Pública (Gflu), vinculado à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Companhia Fluvial, Delegacia Fluvial, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Receita Federal, que intensificaram as atuações nos rios do Pará no período da Semana Santa.

Foi lavrado pela equipe do Ibama um auto de infração, devido aos alimentos apreendidos, que estavam sem nota fiscal, e a Receita Federal instaurou um inquérito relativo aos produtos importados. “O objetivo da operação integrada é dar maior tranquilidade aos usuários dos transportes fluviais durante o feriado religioso, e realizar abordagens em embarcações de transportes de passageiros e cargas, para prevenir ações de piratas, tráfico de drogas e outros delitos que costumam aumentar com o fluxo de pessoas”, ressaltou o titular do Gflu, delegado Arthur Braga.

Por Aline Saavedra

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaques

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com