Conecte-se Conosco

POLÍCIA

Idoso é morto a tiros ao sair de casa no começo da manhã em Abaetetuba

Fonte/Foto: Amazonia

Publicado

em

Segundo a polícia, o homem era conhecido por aplicar golpes na região

Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (07), a tranquilidade da alvorada no bairro Angélica, em Abaetetuba, foi rompida pelos sons dos disparos que mataram o idoso Miguel dos Santos Pinho, de 61 anos, quando ele saía de casa. Segundo a Polícia Militar do município do nordeste paraense, o homem era conhecido na região pela prática de estelionato, e ainda não se sabe se os seus golpes acabaram servindo como motivação para seu assassinato. 

Ao telefone, policiais militares do 31º Batalhão (BPM) informaram que o crime foi ao nascer do dia, pouco antes das 6h. Como fazia todas as manhãs, o homem saiu de sua casa com a intenção de ir até os bancos no centro da cidade. Contudo, ele nem chegou a atravessar a rua quando foi surpreendido pelos tiros que tiraram a sua vida.

Miguel ainda tentou correr para fugir dos tiros, mas atingido várias vezes, o idoso caiu no quintal da casa do vizinho. Os moradores do Bairro Angélica saíram de suas casas ainda assustados ao serem acordados pelos sons dos disparos e tentaram socorrer o idoso, mas ele morreu no local antes que qualquer ajuda pudesse ser oferecida.

Foi logo após a morte de Miguel que a PM chegou ao local e isolou a cena do crime. Ao falarem com parentes do homem assassinado e demais moradores daquela rua, a Polícia descobriu que, possivelmente, os responsáveis pelo homicídio estavam em uma motocicleta, pois o som dos tiros foi seguido pelo barulho de um veículo saindo dali em alta velocidade. Contudo, devido à hora, ninguém estava na rua, e informações como número de pessoas que participaram do ataque e demais características da moto são desconhecidas. 

Ainda segundo a PM, uma rápida busca pelos dados dos sistemas de segurança revelou que Miguel já havia sido preso em algumas ocasiões pelo crime de estelionato – artigo 171 do código penal brasileiro. No começo do ano, “Mãozinha” foi levado à delegacia sob a acusação de ter enganado clientes em bancos da região, sendo conhecido no centro da cidade pelos golpes que costumava aplicar. 

A Polícia Civil foi comunicada do crime e já investiga o caso, e deve levar em consideração o envolvimento do idoso com atos ilícitos enquanto apura o assassinato. 

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual