Conecte-se Conosco

Esportes

IML do Rio identifica todas as vítimas do incêndio, no CT do Flamengo, finalmente

Publicado

em

Atletas que faleceram faziam parte de equipe sub-15 e foram identificados pelo IML

Jorge Eduardo dos Santos Pereira Dias e Samuel Thomas de Souza Rosa, ambos de 15 anos, são finalmente reconhecidos

Márcio Dolzan/ O Estado de S.Paulo

O Flamengo divulgou nota no meio da tarde deste domingo para informar que todos os dez mortos no incêndio ocorrido no CT do clube, na madrugada de sexta-feira, foram identificados. O Instituto Médico Legal (IML) estava com dificuldades para identificar duas das vítimas.

Flamengo

 Atletas que faleceram faziam parte de equipe sub-15 do Flamengo em 2018. Foto: Staff Images/Flamengo
 

Devido à dificuldade na identificação dos corpos, havia o temor de que a identificação só pudesse ocorrer a partir de exames de DNA, o que inevitavelmente levaria dias para se obter um resultado. Agora, todos os dez jogadores mortos estão liberados para sepultamento. Alguns deles já foram enterrados, em cerimônias ocorridas no sábado e neste domingo.

Os demais jogadores mortos no incêndio são Arthur Vinícius de Barros Silva, Pablo Henrique da Silva Matos, Vitor Isaías Coelho da Silva, Bernardo Augusto Manzke Pisetta, Gedson Corgosinho Beltrão dos Santos, Áthila de Souza Paixão, Christian Esmério Candido e Rykelmo de Souza Viana.

 Imagens do Ninho do Urubu, CT do Flamengo, após o incêndio que causou a morte de 10
pessoas 

Flamengo diz que espuma de contêineres não favorecia propagação de chamas

Marcio Dolzan/ O Estado de S.Paulo

Flamengo divulgou nota no fim da tarde deste domingo em que afirma que os contêineres que incendiaram na sexta-feira no CT do clube – e causaram a morte de dez pessoas – não continham material que favorecesse a propagação de chamas. O clube reiterou ainda que a manutenção dos aparelhos de ar-condicionado – possível foco do início do incêndio – estavam com a manutenção em dia.

Incêndio no Ninho do Urubu

Estrutura destruída pelas chamas no Ninho do Urubu. Foto: Fabio Motta/Estadão

Ainda segundo a nota, a empresa Colman Refrigeração LTDA realizou serviço de manutenção preventiva nos seis aparelhos de ar-condicionado instalados nos contêineres. O serviço, segundo o clube, foi realizado na terça-feira. No sábado, a informação era de que a manutenção teria ocorrido na quinta-feira, véspera do incêndio.

O clube carioca reiterou também que “independentemente de qualquer investigação, vem prestando todo o amparo às famílias dos atletas”. O Flamengo informou que assumiu o compromisso de manter a remuneração paga aos atletas vítimas do incêndio, “sem qualquer prejuízo de outras ações adicionais”.

Imagens do Ninho do Urubu, CT do Flamengo, após o incêndio que causou a morte de 10 pessoa

Continue lendo
Clique para comentar

Esportes

Ramires tenta apagar más lembranças da torcida do Palmeiras com a camisa 18

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Gazeta Esportiva

O número que Ramires irá usar pelo Palmeiras só foi revelado em sua coletiva de apresentação, segunda-feira, na Academia de Futebol. A camisa 18 escolhida pelo meio-campista remete à sua participação na Copa do Mundo de 2014, com a Seleção Brasileira, mas traz más lembranças recentes aos torcedores alviverdes.

Guerra

Já em 2013, o número foi ostentado por Marcio Araújo. O volante, que hoje defende a Chapecoense, é um jogador quase folclórico para os torcedores palestrinos nos dias atuais. Ele ficou quatro anos no clube, fez 252 partidas e anotou sete gols.

Curiosamente, sua saída do Verdão, no início de 2014, aconteceu por vontade própria do atleta, que não aceitou o modelo de contrato por produtividade, então implementado pelo presidente Paulo Nobre como tentativa de conter gastos.

Mesmo se destacando pela entrega em campo e vigor físico Araújo viveu uma relação conturbada com a torcida do Palmeiras. Os palestrinos, inclusive, chegaram a criar um site chamado “Fora Araújo”, no qual havia um cronômetro com uma contagem regressiva para o fim do seu vínculo com o clube alviverde.

Continue lendo

Esportes

Por Neymar, Barcelona oferece Coutinho, Dembélé e 40 milhões de euros e PSG recusa

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Estadão Conteúdo

O Barcelona fez uma proposta oficial ao PSG para tentar contratar Neymar nesta janela de verão da Europa. De acordo com o jornal espanhol AS, o time catalão ofereceu Philippe Coutinho, Dembélé e mais 40 milhões de euros (R$ 168,7 milhões) pelo jogador brasileiro. Mas o clube francês considerou a oferta “ridícula”.

A reportagem informa que o xeque Al-Khelaifi, que comanda o PSG, quer negociar o atacante, mas espera receber uma boa quantia financeira pela negociação. Vale lembrar que o time de Paris contratou Neymar há dois anos pagando 222 milhões de euros (R$ 936,4 milhões). Foi a contratação mais cara do futebol.

O PSG só aceita abrir negociações com uma oferta de pelo menos 300 milhões de euros (R$ 1,26 bilhão). Ainda de acordo com o AS, o Barcelona não tem condições de pagar esse valor, já que acaba de contratar o francês Antoine Griezmann, do Atlético de Madrid por cerca de R$ 500 milhões.

Nesta segunda-feira, Neymar se reapresentou ao Paris e teve uma reunião com o diretor esportivo do PSG, o ex-jogador Leonardo. Ele reafirmou que sua intenção é deixar o clube francês agora. Entretanto, os valores da transação dificultam um acerto e a tendência é que a situação ainda demore mais alguns dias ou semanas para ser definida. Enquanto isso, o jogador não deve participar dos jogos que o time está fazendo na pré-temporada. Neymar treina separadamente do elenco.

Continue lendo

Esportes

Em ação organizada por torcidas no Hemopa, bicolores doam quase 80 bolsas de sangue

Publicado

em

Texto: Assessoria de Comunicação do Paysandu / Imagem: Divulgação

Em pleno segundo final de semana de julho, dezenas de bicolores optaram por trocar o lazer nos balneários paraenses pela solidariedade. No último sábado (13), algumas torcidas organizadas do Paysandu Sport Club se reuniram na Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa), em Belém, para doar sangue em um período considerado crítico em termos de coleta por causa das férias escolares.

Com apoio da Diretoria de Responsabilidade Social do clube, as torcidas organizadas conseguiram atrair 76 doadores, além de outras dezenas de pessoas que compareceram ao Hemopa e não puderam doar por diferentes motivos, mas que foram ao local, em nome do Paysandu, apoiar a causa.

Continue lendo

Destaque