Conecte-se Conosco

Esportes

Imprensa paraguaia se rende a Felipão e diz que time é favorito na Copa Libertadores

Publicado

em

Luiz Felipe Scolari durante partida entre Palmeiras e Cerro Porteño-PAR EFE

Após a vitória por 2 a 0 do Palmeiras sobre o Cerro Porteño-PAR, nesta quinta-feira, pelas oitavas de final da Libertadores, o ABC Color, principal jornal do Paraguai, se rendeu à estratégia do técnico Luiz Felipe Scolari.

“O Palmeiras foi prático, como é seu treinador, que fez a estreia no 0 a 0 com o América-MG e só teve quatro treinamentos à frente da equipe”, lembrou o veículo.

“Scolari soube como jogar em Assunção e levou ao Brasil mais de 70% da classificação às quartas da competição continental”, completou.

O jornal Última Hora, outro importante diário local, apontou a equipe paulista como grande favorita a faturar a Libertadores.

“Os comandados de Felipão vão como firmes candidatos a ficar com o mais importante título da América em 2018”, sentenciou.

Palmeiras e Cerro Porteño fazem o jogo de volta no dia 30 de agosto, às 21h45 (de Brasília), no Allianz Parque.

Devido ao resultado desta quinta, o time alviverde pode até perder por um gol de diferença em casa que ainda assim se classifica para as quartas, fase em que enfrentará o vencedor do confronto entre Corinthians e Colo Colo-CHI.

Pelo Campeonato Brasileiro, o time alviverde joga neste domingo, às 19h, contra o Vasco, também na arena alviverde.

Fonte:Espn

Esportes

São Paulo bate Sport e mantém liderança do Brasileirão

Publicado

em

São Paulo continua implacável no Campeonato Brasileiro. Isso porque neste domingo, a equipe foi até a Ilha do Retiro, no Recife e não teve dificuldades para vencer o Sport por 3 a 1. Com o resultado, a equipe se mantem na liderança do torneio nacional.

O time do Morumbi teve o controle da partida durante todo o tempo e contou com mais um bom jogo de seus homens de frente. Na primeira etapa, Everton aproveitou erro e cruzou para Diego Souza marcar o primeiro.

Já no segundo tempo, Joao Rojas fez boa jogada e rolou para Nenê, que, com categoria, fez o segundo

Nos minutos finais, Marlone, de falta, tentou dar emoção para a partida. Porém, a fase do São Paulo é boa e ainda deu tempo de Tréllez marcar o terceiro e definir o placar.

Com o resultado, o São Paulo subiu para 38 pontos e se manteve na ponta da tabela, na frente do Flamengo, que tem 37. Já o Sport continua estacionado nos 20 pontos, só dois acima da zona de rebaixamento. A equipe amarga uma sequência péssima, com seis derrotas e dois empates. A última vitória da equipe no Brasileirão foi no dia 6 de junho, contra o Atlético-PR.

Na próxima rodada, enquanto o time pernambucano joga fora de casa contra o Santos, no sábado, no dia seguinte os paulistas recebem a Chapecoense no Morumbi.

O JOGO

O São Paulo não teve dificuldades para dominar o jogo no primeiro tempo mesmo atuando fora de casa. Aos 13 minutos, o time comandado pelo técnico Diego Aguirre quase abriu o placar com Nenê, que cruzou rasteiro para Arboleda. O zagueiro, no entanto, viu o passe do camisa 10 ser interceptado por Ernando, que ia rebatendo contra o próprio o gol, mas conseguiu se recuperar e afastar o perigo.

Daí em diante o São Paulo continuou trocando passes e marcando presença no campo ofensivo, contudo, faltava um pouco mais de capricho no último passe para que a superioridade fosse revertida em gols. Isso só aconteceu aos 29 minutos, depois de um erro na saída de bola do Sport cometido por Gabriel. Reinaldo ficou com a sobra e tocou em profundidade para Everton, que acionou Diego Souza para, dentro da área, ameaçar bater de primeira, dominar e, com o goleiro Magrão já caído, estufar as redes na Ilha do Retiro – o camisa 9 não comemorou o tento em respeito ao seu ex-clube.

Antes do intervalo, o Tricolor ainda teve a oportunidade de ir para o vestiário com uma vantagem ainda maior no placar. Aos 33 minutos, Rojas recebeu em profundidade pela direita e cruzou rasteiro para Everton. O atacante são-paulino tentou empurrar a bola para o gol de carrinho, mas não chegou a tempo.

Na etapa complementar o São Paulo voltou determinado a aproveitar melhor as oportunidades criadas. Os comandados de Aguirre não demoraram muito para mostrar uma eficiência maior na frente do gol, ampliando o placar logo aos seis minutos, quando Rojas fez ótima jogada individual pela direita, costurando a defesa rubro-negra e tocando para Nenê na entrada da área. O camisa 10 dominou e bateu rasteiro, no cantinho, sem chances para Magrão.

Aos 19 minutos, o São Paulo novamente balançou as redes, mas o árbitro Anderson Daronco marcou impedimento de Nenê na jogada. O camisa 10 recebeu lançamento preciso dentro da área e apenas ajeitou para Reinaldo bater de primeira, no canto de Magrão, e estufar as redes em vão.

Nos minutos finais, já com Shaylon no lugar de Nenê, Tréllez na vaga de Diego Souza e Everton Felipe substituindo Joao Rojas, o São Paulo ainda teve tempo para sofrer um gol de falta de Marlone, que contou com o desvio da barreira para vencer Sidão, e posteriormente marcar o terceiro com Tréllez, que saiu em contra-ataque e, frente a frente com Magrão, tocou por cima após rebote para fechar os trabalhos na Ilha do Retiro.

Fonte:Espn

Continue lendo

Esportes

Douglas marca pela primeira vez após quase dois anos e Grêmio, a “vítima” da vez foi o Vitória

Publicado

em

Foto: Gazeta Press

Pela segunda rodada consecutiva, o Grêmio atuou com os reservas no Campeonato Brasileiro. E pela segunda rodada consecutiva, a equipe ganhou com autoridade. A “vítima” da vez foi o Vitória, que foi até Porto Alegre e perdeu por 4 a 0. O grande momento do jogo foi o primeiro gol, marcado pelo camisa 10 Douglas, que ficou muito tempo afastado por causa de lesões e voltou a comemorar um gol em jogo oficial depois de quase dois anos.

A última vez que ele havia marcado tinha sido em 2016, quando o Grêmio superou o Cruzeiro em jogo válido pela Copa do Brasil, no dia 26 de outubro de 2016.

Depois do gol dele, o time gaúcho sobrou em campo. Tanto é que Jailson, Pepê e Everton também marcaram.

Com a vitória, o Grêmio subiu para a terceira colocação, com 33 pontos, ultrapassando o rival Internacional, que joga nesta segunda-feira. Já o Vitória se mantém com 19 pontos, na 16ª posição, apenas uma acima da zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, enquanto os gaúchos enfrentam o Corinthians no sábado, os baianos recebem o Palmeiras no domingo.

O JOGO

O primeiro minuto de jogo deu o tom do restante da etapa inicial. Logo após o apito de Bruno Arleu de Araújo, os mandantes foram para cima do Leão e assustaram a meta de Ronaldo em finalização de Marinho e boa chegada de Pepê.

A pressão inicial gremista deu resultado aos 11 minutos. Douglas recebeu cruzamento na pequena área e cabeceou, mas Ronaldo fez a defesa sem conseguir encaixar, dando rebote. Na sobra, o próprio camisa 10 do Tricolor Gaúcho não vacilou e mandou para o fundo das redes, inaugurando o marcador.

Sem tempo de assimilar o golpe, o Vitória levou o segundo. Aos 20, Jailson aproveitou a roubada de bola e assistência de Douglas, com grande atuação, e acertou finalização no canto da meta de Ronaldo, não dando chances ao arqueiro: 2 a 0.

O restante da primeira etapa viu um equilíbrio nas ações do confronto, com cada equipe tendo uma boa chance no período. Enquanto Douglas levou perigo em cobrança de falta, Yago, da mesma maneira, tirou tinta da trave de Paulo Victor. No último lance do tempo, entretanto, o Grêmio perdeu a chance de fazer o terceiro: Marinho serviu o lateral Leonardo, que, livre na grande área, chutou por cima do gol.

Nos primeiros dez minutos da segunda etapa, o panorama do final do tempo inicial se repetiu, com o equilíbrio predominante. Isso logo mudou quando, aos 12, o jovem Pepê recebeu passe de Marinho, fez a finta e bateu com categoria, com a lateral do pé. A bola chegou a desviar em Marcelo Meli, enganando o goleiro Ronaldo e entrando para o fundo das redes.

Já perto do final da partida, o time da casa decretou a goleada. Em uma aula de contra-ataque, Everton arrancou com a bola e serviu Jael. O atacante hesitou, mas conseguiu finalizar ao gol, esbarrando na defesa de Ronaldo, que novamente concedeu rebote. A sobra ficou fácil para o próprio Everton fazer o quarto e dar números finais ao confronto.

Fonte: Espn

Continue lendo

Esportes

Flamengo vence o Cruzeiro em reencontro no Maracanã

Publicado

em

Foto: Gazeta Press

No reencontro após a derrota no meio de semana pela Copa Libertadores, o Flamengo venceu o Cruzeiro no Maracanã por 1 a 0. O gol da partida foi marcado por Henrique Dourado, que estava sem balanças as redes há mais de dois meses. O centroavante marcou seu quarto gol no Campeonato Brasileiro.

Thiago Neves, Arrascaeta, Robinho e Barcos não foram titulares. Sem o quarteto ofensivo no primeiro tempo, os visitantes foram dominados e mal chegaram ao gol defendido por Diego Alves. Porém, na segunda etapa Mano Menezes fez algumas alterações que mudaram a cara do jogo.

O Cruzeiro passou a atacar mais e a partida ficou muito aberta com a entrada de Thiago Neves, Robinho e Arrascaeta. Entretanto, as ações ofensivas do clube mineiro foram barradas na grande atuação de Diego Alves.

Com a vitória, o Flamengo sobe para 37 pontos na tabela e segue na cola do São Paulo, que é o líder, com 38 pontos ganhos. Já o Cruzeiro, fica na oitava colocação, com 25 pontos.

O Cruzeiro volta aos gramados na próxima quarta-feira, pelas quartas de final da Copa do Brasil, contra o Santos. No jogo de ida, na Vila Belmiro, os mineiros venceram por 1 a 0.

O Flamengo também tem compromisso pela Copa do Brasil, encara o Grêmio na próxima quarta-feira. Na partida de ida, em Porto Alegre, o jogo terminou empatado em 1 a 1.

O jogo

A partida começou muito tensa. Além de valer uma possível volta ao topo do campeonato, o Flamengo queria “se vingar” da derrota sofrida na Copa Libertadores.

Sem o colombiano Uribe, que sentiu a coxa na véspera do confronto, Henrique Dourado foi o escolhido para iniciar a partida no comando do ataque flamenguista.

Aos 20 minutos do primeiro tempo, Éverton Ribeiro recebeu ótimo passe na direita, limpou o marcador e finalizou para boa defesa de Rafael.

Aos 22 minutos, Éverton Ribeiro encontrou Henrique Dourado dentro da área, o atacante tocou com o bico da chuteira e deslocou o goleiro Rafael, abrindo o placar para os donos da casa.

Aos 38 minutos, Paquetá fez boa jogada e arrematou de fora da área, à direita do gol de Rafael. No lance seguinte, o jogador cometeu uma falta dura e recebeu o cartão amarelo

Logo no início do segundo tempo, Mancuello teve a chance de empatar a partida em uma cobrança de falta, mas isolou.

Aos 10 minutos, Mano Menezes colocou Thiago Neves e Arrascaeta. Aos 12, Thiago recebeu bom passe na intermediária e finalizou no canto, mas Diego Alves pulou para fazer a defesa.

Aos 31 minutos o Cruzeiro quase empatou. Arrascaeta recebeu cruzamento e cabeceou para grande defesa de Diego Alves.

Logo na sequência, Éverton Ribeiro fez ótima jogada individual e finalizou tirando tinta do travessão de Rafael.

O Cruzeiro pressionou muito na reta final da partida, mas parou na ótima atuação de Diego Alves.

Fonte:Espn

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaques